Arquivo da tag: Filmes

Bons Filmes em Setembro (2022)

As estreias de maior destaque de setembro são o terror Men – Faces do Medo de Alex Garland e o promissor Era Uma Vez um Gênio do ótimo George Miller, ambas abrindo o mês. O neo-noir francês Amantes de Nicole Garcia e o drama sul-coreano Encontros de Hong Sang-soo também já se encontram disponíveis em cinemas de repertório por estas bandas. Setembro também traz reestreias, com alguns poucos minutos de acréscimo de material inédito, como Homem-Aranha: Sem Volta para Casa – A Versão Ainda Mais Divertida de Jon Watts, que chega aos cinemas no dia 7, e Avatar – Reestreia em 3D de James Cameron que retorna às telas em 22 de setembro. Previsto para estrear no próximo dia 15, Moonage Daydream é o título do aguardado documentário sobre o músico David Bowie e leva a assinatura de Brett Morgen. Na mesma data, entra em cartaz a sequência A Órfã 2: A Origem que conta com a direção de William Brent Bell. E se eu fosse você, fugiria da lavagem de dinheiro em formato de filmes como Eike – Tudo ou Nada de Andradina Azevedo e Dida Andrade. Confira abaixo as datas de estreia e sinopses dos filmes que entram em cartaz nos cinemas do mês de setembro. Lembrando que qualquer alteração no calendário de lançamentos cinematográficos é de responsabilidade única e exclusiva das distribuidoras nacionais.

Continuar lendo Bons Filmes em Setembro (2022)

Medida Provisória

Este conteúdo também está disponível no formato podcast:

Não deixe de nos prestigiar também no Spotify 🙂

Estreia na direção de Lázaro Ramos, Medida Provisória é uma boa ideia mal executada. É pouco cinema e mais um novelão. Baseado no espetáculo teatral Namíbia, Não, como informa o letreiro inicial ao espectador, a trama é ambientada em um futuro próximo, e mostra as consequências ocasionadas por uma medida provisória decretada pelo governo brasileiro como forma de reparação pelo passado escravocrata do país. No centro do enredo estão a médica Capitú (Taís Araújo) e o advogado Antonio (Alfred Enoch), além do primo, o jornalista André (Seu Jorge), que divide o apartamento com o casal. Continuar lendo Medida Provisória

Agente Oculto

Este artigo também está disponível no formato podcast:

Não deixem de prestigiar 😉

Agente Oculto (originalmente, The Gray Man) é o filme mais caro da Netflix e também o mais cretino. O investimento foi de cerca de US$220 milhões (convertendo em reais, algo em torno de R$1,08 bilhão). Dirigido por Joe e Anthony Russo, do fenômeno Vingadores: Ultimato, o longa traz um elenco de peso que conta com Ryan Gosling no papel do protagonista, Gentry, e Chris Evans interpretando o principal antagonista da trama, Lloyd Hansen. Além da promessa Regé-Jean Page, egresso de Bridgerton, vivendo o duvidoso Carmichael. Continuar lendo Agente Oculto

Bons Filmes em Agosto (2022)

O grande destaque dos cinemas em agosto é Trem-Bala de David Leitch, baseado no fenômeno editorial japonês de mesmo nome, escrito por Kōtarō Isaka, e trazendo Brad Pitt e Sandra Bullock no elenco. Os cinéfilos aguardam com expectativa pelo novo longa de Jordan Peele, intitulado Não! Não Olhe! – um misto de terror e thriller de ficção científica bem ao estilo do cineasta.

Os streamings apostam na diversidade étnica, com o mexicano Que Culpa Tem o Carma? de Elisa Miller e o taiwanês Meu Lugar dirigido por CJ Wang, que estreiam no catálogo da Netflix; além do também mexicano Viajantes: Perdidos No Tempo de Ana Cristina Martínez, que será disponibilizado pela HBO Max. O Brasil também tem seus representantes cinematográficos de peso neste mês: De Repente Drag de Rafaela Gonçalves, Pacificado de Paxton Winters e O Debate, estreia diretorial de Caio Blat, são alguns dos que entram em cartaz nos cinemas nacionais. Falando em cinema brasileiro, a animação Além da Lenda: O Filme, de Marcos França e Marília Mafé, exalta o nosso folclore. Outros longas animados que chegam às telas neste mês são Luck de Alessandro Carloni, produção da Apple TV+; O Despertar das Tartarugas Ninja: O Filme, de Andy Suriano e Ant Ward, que chega à plataforma da Netflix; e Dragon Ball Super: Super-Herói, de Tetsurô Kodama, que estreia com exclusividade nos cinemas.

Confira abaixo datas de lançamento, sinopses e trailers das principais novidades que entram em cartaz nos cinemas brasileiros e passam a integrar o catálogo dos serviços de streaming neste mês de agosto. Lembrando que qualquer alteração no calendário de estreias é de responsabilidade única e exclusiva das distribuidoras nacionais e das plataformas mencionadas. Continuar lendo Bons Filmes em Agosto (2022)

San Diego Comic-Con 2022

Mesmo não estando fisicamente presentes, sentimos falta da Comic-Con!

A Comic-Con International fez seu retorno triunfal a San Diego na última semana para quatro dias e meio repletos de anúncios, trailers, teasers, prévias e outros materiais promocionais dos lançamentos mais aguardados do universo do cinema, televisão, animação, games, quadrinhos e action figures. A tradicional feira de cultura pop, que se tornou a principal referência dentre os eventos do gênero, apresentou painéis estrelares, contando com a presença de atores, produtores e diretores de aguardadas produções audiovisuais, e de ilustres roteiristas e desenhistas de vindouras HQs, além de tardes de fotos e autógrafos com os artistas favoritos, exposições e concursos de cosplay. Depois de quase dois anos de incertezas quanto ao futuro, finalmente a Comic Con volta a ser presencial.

Por aqui, trazemos um apanhado das novidades divulgadas durante a #SDCC2022, entre os dias 21 e 24 de julho, pelas gigantes do entretenimento: Marvel e DC.

Continuar lendo San Diego Comic-Con 2022

Thor: Amor e Trovão

Este texto contém spoilers.

Uma lição valiosa transmitida em Deadpool 2 (2018) e que é reiterada por Thor (Chris Hemsworth) no novo filme protagonizado pelo Deus do Trovão é “jamais conheça seus heróis”. No primeiro caso, a constatação rendeu tiradas geniais de Deadpool (Ryan Reynolds) a respeito do Fanático (também interpretado por Reynolds). Já Thor: Amor e Trovão gera uma sequência impagável trazendo Russell Crowe no papel de um afetado Zeus. Mas essa está longe de ser a única passagem antológica do longa dirigido por Taika Waititi que, antes, já havia comandado Thor: Ragnarok (2017), o único dos exemplares dos filmes solo do Thor a ser elogiado por público e crítica em igual proporção. O cineasta mostra, com efeito, que é possível escapar da fórmula consagrada pela Marvel Studios sem perder a essência que define os filmes da empresa. As liberdades concedidas pelos produtores ao realizador são limitadas, é fato. Mesmo assim, Taika não hesita em meter o pé na porta o máximo que pode (e que o estúdio permite). O resultado é um filme ousado, dinâmico, ágil, com sequências de ação eletrizantes e muito bem executadas, além de um entretenimento altamente divertido que abusa do humor nonsense. Continuar lendo Thor: Amor e Trovão