Arquivo da tag: Literatura

The Outsiders – Vidas Sem Rumo

“Permaneça dourado, Ponyboy”

A escritora S.E. Hinton ainda era, ela mesma, uma adolescente quando traduziu para o papel as angústias, os desafios e os prazeres dessa fase tão atribulada da vida. Partindo da realidade que ela observava ao seu redor, a estudante de ensino médio sequer poderia imaginar o quão transformadora seria a sua narrativa naquela e nas décadas seguintes. É atribuído a Hinton o papel de responsável pela invenção de um mercado literário adolescente, o que conhecemos hoje como YA Lit. The Outsiders – Vidas Sem Rumo foi publicado pela primeira vez em 1967 preenchendo uma lacuna que existia na literatura: a de livros dedicados ao público jovem. 

Continuar lendo The Outsiders – Vidas Sem Rumo

Nas Prateleiras: Lançamentos de Livros – Setembro (2020)

Fãs de Neil Gaiman que ainda não adquiriram algumas de suas obras fundamentais – mais propriamente dizendo, Deuses Americanos, Lugar Nenhum e Os Filhos de Anansi, podem ir preparando um lugar especial na estante, pois a Intrínseca lança em setembro um box contendo estes três livros do autor, em edições especiais, trazendo textos exclusivos e capítulos expandidos. Além de Gaiman, outros autores célebres ganham lançamentos por aqui neste mês. Hoje considerado um clássico moderno da literatura norte-americana, o controverso Psicopata Americano de Bret Easton Ellis inaugura o selo Crime Scene® Fiction de uma de nossas editoras favoritas: a DarkSide® Books. A Suma traz uma nova coleção de contos aterrorizantes do mestre do horror moderno, Stephen King. Stan Lee, a mente criativa por trás do universo Marvel, deixou um último presente para os seus fãs antes de partir desta para outra: Um Truque de Luz, volume 1 da série Alianças, sai pela Record, trazendo uma aventura alucinante diretamente da imaginação ilimitada desse grande e saudoso autor. A Arqueiro lança o sexto livro da série As Sete Irmãs, intitulado A Irmã do Sol; e Quatro Amores na Escócia, uma coletânea de contos reunindo quatro renomadas autoras de romances de época: Julia Quinn, Stephanie Laurens, Christina Dodd e Karen Ranney. Setembro também se trata de um mês pródigo no quesito lançamento de publicações de cunho social e utilidade pública; é o caso de Não Vás Tão Docilmente de Ntshingila Futhi, que sai pela editora African Books Collective – um retrato contundente da força e resistência de mulheres nos guetos do Apartheid. A segunda edição do livro que alcançou projeção internacional, Você Tem a Vida Inteira de Lucas Rocha, é publicada pela Galera e acompanha as jornadas de três jovens, cujas vidas são entrecortadas pelo diagnóstico do HIV. A Perspectiva lança a Trilogia do Confinamento de Aldri Anunciação que reúne as peças Namíbia, Não!, Embarque Imediato e Campo de Batalha, discutindo questões como o racismo, a segregação e a luta identitária. Por fim, a HarperCollins publica um clássico atemporal: Identidade de Nella Larsen aborda o chamado colorismo e não se restringe apenas a questões de raça, como mergulha também em pautas como classe e gênero. Confira abaixo capas e sinopses dos principais lançamentos literários de setembro.
Continuar lendo Nas Prateleiras: Lançamentos de Livros – Setembro (2020)

Nas Prateleiras: Lançamentos de Livros – Agosto (2020)

Para quem achava que estava livre do fenômeno Crepúsculo, prepare-se! Um dos lançamentos editoriais mais comentados de agosto é o retorno da autora Stephenie Meyer ao universo de sua franquia milionária, mais propriamente às origens de tudo: Sol da Meia-Noite, livro que ficou incompleto durante muito tempo, sendo aguardado por mais de dez anos pelos fãs da saga, finalmente foi concluído. Narrando a história pelo ponto de vista do vampiro Edward Cullen, Sol da Meia-Noite é o destaque da editora Intrínseca, responsável pelo lançamento dos quatro livros originais da série, e vem com essa capa de mau gosto que pode ser conferida abaixo…

Entre outros lançamentos da editora, figura o romance finalista do Pulitzer, A Casa Holandesa de Ann Patchett. Já a Arqueiro publica uma edição comemorativa de 20 anos, com capa dura e pintura trilateral de O Duque e Eu da autora que é considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn. A editora Sextante traz O Maior Líder da História, o novo livro do psiquiatra mais lido do mundo e o autor mais lido do Brasil nos últimos tempos, Augusto Cury. A Darkside publica uma edição cuidadosa, o que é a marca registrada da editora, do primeiro romance do autor Donald Ray Pollock: O Mal Nosso de Cada Dia. Para os fãs da autora best-seller Cassandra Clare, a Galera apresenta Senhor Das Sombras, o segundo volume da série Os Artifícios Das Trevas. Outra aguardada sequência que chega este mês às livrarias físicas e online é O Clube P.S. Eu Te Amo de Cecelia Ahern pela editora HarperCollins. E, para fechar, a nova tradução de um dos clássicos fundamentais da literatura mundial, O Médico e o Monstro de Robert Louis Stevenson, ganha a interpretação gráfica de Adão Iturrusgarai e é um dos destaques da Antofagica Editora. Confira abaixo capas e sinopses dos principais lançamentos literários de agosto:

Continuar lendo Nas Prateleiras: Lançamentos de Livros – Agosto (2020)

[O que + rolou] San Diego Comic-Con 2020 – BÔNUS

Nem só de novidades, tendências, estreias e lançamentos vive a San Diego Comic-Con. Também tem espaço para saudosismo, celebrações e discussões essenciais abordando temas urgentes. Este ano, a primeira Comic-Con totalmente virtual da história, deu um especial destaque à pautas como inclusão, diversidade e representatividade na cultura pop. Vários painéis discutiram a temática LGBTQ, questões de raça e gênero na televisão, cinema e especialmente nos quadrinhos. Lembrando que as mulheres foram as produtoras de comics que mais faturaram prêmios na edição deste ano do Eisner Awards. Nada mais justo do que elas integrarem diferentes painéis comentando a presença e a produção feminina dentro do universo geek. Continuar lendo [O que + rolou] San Diego Comic-Con 2020 – BÔNUS

Vencedores do Eisner Awards 2020

A San Diego Comic-Con, mais famosa convenção de cultura pop do mundo, se tornou virtual em 2020, devido ao momento crítico de pandemia que estamos enfrentando. Infelizmente, os encontros de fãs, as competições de cosplayers, a gritaria durante os painéis e a interação com atores, cineastas, produtores, ilustradores e roteiristas, que fazem da Comic-Con o paraíso nerd na Terra, não irão rolar este ano. O lado bom é que não será preciso enfrentar filas e e é possível acompanhar tudo diretamente do conforto da sua casa. Através do canal oficial do evento no youtube, você pode conferir todos os painéis, entrevistas e novidades do glorioso universo geek. E, como de costume, o anúncio dos vencedores do Eisner Awards 2020 – a maior premiação da indústria dos quadrinhos – ocorreu durante a Comic-Con de San Diego. Virtualmente, como todo o restante do evento.

O chamado Oscar das HQs é celebrado anualmente e honra os criadores do ramo e seus trabalhos em 32 categorias diferentes. A cerimônia virtual, apresentada por Phil LaMarr – ator, dublador, comediante, conhecido por seus papéis em séries animadas como Lanterna Verde, Liga da Justiça Sem Limites, Futurama e os personagens-título de Samurai Jack e Super-Choque – pode ser conferida no vídeo acima, postado há 14 horas. Só uma dica: as mulheres sagraram-se vencedoras na maioria das categorias 😉

Confira abaixo os indicados e os vencedores (destacados em negrito) da 32ª edição do Eisner Awards. Continuar lendo Vencedores do Eisner Awards 2020

A Barata – Ian McEwan

A Barata

“Quando certa manhã Gregor Samsa acordou de sonhos intranquilos, encontrou-se em sua cama metamorfoseado num inseto monstruoso.” Qualquer um reconhece o genial início de A Metamorfose de Franz Kafka, seja o verdadeiro bookworm ou mesmo o leitor casual. Ainda que não tenha lido a obra, já ouviu falar desta que é uma das mais célebres aberturas de livro da literatura e conhece de imediato sua procedência. E ainda que você não se encaixe em nenhum dos dois grupos citados, não curta e nem consuma livros, e ainda assim teve um clique ao ler o começo da desafortunada aventura de Gregor Samsa neste texto, deve ser porque certamente se deparou com o trecho em uma prova do vestibular ou Enem. 

Ian McEwan, o badalado autor de Reparação, dá início à narrativa de A Barata prestando uma evidente homenagem ao clássico de Kafka. No entanto, a situação se inverte. Neste, é a barata que, certa manhã, acorda em uma cama transmutada em uma criatura monstruosa: um homem. Mas não se trata de um homem qualquer e, sim, do Primeiro Ministro do Reino Unido. Com a metamorfose, vem uma carga ininterrupta e inesgotável de responsabilidades e decisões a serem tomadas. Como a barata não tem nada a perder em um corpo que não lhe pertence, mas que será devolvido ao dono em breve, metamorfoseado em Jim Sams, a criatura dá início à execução de um tão engenhoso quanto absurdo plano, o Reversalismo. Isto é, além de inverter a lógica da clássica obra de Kafka, a ideia é inverter também o fluxo do dinheiro. Desse modo, as pessoas pagam para trabalhar e ganham dinheiro para consumir.  Continuar lendo A Barata – Ian McEwan