Arquivo da tag: Notícias

Vencedores do Oscar 2020 – Era Uma Vez em Hollywood… Um Parasita

Era Uma Vez em Hollywood… um Parasita. No ápice de uma cerimônia cuja entrega dos prêmios foi, em sua quase totalidade, óbvia e previsível, um longa sul-coreano venceu o prêmio de Direção e, depois, o principal de Melhor Filme. O que as demais categorias ficaram devendo no quesito surpresa, o final da festa nos proporcionou. E isso quando muitos de nós já nos encontrávamos desacreditados, especialmente após a decepção do ano passado, com a vitória do Livro Verde.

Sejamos francos: há tempos não era tão divertido assistir à uma cerimônia do Oscar.

E não falo apenas do fato de Parasita ser o primeiro filme não falado em língua inglesa a ganhar a estatueta de Melhor Filme. Nem do quão emblemático foi a equipe do longa receber o prêmio das mãos da engajada Jane Fonda (e o medo de que um policial aparecesse do nada para prendê-la em pleno palco do Dolby Theatre?). Nem dos memes maravilhosos com a soneca do Martin Scorsese durante uma despropositada e aleatória performance de Lose Yourself do Eminem – na certa redimindo-se após não comparecer a cerimônia de 2003 (!) para receber o Oscar de Melhor Canção Original.

Nem do fato da vitória de Parasita ser até mesmo metafórica – como no enredo do longa de Bong Joon Hoo, o Parasita sul-coreano adentrou o lar e a festa do cinema americano (porque, sim, Oscar celebra majoritariamente o cinema que é produzido em Hollywood), um lugar em que produções estrangeiras tem pouco ou nenhum espaço, e arrematou quatro dos prêmios mais cobiçados da noite. De modo sorrateiro, foi conquistando seu lugar graças a muita propaganda boca a boca pelo mundo afora e invadiu um território essencialmente americano e conservador, eliminando seus concorrentes um a um e deixando um confiante Sam Mendes a ver navios (seu Titanic naufragou… E ele nem tem mais Kate Winslet para consolá-lo).

Mas, ao contrário da maneira agressiva e parasitária com a qual agem seus protagonistas, o cineasta chegou na humildade. E em seu discurso de agradecimento pela vitória na categoria de Melhor Diretor, exaltou seus rivais. O quão emblemático é receber o prêmio de direção das mãos do lendário Spike Lee e fazer a plateia levantar da cadeira para aplaudir o monstro sagrado do cinema que é Martin Scorsese? Ou mencionar o fato de que Quentin Tarantino, também seu concorrente, sempre fez questão de incluir filmes assinados por ele em suas listas de melhores do ano, o reverenciando como um de seus ídolos? É muita classe…

 

O fato é que o Oscar de 2020 foi, na maior parte das categorias, justo ao eleger seus vencedores (ainda que previsível). E a cerimônia em si foi uma delícia de se assistir, mesmo com algumas aleatoriedades, como a já citada apresentação de Eminem…

Claro que ainda incomoda ouvirmos palavras como “diversidade”, “inclusão”, “representatividade feminina” serem proferidas à exaustão em vários discursos e vermos tantas mulheres e negros no palco, e nenhuma mulher figurar na categoria de direção, ou pior: apenas uma única negra receber indicação este ano.

Eu subestimei a Academia nas minhas apostas, mas a verdade é que há sinais de mudanças aqui e ali. Percebemos uma boa vontade maior este ano – de se mostrar inclusiva, engajada e moderna não apenas na embalagem, mas em seu conteúdo. E muito disso se deve ao Parasita. Longa que fez história na noite de 9 de fevereiro. Acima de qualquer coisa, a conquista de Parasita mostra que existe cinema fora de Hollywood. Algo que muitos de nós já sabíamos, mas que os votantes da Academia preferiam ignorar, fingiam desconhecer.

Espero, no entanto, que isso não acabe por aqui. Que não tenha sido uma exceção à regra. Que o longa de Bong Joon Hoo tenha aberto, de fato, um precedente e as portas para outros filmes estrangeiros invadirem o Oscar futuramente.

Quanto às minhas previsões: nunca fiquei tão feliz por estar errada. Das 24 categorias, acertei 21. Errei apenas em Edição de Som, Direção e Filme 🙂 confira abaixo todos os vencedores da 92ª edição do Oscar na ordem em que foram anunciados:

Continuar lendo Vencedores do Oscar 2020 – Era Uma Vez em Hollywood… Um Parasita

Vencedores do Independent Spirit Awards 2020

A atriz Aubrey Plaza foi a mestre de cerimônias do Independent Spirit Awards 2020

Neste sábado foram anunciados os vencedores do Film Independent Spirit Awards 2020 em cerimônia realizada no tradicional Pier de Santa Mônica, em Los Angeles, com apresentação da atriz norte-americana Aubrey Plaza. O prêmio, que se encontra em sua 35ª edição e celebra a produção mundial de cinema independente, foi transmitido ao vivo e com exclusividade pelo Twitter.

Os grandes destaques da premiação foram The Farewel que, além de vencer na categoria principal, de Melhor Filme, ainda foi agraciado com a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante pela performance de Zhao Shuzhen. O experimental O Farol de Robert Eggers faturou os prêmios de Melhor Fotografia e Melhor Ator Coadjuvante para Willem Dafoe. Contudo, o mais premiado mesmo foi Uncut Gems de Benny e Josh Safdie que venceu nas categorias Direção, Montagem e Melhor Ator para Adam Sandler. Em seu discurso de agradecimento, o ator aproveitou para alfinetar o Oscar:

Confira abaixo a lista completa dos vencedores do Independent Spirit Awards 2020:

Continuar lendo Vencedores do Independent Spirit Awards 2020

Vencedores do BAFTA 2020

1917 foi o grande vencedor do BAFTA 2020, faturando sete prêmios

Ontem, domingo, 2 de fevereiro, finalmente conhecemos os vencedores da 73ª edição do BAFTA. Organizada pela Academia Britânica de Artes do Cinema e Televisão (British Academy of Film and Television Arts) a premiação é considerada a maior do segmento cinematográfico fora dos Estados Unidos, sendo vista como a versão britânica do Oscar. A cerimônia de entrega dos prêmios, realizada no Royal Albert Hall, teve o lendário comediante Graham Norton como anfitrião e foi bastante previsível, como já era de se esperar.

O petardo de Sam Mendes, 1917, dominou a premiação, vencendo a principal categoria, de Melhor Filme, além de ser consagrado como o Melhor Filme Britânico e faturar também a Melhor Direção. O longa também arrematou (merecidamente) as categorias técnicas, como fotografia, som, efeitos visuais e desenho de produção. Ao todo, a produção abocanhou sete prêmios.

Laura Dern venceu o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante por seu excelente desempenho em História de um Casamento

Outras barbadas ficaram por conta de Renée Zellweger que foi considerada a Melhor Atriz do ano por Judy; Joaquin Phoenix, premiado por seu desempenho como ator principal em Coringa; Brad Pitt que foi o Melhor Ator Coadjuvante por Era Uma Vez… em Hollywood; Laura Dern que arrematou a estatueta de Atriz Coadjuvante por História de Um Casamento; e Adoráveis Mulheres, premiado por seus deslumbrantes figurinos.

O ótimo Parasita levou dois prêmios: de Melhor Filme Não Falado em Língua Inglesa e Roteiro Original. Em Roteiro Adaptado, vitória de Jojo Rabbit. Nenhuma surpresa aqui, visto que ambos foram os vencedores do WGA (Writers Guild of America Awards), prêmio do Sindicato dos Roteiristas de Hollywood.

Príncipe William, Presidente do BAFTA, expressou sua insatisfação devido à falta de diversidade em Hollywood

E como resposta às críticas a respeito do #BAFTASoWhite, conforme comentado no post sobre os indicados ao prêmio, o presidente da premiação, Príncipe William, discursou acerca da falta de diversidade e representatividade na premiação e na indústria cinematográfica em geral. O mesmo tópico foi tratado por Joaquin Phoenix ao receber seu prêmio de Melhor Ator.

Confira abaixo os vencedores do BAFTA 2020:

Continuar lendo Vencedores do BAFTA 2020

Vencedores do SAG Awards 2020

Parasita levou o prêmio principal da noite, de Melhor Elenco

Na noite de ontem, domingo, 19 de janeiro, conhecemos os vencedores do SAG Awards 2020. A premiação, que se encontra em sua 26ª edição, teve sua cerimônia realizada no Shrine Auditorium, em Los Angeles, e não contou com apresentador, nem foi exibida pela TNT aqui no Brasil, como de costume…

Parasita, o longa sul-coreano dirigido por Bong Joon-ho fez história na premiação ao ser o primeiro filme estrangeiro a vencer a categoria mais importante da noite, de Melhor Elenco. Com isso, a produção dispara na frente e se torna um dos favoritos ao Oscar de Melhor Filme. Mas,embora essa tenha sido uma vitória inusitada que surpreendeu tanto os palpiteiros e especialistas quanto espectadores randômicos, a maior parte das categorias trouxe algumas barbadas. É o caso de Joaquin Phoenix que arrematou o prêmio de Melhor Ator em Filme por sua performance em Coringa, e ainda aproveitou para citar o saudoso Heath Ledger em seu discurso de agradecimento ao receber o prêmio, afirmando que ator que interpretou o icônico vilão em Batman: O Cavaleiro das Trevas é o seu intérprete favorito. Vale lembrar que Ledger recebeu um prêmio póstumo da Academia por seu desempenho como Coringa.

Outras vitórias previsíveis foram a de Renée Zellweger como Melhor Atriz em Filme por Judy, Brad Pitt como Melhor Ator Coadjuvante por Era Uma Vez… em Hollywood e Laura Dern como Melhor Atriz Coadjuvante por sua brilhante performance em História de um Casamento.

The Marvelous Mrs. Maisel foi premiado como o Melhor Elenco em Série de Comédia

As categorias televisivas também consagraram os favoritos. A ótima The Marvelous Mrs. Maisel levou o prêmio de Melhor Elenco em Série de Comédia. Pelo mesmo show, Tony Shalhoub foi premiado como Melhor Ator em Série Cômica e, obviamente, Phoebe Waller-Bridge venceu na categoria de Atriz em Série de Comédia por Fleabag. E fechando com chave de ouro sua participação em Game of Thrones, Peter Dinklage, o eterno Tyrion Lannister, foi premiado como o Melhor Ator em Série Dramática.

Confira abaixo a lista completa dos vencedores do SAG Awards 2020:

Continuar lendo Vencedores do SAG Awards 2020

Indicados ao BAFTA 2020

Asa Butterfield e Ella Balinska anunciando os indicados ao BAFTA de Melhor Ator

A Academia Britânica de Artes do Cinema e Televisão (British Academy of Film and Television Arts) divulgou ontem, 7 de janeiro, os indicados à 73ª edição do BAFTA, a maior premiação da indústria cinematográfica fora dos Estados Unidos, considerado o Oscar britânico. Os atores Asa Butterfield e Ella Balinska foram os encarregados do anúncio dos nomeados aos prêmios.

Coringa de Todd Phillips lidera as indicações, concorrendo em 11 categorias, incluindo Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Ator para Joaquin Phoenix. O Irlandês, de Martin Scorsese, é outro destaque, indicado a 10 prêmios. O vencedor do Globo de Ouro, 1917 de Sam Mendes, recebeu 9 indicações, incluindo a de Melhor Filme Britânico.

A premiação está sendo alvo de críticas por conta da falta de diversidade nas indicações, com uma lista de nomeados majoritariamente branca. A Academia Britânica de Artes do Cinema e Televisão já se posicionou acerca da controvérsia, garantindo que o problema é da indústria em si e não da premiação.

A cerimônia de entrega do BAFTA será realizada em 2 de fevereiro no Royal Albert Hall, em Londres, e contará com a apresentação do famoso comediante britânico Graham Norton.

Abaixo, você confere os indicados ao BAFTA 2020:

Continuar lendo Indicados ao BAFTA 2020

Vencedores do Globo de Ouro 2020

1917 saiu vitorioso na categoria Melhor Filme de Drama

Na noite de ontem, domingo, 5 de janeiro, foram divulgados os ganhadores do Globo de Ouro 2020, diretamente do Beverly Hilton, em Los Angeles, Califórnia, dando a largada para a temporada anual de prêmios. Sob a regência do mestre de cerimônias, pela quinta vez, o comediante Ricky Gervais (destilando mais acidez do que de costume, em uma apresentação deveras polêmica), dezenas de duplas célebres se revezaram no palco para anunciar os nomes dos vencedores da tradicional premiação promovida pela HFPA (Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood).

Zebras e esnobadas solenes marcaram a noite. A principal surpresa foi a vitória inesperada do drama de guerra 1917 de Sam Mendes na categoria Melhor Filme Dramático. Era uma Vez em… Hollywood foi premiado com o Globo de Ouro de Melhor Filme de Comédia ou Musical, Melhor Roteiro para Quentin Tarantino e Melhor Ator Coadjuvante para Brad Pitt. O Irlandês, longa de Martin Scorsese, saiu de mãos abanando. História de um Casamento, de Noah Baumbach, também perdeu a maior parte dos prêmios aos quais foi indicado, mas levou em Atriz Coadjuvante em Filmes – vitória merecidíssima, aliás – com Laura Dern se sagrando campeã na categoria.

Na televisão, os destaques ficaram por conta de Fleabag (nenhuma surpresa aqui) e Succession. E, apesar do número expressivo de indicações para as produções Netflix (foram 34 no total!), a empresa só levou mesmo duas estatuetas – a já citada de Melhor Atriz Coadjuvante para Dern e Melhor Atriz em Série Dramática para Olivia Colman, de The Crown.

Abaixo, você confere os vencedores da 77ª edição do Globo de Ouro:

Continuar lendo Vencedores do Globo de Ouro 2020