Vencedores do Eisner Awards 2021

A 33ª edição do Eisner Awards, prêmio anual entregue aos profissionais que mais se destacaram na indústria dos quadrinhos no ano que passou, foi realizada na última sexta-feira, dia 24 de julho, marcando o primeiro dia da Comic-Con@Home.

Phil LaMarr apresentou a entrega dos prêmios Eisner

Como de costume, os prêmios são entregues como parte da mais tradicional feira de cultura pop mundial, a San Diego Comic-Con. Como o evento está sendo realizado online pelo segundo ano consecutivo devido à pandemia de Covid-19, a cerimônia de entrega do Eisner Awards também ocorreu de maneira virtual, patrocinada pela comiXology e novamente apresentada pelo ator, dublador e humorista norte-americano Phil LaMarr.

Você pode conferir a entrega dos prêmios no player abaixo, pelo canal oficial da Comic-Con no youtube:

Considerado o Oscar dos quadrinhos, o Eisner Awards premia profissionais do ramo em 32 categorias distintas. O grande destaque do evento deste ano ficou com Gene Luen Yang que faturou três prêmios: Melhor Publicação para Crianças e Melhor Adaptação de Outra Mídia para Superman Smashes the Klan (publicado pela DC, com arte de Gurihiru) e Melhor Publicação para Adolescentes por Dragon Hoops (graphic novel publicada pela First Second/Macmillan). A lista de vencedores ainda inclui nomes consagrados da nona arte como Adrian Tomine, Ed Brubaker e Junji Ito.

Confira os vencedores do Eisner Awards 2021:

MELHOR CONTO

  • “When the Menopausal Carnival Comes to Town,” por Mimi Pond, em Menopause: A Comic Treatment (Graphic Medicine/Pennsylvania State University Press)

MELHOR EDIÇAO ÚNICA

  • Sports Is Hell, por Ben Passmore (Koyama Press)

MELHOR SÉRIE CONTÍNUA

  • Usagi Yojimbo, de Stan Sakai (IDW)

MELHOR MINISSÉRIE

  • Superman’s Pal Jimmy Olsen, de Matt Fraction e Steve Lieber (DC)

MELHOR NOVA SÉRIE

  • Black Widow, de Kelly Thompson e Elena Casagrande (Marvel)

MELHOR PUBLICAÇÃO PARA JOVENS LEITORES (ATÉ 8 ANOS)

  • Our Little Kitchen, por Jillian Tamaki (Abrams Books for Young Readers)

MELHOR PUBLICAÇÃO INFANTIL (9 A 12 ANOS)

  • Superman Smashes the Klan, por Gene Luen Yang e Gurihiru (DC)

MELHOR PUBLICAÇÃO PARA ADOLESCENTES (DOS 13 AOS 17 ANOS)

  • Dragon Hoops, de Gene Luen Yang (First Second/Macmillan)

MELHOR PUBLICAÇÃO DE COMÉDIA

  • Superman’s Pal Jimmy Olsen, de Matt Fraction e Steve Lieber (DC)

MELHOR ANTOLOGIA

  • Menopause: A Comic Treatment, editada por MK Czerwiec (Graphic Medicine/Pennsylvania State University Press)

MELHOR TRABALHO BASEADO EM FATOS

  • Kent State: Four Dead in Ohio, por Derf Backderf (Abrams)

MELHOR ÁLBUM BIOGRÁFICO OU SEMIBIOGRÁFICO:

  • The Loneliness of the Long-Distance Cartoonist, de Adrian Tomine (Drawn & Quarterly)

MELHOR NOVO ÁLBUM GRÁFICO

  • Pulp, de Ed Brubaker e Sean Phillips (Image)

MELHOR REIMPRESSÃO DE ÁLBUM GRÁFICO

  • Seeds and Stems, de Simon Hanselmann (Fantagraphics)

MELHOR ADAPTAÇÃO DE OUTRA MÍDIA

  • Superman Smashes the Klan, adaptado por Gene Luen Yang e Gurihiru (DC)

MELHOR EDIÇÃO AMERICANA DE MATERIAL INTERNACIONAL

  • Goblin Girl, de Moa Romanova, tradução de Melissa Bowers (Fantagraphics)

MELHOR EDIÇÃO AMERICANA DE MATERIAL ASIÁTICO

  • Remina, de Junji Ito, tradução de Jocelyne Allen (VIZ Media)

MELHOR COLEÇÃO OU PROJETO DE ARQUIVO DE TIRAS:

  • The Flapper Queens: Women Cartoonists of the Jazz Age, editado por Trina Robbins (Fantagraphics)

MELHOR COLEÇÃO OU PROJETO DE ARQUIVO DE HQS

  • The Complete Hate, de Peter Bagge, editado por Eric Reynolds (Fantagraphics)

MELHOR ROTEIRISTA

  • James Tynion IV, Something Is Killing the Children, Wynd (BOOM! Studios); Batman (DC); The Department of Truth (Image); Razorblades (Tiny Onion)

MELHOR ROTEIRISTA E ARTISTA

  • Junji Ito, Remina, Venus in the Blind Spot (VIZ Media)

MELHOR ARTISTA OU EQUIPE DE ARTISTAS

  • Michael Allred, Bowie: Stardust, Rayguns & Moonage Daydreams (Insight Editions)

MELHOR ARTISTA DIGITAL

  • Anand RK/John Pearson, Blue in Green (Image)

MELHOR ARTISTA DE CAPA

  • Peach Momoko, Buffy the Vampire Slayer #19, Mighty Morphin #2, Something Is Killing the Children #12, Power Rangers #1 (BOOM! Studios); DIE!namite, Vampirella (Dynamite); The Crow: Lethe (IDW); Marvel Variants (Marvel)

MELHOR COLORISTA

  • Laura Allred, X-Ray Robot (Dark Horse); Bowie: Stardust, Rayguns & Moonage Daydreams (Insight Editions)

MELHOR LETRISTA

  • Stan Sakai, Usagi Yojimbo (IDW)

MELHOR VEÍCULO JORNALÍSTICO/ PERIÓDICO RELACIONADO A QUADRINHOS

MELHOR LIVRO RELACIONADO A QUADRINHOS

  • Invisible Men: The Trailblazing Black Artists of Comic Books, de Ken Quattro (Yoe Books/IDW)

MELHOR TRABALHO ACADÊMICO / ESCOLAR RELACIONADO A QUADRINHOS

  • The Content of Our Caricature: African American Comic Art and Political Belonging, de Rebecca Wanzo (New York University Press)

MELHOR DESIGN DE PUBLICAÇÃO

  • The Loneliness of the Long-Distance Cartoonist, design por Adrian Tomine e Tracy Huron (Drawn & Quarterly)

MELHOR HQ DIGITAL

  • Friday, de Ed Brubaker e Marcos Martin (Panel Syndicate)

MELHOR WEBCOMIC

Andrizy Bento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s