Arquivo da tag: Anos 80

True Stories (1986) – Talking Heads

Data de Lançamento: 15 de setembro de 1986
Faixas: 9 faixas (12 na versão em CD)
Duração: 40:33
Estilo: New Wave, Art Pop e Pop Rock
Produção: Talking Heads
Gravadora: Sire

Lado A:
Love for Sale
Puzzlin’ Evidence
Hey Now
Papa Legba

Lado B:
Wild Wild Life
Radio Head
Dream Operator
People Like Us
City of Dreams

Faixas incluídas apenas em CD:
Wild Wild Life (Extended mix) (CD bonus track)
Papa Legba (Pops Staples vocal version)
Radio Head (Tito Larriva vocal version) (Re-release bonus track)

Continuar lendo True Stories (1986) – Talking Heads

Diesel and Dust (1987) – Midnight Oil

Data de Lançamento: 2 de agosto de 1987
Faixas: 10 faixas (11 na versão em CD)
Duração: 46:37
Estilo: Rock Alternativo
Produção: Warne Livesey e Midnight Oil
Gravadora: Sprint Music/Columbia Records

Lado A:
Beds Are Burning
Put Down That Weapon
Dreamworld
Arctic World
Warakurna

Lado B:
The Dead Heart
Whoah
Bullroarer
Sell My Soul
Sometimes

Faixa incluída apenas em CD:
Gunbarrel Highway Continuar lendo Diesel and Dust (1987) – Midnight Oil

[Versões e Regravações] Eu Sei – Legião Urbana

Original:

Como já dito em outro post, a Legião Urbana gravou em 1987 o seu terceiro álbum, Que País é Este, que trazia algumas músicas que a banda já vinha tocando antes, em alguns shows, e outras oriundas de projetos pré-Legião, como faixas do tempo da banda Aborto Elétrico que ele também liderou e trazia em sua formação os integrantes Fê e Flávio Lemos que, posteriormente, viriam a fazer parte do Capital Inicial. Uma das canções que está presente no disco, Renato Russo costumava cantar durante o período em que se apresentava como o Trovador Solitário. Trata-se de Eu Sei, um dos grandes hits da banda. Continuar lendo [Versões e Regravações] Eu Sei – Legião Urbana

[Versões e Regravações] Aluga-se – Raul Seixas

Original:

Em 1980, Raul Seixas gravou seu décimo álbum intitulado Abre-te Sésamo pela gravadora CBS. Esse disco conta com o hit Aluga-se, que foi uma parceria do músico com o compositor Cláudio Roberto Andrade de Azevedo. Apesar do sucesso, a canção foi censurada na época devido à sua crítica afiada ao governo do nosso país, especialmente em relação aos outros. E, claro, como o Brasil ainda estava vivendo os anos do regime militar, uma música com uma letra dessas, certamente seria proibida. Não deu outra.

A  letra compara o Brasil a um imóvel que está para ser alugado, o que seria a solução para o momento que o país atravessava. Assim, a composição brinca, como se fizesse a oferta de aluguel para os gringos, relatando todos os pontos positivos do “imóvel” para quem despertar o interesse de possíveis locadores. Continuar lendo [Versões e Regravações] Aluga-se – Raul Seixas

[Versões e Regravações] Hey Jude – Beatles

Original:

Um dos maiores clássicos dos Beatles, a música Hey Judy, de autoria da dupla John Lennon e Paul McCartney, foi lançada 1968 pela gravadora Apple, tornando-se um grande sucesso e sendo o single mais vendido da banda mesmo tendo a longa duração de sete minutos. 

Em relação a música, McCartney contou que a escreveu depois de visitar o filho de Lennon, Jullian, ainda com cinco anos, como uma forma de confortar o garoto que na época estava enfrentando a situação do divórcio de seus pais. Aliás, a canção se chamaria Hey Jules, mas foi mudada para Hey Jude, pois Paul achou que soaria melhor.

A letra é uma mensagem de incentivo que diz para os ouvintes não carregarem a responsabilidade do mundo nas costas, erguerem a cabeça e seguirem em frente, sem deixar a tristeza nos abater.

Versão:

Em 1989, o cantor Kiko Zambianchi, gravou uma controversa versão em português de Hey Jude, para seu disco Era das Flores. A versão ficou a cargo de Rossine Pinto, elaborada especialmente para entrar na trilha da novela da Rede Globo, Top Model

Com o sucesso, a música alcançou o primeiro lugar em todas as paradas e o artista começou a aparecer ainda mais em programas populares de TV. O cantor chegou a admitir que não gostou muito da versão, mas que só a incluiu em seu repertório porque foi pressionado pela gravadora. Apesar de a letra ser ligeiramente diferente, a essência permanece a mesma da original.

Adryz Herven