Arquivo da tag: Animação

The Marvel Super Heroes

A primeira adaptação para a TV dos famosos heróis do universo Marvel, o desenho animado The Marvel Super Heroes, baseado nos quadrinhos de Stan Lee, Jack Kirby e Steve Ditko, estreou na TV norte-americana em 1º de setembro de 1966, com 65 episódios de 30 minutos de duração. E se encerrou em 1º de dezembro do mesmo ano. A série foi produzida pela companhia Grantray-Lawrence Animation e a direção ficou a cargo de Grant Simmons, Ray Patterson e Robert Lawrence. Continuar lendo The Marvel Super Heroes

Recruta Zero

O personagem surgiu nos quadrinhos, em 1950. Na década posterior, nos anos 1960, Beetle Bailey – no Brasil, conhecido como Recruta Zero – ganhou seu próprio desenho animado. Indo a fundo na origem do personagem, quando o seu criador Mort Walker o apresentou ao público nas tiras de jornal, ele ainda não era o soldado que conhecemos, mas apenas um estudante universitário de Rockview. Continuar lendo Recruta Zero

Picolino

Criação do famoso animador Walter Lantz, Picolino ou Chilly Willy, como também é conhecido, estreou nos cinemas no ano de 1953 em um episódio que levava o seu nome, sendo parte integrante da Turma do Pica-Pau. Em 1957, o personagem foi parar na televisão, como atração do Show do Pica-Pau que estreava naquele ano na emissora norte-americana ABC, tendo permanecido no ar até o fim do programa, em 1972. Ao todo, foram 50 episódios estrelados pelo personagem, sendo o último Free Weeny Meany (Uma Fria Polar). Como mencionado em outra ocasião, Andy Panda que, nos anos 1940, perdeu seu protagonismo para o Pica-Pau, também perdeu, na década seguinte, o posto de segundo personagem mais popular de Lantz. Este passou a ser ocupado por Picolino, uma vez que os curtas estrelados por Andy pararam de ser produzidos na década de 1950.

Continuar lendo Picolino

Bons Filmes em Janeiro (2019)

Salve 2019! Em todos os sentidos, aliás… Mas um ano que começa e, por aqui, desejamos que seja um excelente ano em termos cinematográficos. Ainda é período de férias para os mais jovens e sortudos, então há diversas opções de filmes dedicados ao público infanto-juvenil em cartaz, como é o caso de WiFi RalphHomem-Aranha no Aranhaverso (que já foi destaque por aqui), Dragon Ball Super Broly – O Filme Como Treinar o Seu Dragão 3. Também é temporada de premiações e começam a estrear nos cinemas os filmes que tem grande potencial de nomeações ao Oscar, como A Favorita Vice.  Ainda chegam às telas nesse mês de janeiro a versão americana do hit francês Intocáveis; e Vidro, a aguardada sequência de Fragmentado. Confira abaixo outros lançamentos cinematográficos, lembrando que possíveis alterações no calendário de estreias é de responsabilidade única e exclusiva das distribuidoras nacionais.

Continuar lendo Bons Filmes em Janeiro (2019)

Homem-Aranha no Aranhaverso

O Homem-Aranha é um dos personagens que mais ganhou reboots no cinema em um intervalo relativamente curto de tempo. O primeiro blockbuster do aracnídeo, estrelado por Tobey Maguire e dirigido por Sam Raimi, estreou em 2002 e, juntamente com X-Men de 2000, contribuiu para o renascimento de um filão hoje altamente explorado por Hollywood e que ainda não apresenta sinais de exaustão: as adaptações cinematográficas de quadrinhos – que vinham, até então, amargando fracassos artísticos e comerciais com exemplares duvidosos e de mau gosto como Batman & Robin e Spawn – o Soldado do Inferno (ambos de 1997). Homem-Aranha 2 (2004) caiu nas graças do público e da crítica e foi considerado por muitos, na época, a melhor adaptação de HQs de todos os tempos. Infelizmente, o teioso conheceu a fúria dos fãs e o bombardeio dos especialistas com o truncado Homem-Aranha 3 (2007).

Poucos anos depois, em 2012, o herói foi revisitado pelo cineasta Marc Webb e ganhou um novo intérprete: Andrew Garfield, que teve a oportunidade de vestir apenas por duas vezes o traje de Aranha e sofreu rejeição de quase todos os lados com longas bem pouco expressivos e memoráveis. O personagem retornou em Capitão América: Guerra Civil (2016), ao lado dos Vingadores, após uma festejada parceria entre a Marvel Studios e a Sony Pictures – que detém os direitos cinematográficos do cabeça de teia desde 1999. Felizmente, em seu filme solo, Homem-Aranha: De Volta ao Lar, não precisamos ver novamente a origem dos poderes de Peter Parker sendo recontada e nem a morte de Tio Ben. Tom Holland passou a usar a indumentária característica do personagem com dignidade e compromisso, em uma adaptação agradável e bastante eficiente das HQs, mesmo que contando com as tradicionais liberdades criativas e licenças poéticas.

Porém, é com a mais recente animação em longa-metragem Homem-Aranha no Aranhaverso que o teioso conseguiu atingir todo o potencial que os fãs dos quadrinhos sempre desejaram ver no grande ecrã. Portanto, não estranhe se você ler por aí que esta é não somente a melhor animação do ano, como uma das melhores adaptações de HQs de todos os tempos e um seríssimo candidato a integrar um Top 10 de melhores do ano de muito cinéfilo por aí. Não é exagero. Homem-Aranha no Aranhaverso é exatamente isso que estão alardeando.

Continuar lendo Homem-Aranha no Aranhaverso

Jonny Quest

Uma das famosas criações dos estúdios de animação Hanna-Barbera, Jonny Quest foi produzido entre os anos de 1964 e 1965, mesma época em que foram lançadas várias outras séries animadas de ficção científica da mesma produtora. O desenho animado foi inspirado em histórias em quadrinhos e programas de rádio da década, tinha traços e animação realistas, tendo sido transmitido pela emissora norte-americana ABC. Continuar lendo Jonny Quest