Arquivo da categoria: Resenhas

[Cinema] Pantera Negra: Wakanda Para Sempre

“Só as pessoas mais feridas podem ser grandes líderes”.

Pantera Negra: Wakanda Para Sempre, sequência do grande sucesso de público e crítica Pantera Negra de 2018, deveria ser um um filme sobre Shuri, uma produção que se dedicasse a mostrar o crescimento da personagem interpretada pela atriz Letitia Wright, que se obriga a amadurecer após inúmeras perdas. Toda a tragédia em seu entorno daria consistência à jornada da heroína e seria enredo suficiente para um longa, tendo como mola mestra o luto pela morte do irmão, o rei T’challa (Chadwick Boseman). Uma base lúgubre, triste, mas funcional e eficiente para situar a heroína no panteão de super-heróis que é o MCU (Universo Cinematográfico da Marvel). Porém, é Hollywood e Wakanda Para Sempre faz parte de uma safra de produtos que ultrapassou o nicho ao qual era destinada no passado. Não apenas os fãs de quadrinhos de super-heróis consomem esses filmes hoje em dia. Já há um tempo, eles abrangem o público em geral.  

Continuar lendo [Cinema] Pantera Negra: Wakanda Para Sempre

[Cinema] Adão Negro

Com ação ininterrupta e um CGI respeitável, Adão Negro segue a cartilha dos filmes de herói mais tradicionais, se apresentando como uma aventura descaradamente cartunesca e soando, por vezes, como uma autoparódia do gênero, ao mesclar elementos e referências de outras produções grifando o tom de autocrítica.

Continuar lendo [Cinema] Adão Negro

[Fora de Catálogo] Curso de Verão

Um daqueles filmes esquecidos. Não tão esquecido assim, pois o Telecine resolveu resgatá-lo das profundezas do acervo oitentista dia desses, mas já removeu o título do catálogo. Curso de Verão costumava passar com certa frequência em meados da década de 1990 na Sessão da Tarde (e é com enorme espanto que me dou conta de que isso foi há três décadas!). Hoje, provavelmente não passaria pelo crivo da censura, especialmente por conta de sequências clássicas como a simulação de uma cena de filme de horror em plena sala de aula para afugentar uma professora e o plot envolvendo uma mãe adolescente. Continuar lendo [Fora de Catálogo] Curso de Verão

[Cinema] Metropolis

É impressionante, mas, em 1927, Fritz Lang discutia temas pertinentes à nossa atual realidade e já inventara conceitos que seriam altamente utilizados e reciclados em obras de ficção-científica lançadas décadas depois. De fato, ainda conseguimos identificar ecos de seu cinema em produções atuais. E é por isso que Metropolis permanece uma obra vanguardista mesmo em 2022, quase um século após seu lançamento.

Continuar lendo [Cinema] Metropolis