Arquivo da tag: Streaming

A Assistente

Não são raros os casos de mulheres que já passaram por uma situação parecida: ouvir, ver, testemunhar, ou pior, viver na pele uma situação de assédio/abuso por parte de um chefe e, ao tentar reportar a alguém que, a princípio, se dispõe a ouvir, entender e ajudar, se vê em uma situação ainda mais difícil. São dadas duas opções: prosseguir com uma denúncia formal e correr o risco de ser demitida; ou se calar, silenciar, fechar os olhos e se manter no emprego. A ameaça de demissão vem disfarçada de “conselho de amigo”: não desafie ou lute com alguém mais poderoso que você na hierarquia da empresa. É desse tópico delicado que trata A Assistente, filme norte-americano dirigido por Kitty Green, estrelado brilhantemente por Julia Garner e que se encontra disponível na Amazon Prime Video desde o último dia 7 de janeiro. Continuar lendo A Assistente

Bons Filmes em Janeiro (2021)

A Assistente, filme que retrata os abusos constantes na indústria do entretenimento, está disponível desde o dia 7 no Prime Video. A partir do dia 20, no Telecine Play, você pode conferir Agente Infiltradathriller de espionagem  apresentado originalmente no Festival de Berlim, em 2019. E Anthony Mackie luta contra robôs em um futuro próximo no sci-fi Zona de Combate, que estreia dia 15 na Netflix. Esses são alguns dos destaques dentre os filmes que entram em cartaz nas plataformas de streaming no mês que dá o start em 2021. Para os não assinantes dos serviços citados, a boa notícia é que existe a alternativa de alugar ou comprar alguns dos títulos em outras plataformas de vídeo como o Google Play, iTunes Looke. Abaixo, você confere datas de lançamento e sinopses das estreias de janeiro. Continuar lendo Bons Filmes em Janeiro (2021)

Favoritos 2020 – Filmes, Séries e Leituras

Mais um ano que se encerra e, desta vez, não foi fácil pra ninguém. Infelizmente, 2020 termina nos dando aquela sensação de que o ano foi perdido. Lamentamos inúmeras perdas; os diversos óbitos passaram a ser assustadoramente comuns e recorrentes em nosso dia a dia; muitos negócios cerraram as portas; o índice de desemprego é grande e alarmante… Afetou todos nós, em maior ou menor grau. Muitos planos tiveram de ser postergados, sonhos adiados, compromissos cancelados, espaços que frequentávamos agora se encontram tristemente vazios.

Mas creio que nada é mais triste do que ter de assistir de camarote ao descaso, tanto dos nossos governantes quanto da população, diante de um vírus que parou o mundo todo e encerrou vidas precoce e abruptamente. Irresponsabilidade, falta de consciência e empatia, demonstrações corriqueiras de egoísmo. Fomos assaltados de todos os lados pela pandemia em si e por todas as consequências desastrosas decorrentes dela e da falta de humanidade das pessoas. É cruel fazer um balanço desse ano e prefiro pausar por aqui as minhas reflexões acerca deste sombrio 2020 que se despede sem, infelizmente, sinalizar mudanças positivas em 2021. Por enquanto, ficamos aqui à espera da vacina e terminamos um ano com mundo infelizmente doente, não só devido ao COVID-19, mas também por conta da ignorância de muitos.

Obviamente, tivemos poucas estreias cinematográficas. O momento pandêmico fez com que os cinemas fechassem as portas por tempo indeterminado. Tivemos lançamentos via streamings, mas não foram tantos. E a verdade é que foi difícil se concentrar e assistir a um filme diante de toda essa situação. Eu mesma assisti menos filmes do que o habitual e poucas coisas me cativaram de verdade. Não tivemos nada de muito apaixonante. Foi um momento também para esfriar a cabeça e, precisando de um pouco de humor escapista, descobri e redescobri várias coisas durante a quarentena, como as séries Community e The Good Place e, aos 45 do segundo tempo, curti um romance com o hit recente Bridgerton. Retornando ao campo da comédia, revisitei os longas do Monty Python, assisti Brazil de Terry Gilliam e as leituras não ficaram para escanteio: reli The Outsiders: Vidas Sem Rumo de S.E. Hinton – relançado por aqui pela Instrínseca em uma edição maravilhosa para fã nenhum colocar defeito -, e estou empenhada em terminar Duna de Frank Herbert antes da nova adaptação para as telas, a cargo de Denis Villeneuve, entrar em cartaz.

Abaixo, listo os meus favoritos de 2020, nas categorias Filmes, Séries e Leituras.

Continuar lendo Favoritos 2020 – Filmes, Séries e Leituras

Bons Filmes em Dezembro (2020)

Longa de David Fincher, baseado na história real de Herman J. Mankiewicz, Mank narra as desavenças do roteirista com Orson Welles e outros figurões de Hollywood enquanto ele trabalhava no texto do clássico Cidadão Kane. Esse é um dos maiores destaques do mês na Netflix e se encontra disponível desde o dia 4. Obviamente, a plataforma também disponibiliza filmes natalinos em seu catálogo como as animações O Presente de Natal de Angela, A Estrela de Belém e o live-action Tudo de Bem no Natal Que Vem. O serviço de streaming ainda lança o último longa estrelado por nosso saudoso Chadwick Boseman, A Voz Suprema do Blues, em que ele atuou ao lado da fantástica Viola Davis. A Amazon Prime Video traz Sound of Metal sobre um baterista que perde gradativamente a audição, colocando sua paixão e trabalho em jogo. A plataforma de vídeo ainda disponibiliza clássicos como Os Caça-Fantasmas, os premiados Guerra ao Terror e O Discurso do Rei e a animação Como Treinar Seu Dragão 3 — O Mundo Escondido. Já o Telecine Play acrescenta ao seu catálogo Homem-Aranha no Aranhaverso, Aquaman, a nova versão de Emma (baseado em clássico de Jane Austen), e o indicado ao Oscar de melhor animação Link Perdido. Abaixo, você confere datas de lançamento, sinopses, e as plataformas nas quais os filmes podem ser assistidos. Lembrando que, para quem não é assinante, ainda existe a alternativa de alugar ou comprar alguns dos filmes por meio de outros serviços de distribuição digital de vídeos via streaming, como o Google PlayLooke iTunes.

Continuar lendo Bons Filmes em Dezembro (2020)