O Destino de uma Nação

Não raramente, cinebiografias de personagens históricos pecam justamente ao não desconstruírem a aura de herói em torno de seus retratados, ao não desmitificá-los. Decepcionando o espectador que espera conhecer mais do ser humano por trás do símbolo. Felizmente, não é o caso de O Destino de Uma Nação. O longa passa longe de ser dos melhores ou mais memoráveis dessa temporada de premiações. Mas é com inegável eficiência que Joe Wright compõe um drama biográfico que despe Winston Churchill da lenda.  Continuar lendo O Destino de uma Nação

Três Anúncios Para um Crime

3Anuncios 2

Buscando justiça para a filha, brutalmente assassinada e cujo caso permanece sem solução – aparentemente, devido à inércia da polícia local  – a impetuosa Mildred Hayes (Frances McDormand) aluga três outdoors em uma estrada pouco movimentada – frequentada somente por quem estiver perdidos ou for muito idiota – que acabam por perturbar a paz de toda a cidade de Ebbing, no estado do Missouri (essa sentença leva ao ótimo título original), especialmente do Delegado Willoughby (Woody Harrelson) – encarregado da investigação – e de todos os envolvidos direta ou indiretamente com Angela Hayes (Kathryn Newton). Continuar lendo Três Anúncios Para um Crime

Lady Bird – A Hora de Voar

Greta Gerwig tem um jeito único de retratar o fracasso. Com desenvoltura e humor, temperados por uma melancolia genuína, ela apresenta sua relação com o mundo ingrato que não parece reconhecer seus talentos, valorizá-la devidamente e que se mostra sempre disposto a lhe dar uma nova rasteira ao invés de uma nova chance. Contudo, não há espaço para vitimismo; ela parece rir de sua própria desgraça. Como atriz e roteirista, já havia nos brindado com uma série de desventuras no excelente Frances Ha (2012). Agora, acumulando as funções de roteirista e diretora, presenteia o espectador com um texto esperto recheado de diálogos brilhantes e intensos, fugindo – ainda que não completamente, mas com sabedoria – das artimanhas de uma autobiografia. A própria Gerwig assume que se espelhou em trechos de sua vida para compor Lady Bird – A Hora de Voar. Mas isso não significa que o filme seja necessariamente baseado em suas frustradas experiências ao longo da vida. Continuar lendo Lady Bird – A Hora de Voar

The Post – A Guerra Secreta

Em meio a indicados mais audaciosos, seja em termos de estilo, narrativa ou visual, The Post – A Guerra Secreta se assume como o típico Oscar bait, dirigido por um cineasta duas vezes premiado com o careca dourado de melhor diretor e tendo em seu elenco dois vencedores em categorias de atuação do prêmio da Academia: Meryl Streep, duas vezes consagrada com o Oscar de melhor atriz e uma como atriz coadjuvante; e Tom Hanks, vencedor por duas vezes do prêmio de melhor ator. Além de suas vitórias, tanto o cineasta quanto os dois atores colecionam indicações, inclusive neste ano. Além disso, The Post é baseado em um momento histórico decisivo para os Estados Unidos, envolvendo jogos políticos, guerra e imprensa. Continuar lendo The Post – A Guerra Secreta

Me Chame Pelo Seu Nome

O maior trunfo de Me Chame Pelo Seu Nome é andar na contramão de outros longas que o precederam em um cada vez mais amplo histórico de filmes que retratam o relacionamento homoafetivo – e cujos exemplares mais lembrados são Moonlight, O Segredo de Brokeback Mountain, Azul É A Cor Mais Quente e Garotos Não Choram, só para citar alguns que receberam importantes indicações e estatuetas em temporadas passadas de premiações. Ao invés do teor trágico e de relação proibida (dada justamente a questão da orientação sexual) que marcaram os quatro citados, Me Chame Pelo Seu Nome é solar, com foco no desenvolvimento do protagonista, em sua jornada de crescimento e autoconhecimento, na descoberta da paixão e do desfrute da sexualidade. Continuar lendo Me Chame Pelo Seu Nome

A Forma da Água

O lúdico é uma característica recorrente do cinema de Guillermo del Toro. O cineasta mexicano é tão hábil ao lidar com criaturas fantásticas que consegue torná-las atraentes seja qual for o gênero adotado para contar suas histórias: sci-fis, adaptações de histórias em quadrinhos, terror, conto de fadas. Sempre as situando em universos inventivos e buscando a universalidade em suas narrativas. Continuar lendo A Forma da Água