Arquivo da tag: Especial

[Especial] Oscar 2018

Amanhã, dia 4 de março, às 22h pelo horário de Brasília, finalmente conheceremos os vencedores da 90ª edição do Oscar, o mais tradicional prêmio do cinema, entregue pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.  A cerimônia, que traz como hostess pelo segundo ano consecutivo, o apresentador Jimmy Kimmel, será transmitida pela emissora norte-americana ABC nos Estados Unidos e, simultaneamente, pelo canal por assinatura TNT aqui, no Brasil. Neste post, você confere todas as publicações relacionadas ao maior evento anual da indústria cinematográfica:

Indicados ao Oscar 2018

Corra! 

Dunkirk

A Forma da Água

Me Chame Pelo Seu Nome

The Post – A Guerra Secreta

Lady Bird – A Hora de Voar

Três Anúncios Para um Crime

O Destino de Uma Nação

Trama Fantasma

Previsões: Indicados

Previsões: Vencedores

Vencedores do Oscar 2018

Trama Fantasma

Phantom Thread é uma referência a um curioso fenômeno da era vitoriana, caracterizado pelo comportamento das costureiras do leste de Londres que, completamente exaustas após um longo dia de trabalho, continuavam simulando os movimentos de costura em casa, trabalhando continuamente em fios inexistentes com as mãos. Também alude ao fato de que, com sua habilidade extraordinária com as linhas, o protagonista Reynolds Woodcock (Daniel Day-Lewis), faz um trabalho artístico impecável ao criar seus vestidos deslumbrantes, como se evocasse e fosse guiado por uma entidade divina. Também diz respeito à figura da mãe de Woodcock, falecida há algum tempo, mas cuja influência continua tendo forte atuação em sua vida, profissão e relacionamentos amorosos. Por fim, linha fantasma é o laço que une os dois protagonistas (e, não se engane, o protagonismo é realmente dividido), de maneira praticamente imperceptível, inexplicável e impenetrável por quem observa a relação de fora. Continuar lendo Trama Fantasma

Três Anúncios Para um Crime

3Anuncios 2

Buscando justiça para a filha, brutalmente assassinada e cujo caso permanece sem solução – aparentemente, devido à inércia da polícia local  – a impetuosa Mildred Hayes (Frances McDormand) aluga três outdoors em uma estrada pouco movimentada – frequentada somente por quem estiver perdidos ou for muito idiota – que acabam por perturbar a paz de toda a cidade de Ebbing, no estado do Missouri (essa sentença leva ao ótimo título original), especialmente do Delegado Willoughby (Woody Harrelson) – encarregado da investigação – e de todos os envolvidos direta ou indiretamente com Angela Hayes (Kathryn Newton). Continuar lendo Três Anúncios Para um Crime

Lady Bird – A Hora de Voar

Greta Gerwig tem um jeito único de retratar o fracasso. Com desenvoltura e humor, temperados por uma melancolia genuína, ela apresenta sua relação com o mundo ingrato que não parece reconhecer seus talentos, valorizá-la devidamente e que se mostra sempre disposto a lhe dar uma nova rasteira ao invés de uma nova chance. Contudo, não há espaço para vitimismo; ela parece rir de sua própria desgraça. Como atriz e roteirista, já havia nos brindado com uma série de desventuras no excelente Frances Ha (2012). Agora, acumulando as funções de roteirista e diretora, presenteia o espectador com um texto esperto recheado de diálogos brilhantes e intensos, fugindo – ainda que não completamente, mas com sabedoria – das artimanhas de uma autobiografia. A própria Gerwig assume que se espelhou em trechos de sua vida para compor Lady Bird – A Hora de Voar. Mas isso não significa que o filme seja necessariamente baseado em suas frustradas experiências ao longo da vida. Continuar lendo Lady Bird – A Hora de Voar

The Post – A Guerra Secreta

Em meio a indicados mais audaciosos, seja em termos de estilo, narrativa ou visual, The Post – A Guerra Secreta se assume como o típico Oscar bait, dirigido por um cineasta duas vezes premiado com o careca dourado de melhor diretor e tendo em seu elenco dois vencedores em categorias de atuação do prêmio da Academia: Meryl Streep, duas vezes consagrada com o Oscar de melhor atriz e uma como atriz coadjuvante; e Tom Hanks, vencedor por duas vezes do prêmio de melhor ator. Além de suas vitórias, tanto o cineasta quanto os dois atores colecionam indicações, inclusive neste ano. Além disso, The Post é baseado em um momento histórico decisivo para os Estados Unidos, envolvendo jogos políticos, guerra e imprensa. Continuar lendo The Post – A Guerra Secreta

Me Chame Pelo Seu Nome

O maior trunfo de Me Chame Pelo Seu Nome é andar na contramão de outros longas que o precederam em um cada vez mais amplo histórico de filmes que retratam o relacionamento homoafetivo – e cujos exemplares mais lembrados são Moonlight, O Segredo de Brokeback Mountain, Azul É A Cor Mais Quente e Garotos Não Choram, só para citar alguns que receberam importantes indicações e estatuetas em temporadas passadas de premiações. Ao invés do teor trágico e de relação proibida (dada justamente a questão da orientação sexual) que marcaram os quatro citados, Me Chame Pelo Seu Nome é solar, com foco no desenvolvimento do protagonista, em sua jornada de crescimento e autoconhecimento, na descoberta da paixão e do desfrute da sexualidade. Continuar lendo Me Chame Pelo Seu Nome