Arquivo da tag: Música

[Versões e Regravações] Eu Sei – Legião Urbana

Original:

Como já dito em outro post, a Legião Urbana gravou em 1987 o seu terceiro álbum, Que País é Este, que trazia algumas músicas que a banda já vinha tocando antes, em alguns shows, e outras oriundas de projetos pré-Legião, como faixas do tempo da banda Aborto Elétrico que ele também liderou e trazia em sua formação os integrantes Fê e Flávio Lemos que, posteriormente, viriam a fazer parte do Capital Inicial. Uma das canções que está presente no disco, Renato Russo costumava cantar durante o período em que se apresentava como o Trovador Solitário. Trata-se de Eu Sei, um dos grandes hits da banda. Continuar lendo [Versões e Regravações] Eu Sei – Legião Urbana

Roots (1996) – Sepultura

Data de lançamento: 20 de fevereiro de 1996
Duração: 72:09
Faixas: 15 faixas
Estilo: Thrash Metal
Produção: Ross Robinson
Gravadora: RoadRunner Records

Faixas:
Roots Bloody Roots
Attitude
Cut-Throat
Ratamahatta
Breed Apart
Straighthate
Spit
Lookaway
Dusted
Born Stubborn
Jasco
Itsari
Ambush
Endangered Species
Dictatorshit

Faixa bônus na versão brasileira:
Procreation of The Wicked (cover do Celtic Frost)
Symptom of The Universe (cover do Black Sabbath) Continuar lendo Roots (1996) – Sepultura

[Versões e Regravações] Aluga-se – Raul Seixas

Original:

Em 1980, Raul Seixas gravou seu décimo álbum intitulado Abre-te Sésamo pela gravadora CBS. Esse disco conta com o hit Aluga-se, que foi uma parceria do músico com o compositor Cláudio Roberto Andrade de Azevedo. Apesar do sucesso, a canção foi censurada na época devido à sua crítica afiada ao governo do nosso país, especialmente em relação aos outros. E, claro, como o Brasil ainda estava vivendo os anos do regime militar, uma música com uma letra dessas, certamente seria proibida. Não deu outra.

A  letra compara o Brasil a um imóvel que está para ser alugado, o que seria a solução para o momento que o país atravessava. Assim, a composição brinca, como se fizesse a oferta de aluguel para os gringos, relatando todos os pontos positivos do “imóvel” para quem despertar o interesse de possíveis locadores. Continuar lendo [Versões e Regravações] Aluga-se – Raul Seixas

[Versões e Regravações] Hey Jude – Beatles

Original:

Um dos maiores clássicos dos Beatles, a música Hey Judy, de autoria da dupla John Lennon e Paul McCartney, foi lançada 1968 pela gravadora Apple, tornando-se um grande sucesso e sendo o single mais vendido da banda mesmo tendo a longa duração de sete minutos. 

Em relação a música, McCartney contou que a escreveu depois de visitar o filho de Lennon, Jullian, ainda com cinco anos, como uma forma de confortar o garoto que na época estava enfrentando a situação do divórcio de seus pais. Aliás, a canção se chamaria Hey Jules, mas foi mudada para Hey Jude, pois Paul achou que soaria melhor.

A letra é uma mensagem de incentivo que diz para os ouvintes não carregarem a responsabilidade do mundo nas costas, erguerem a cabeça e seguirem em frente, sem deixar a tristeza nos abater.

Versão:

Em 1989, o cantor Kiko Zambianchi, gravou uma controversa versão em português de Hey Jude, para seu disco Era das Flores. A versão ficou a cargo de Rossine Pinto, elaborada especialmente para entrar na trilha da novela da Rede Globo, Top Model

Com o sucesso, a música alcançou o primeiro lugar em todas as paradas e o artista começou a aparecer ainda mais em programas populares de TV. O cantor chegou a admitir que não gostou muito da versão, mas que só a incluiu em seu repertório porque foi pressionado pela gravadora. Apesar de a letra ser ligeiramente diferente, a essência permanece a mesma da original.

Adryz Herven

Dois (1986) – Legião Urbana

Data de Lançamento: Julho de 1986
Faixas: 12 faixas (13 na versão em K7)
Duração: 46:41
Estilo: Pop Rock, Pós-punk, Rock Alternativo, Folk Rock, Punk Rock
Produção: Mayrton Bahia
Gravadora: EMI

Lado A
Daniel na Cova dos Leões
Quase Sem Querer
Acrilic on Canvas
Eduardo e Mônica
Central do Brasil

Lado B
Metrópole
Plantas Embaixo do Aquário
Música Urbana 2
Andrea Dori
Fábrica
Índios

Faixa bônus – apenas no formato fita K7
Química

Continuar lendo Dois (1986) – Legião Urbana

Cinco Discos Ao Vivo Gravados no Japão

O país do sol nascente já foi alvo de rejeição mundial por conta da aliança que o seu exército imperial fez com Adolf Hittler durante a Segunda Guerra Mundial. Porém, o Japão reconquistou a confiança do mundo ao sediar a 18ª edição dos Jogos Olímpicos de Verão em 1964, na capital, Tóquio. A mesma cidade voltará a receber as Olimpíadas de Verão – que deveria acontecer originalmente em 2020, mas foi adiada para 2021, por conta da pandemia do coronavírus.

Tóquio 64 reabriu as portas do Japão para o mundo, principalmente com relação às atrações da música internacional. Os Beatles foram os primeiros a realizar uma apresentação na terra do sol nascente, em junho de 1966. Claro que a beatlemania tomou conta dos jovens japoneses. Uma das três apresentações na arena de lutas Nippon Budokan Hall, em Tóquio, rendeu um especial da TV japonesa e, anos depois, foi lançado em DVD no mercado brasileiro nos anos 2000. Não foi nessa turnê da Fab Four pelo Japão que John Lennon conheceu sua Yoko Ono, mas sim em uma exposição de arte em Londres, um ano depois.

Os shows que os Beatles fizeram pelo Japão abriram as portas para vários artistas internacionais. Muitos deles aproveitaram o país do sol nascente para gravar seus respectivos discos ao vivo, assim como VHS e DVDs ao vivo. Mas o assunto aqui é disco ao vivo gravado por artistas relacionados ao rock, sem contar que esse fator influenciou o surgimento de bandas de rock japonesas, entre eles o X-Japan.

Vou ficar devendo o Made in Japan do Deep Purple, assim como o Live in Japan do The Runaways, pois vou guardá-los para uma ocasião mais propícia. Portanto, vamos à lista dos cinco discos ao vivo gravados no Japão. Continuar lendo Cinco Discos Ao Vivo Gravados no Japão