Arquivo da categoria: Música

Vivendo e Não Aprendendo (1986) – Ira!

Data de Lançamento: 25 de agosto de 1986
Duração: 48:00
Faixas: 10 faixas
Estilo: Pós-Punk, Rock Alternativo, Mod Revival
Produção: Pena Schimdt, Liminha, Vitor Farias, Paulo Junqueiro e Ira!
Gravadora: WEA

Lado A
Envelheço Na Cidade
Casa De Papel
Dias de Luta
Tanto Quanto Eu
Vitrine Viva

Lado B
Flores Em Você
Quinze Anos (Vivendo E Não Aprendendo)
Nas Ruas
Gritos Na Multidão
Pobre Paulista

Faixa bônus da edição Remasterizada de 2000
Não Pague Pra Ver (demo)
Flores em Você (demo)
Pobre Paulista (demo)
Nasci em 62 (demo)
Tanto Quanto Eu (demo)

Continuar lendo Vivendo e Não Aprendendo (1986) – Ira!

[Feliz Dia dos Namorados!] Ships – Os Adoráveis Casais da Ficção

Aposto que você também já shippou. Que você já torceu com afinco por algum casal de filme, série, livro, HQ ou telenovela. Bem, hoje é Dia dos Namorados, portanto, não poderia ter uma data mais apropriada para um post sobre ships de séries.

Ship é a forma pela qual os fãs se referem aos casais da cultura pop. O termo vem de relationship (relacionamento) e surgiu em meados da década de 1990 com o Ship X, designação criada pelos fãs que viam uma ligação afetiva entre Dana Scully (Gillian Anderson) e Fox Mulder (David Duchovny), a brilhante dupla/casal da série Arquivo X. Enquanto alguns espectadores se preocupavam com os seres estranhos que apareciam na calada da noite e davam verdadeira dor de cabeça a Mulder e Scully, outros fãs da série estavam mais interessados no romance entre a dupla e em quando eles iriam finalmente ficar juntos para a alegria das shippers de plantão.

Shippers, por sua vez, tratam-se das pessoas que torcem por um casal.

Há quem diga que se você não shippou Mulder&Scully, nem mesmo pode se considerar um shipper legítimo. Exageros à parte, é fato incontestável que eles foram os pioneiros. Houve outros casais de seriados que arrebataram o público antes deles, é verdade (Capitão Kirk e Spock de Star Trek que o digam… ainda que nem se tratasse realmente de um casal). Entretanto, foi com o ship X que surgiu a rivalidade nos fóruns (entre shippers e noromos, que compreendem aqueles que são contra a ideia de um casal); a interação entre as shippers de diferentes lugares do mundo (incluindo os encontros de fãs, tanto virtuais quanto físicos); as diversas fanfictions explorando o relacionamento entre os personagens; e, obviamente, o termo em si.

Mas como nem tudo é fluffy nos fandoms da vida, existe também as ship wars: quando o grupo de fãs de um determinado casal entra em conflito com outro que torce por um casal rival da mesma obra. No fandom da série Lost, por exemplo, a principal shipper war se dava entre as Jaters (Jack e Kate) e as Skaters (Sawyer e Kate). No fim das contas, as Jaters levaram a melhor. No fandom de House a briga era entre as Huddy (House e Cuddy) e as Hameron (House e Cameron), só para citar alguns exemplos.

Confesso que já fui mais shipper. Atualmente, em muitos casos, acho que os casais acabam prejudicando as tramas dos seriados. Talvez não exatamente os ships em si que prejudiquem, mas as shippers. O pessoal que torce e morre pelo casal, que adoram se envolver nas famigeradas ship wars. Isso me desanima um pouco a acompanhar certas produções; pois, os roteiristas, de olho na audiência que o casal atrai e no buzz que o ship gera, acabam dando ênfase demais ao romance em detrimento de outros aspectos da narrativa. O que desestimula até mesmo a participar dos grupos de discussão no facebook. Isto é, tem tantas séries incríveis que contam com mitologias extremamente envolventes… Porém, as pessoas se prendem apenas aos casais.

É frustrante reduzir uma série a um ship.

De qualquer modo, eu ainda tenho meus casais favoritos e separei os melhores fanvideos em tributo a eles para celebrar o Dia dos Namorados por aqui:

Continuar lendo [Feliz Dia dos Namorados!] Ships – Os Adoráveis Casais da Ficção

Legião Urbana (1985)

2 - capa do disco

Data de Lançamento: 2 de janeiro de 1985
Duração: 37:09
Faixas: 11 faixas
Estilo: Rock, Pós-Punk, Rock Alternativo, Punk Rock
Produção: José Emílio Rondeau
Gravadora: EMI – Odeon

Lado A
Será
A Dança
Petróleo do Futuro
Ainda É Cedo
Perdidos no Espaço
Geração Coca-Cola

Lado B
O Reggae
Baader-Meinhof Blues
Soldados
Teorema
Por Enquanto

Edição especial Legião Urbana 30 Anos CD 2
Geração Coca-Cola (demo 1983)
Ainda é cedo (demo 1983)
A Dança (demo 1983) – part Herbert Vianna
Química (Clip Pirata)
Perdidos no Espaço (Outtake
O Reggae (Outtake)
Renato Apresenta
Ainda é cedo (take 9)
Será (Outtake)
Chamadas de rádio
Petróleo do Futuro (demo BSB)
Ainda é cedo (demo BSB)
Teorema (demo BSB)
Aduuuuuuhhh!! (ao vivo)
Profecia de Renato
Por Enquanto (Outtake)
A Dança (remix Mario Caldato) part Herbert Vianna
O Reggae (remix Liminha) Continuar lendo Legião Urbana (1985)

[O que ver na quarentena] 7 Canais do Youtube Que Vale a Pena Conferir

O Youtube foi fundado em fevereiro de 2005, em San Mateo, no estado da Califórnia, Estados Unidos, por três ex- funcionários do PayPalJawed Karim, Steve Chen e Chad Hurley. Creio que, naquela época, eles nem sonhavam com a potência que sua ferramenta se tornaria dentro de pouco tempo. A mais popular dentre as plataformas de compartilhamento de vídeos é, hoje, de propriedade da Google (que irá dominar o mundo em algum ponto do futuro) e nela estão hospedados vídeos dos mais diversos gêneros, dentre videoclipes, trailers, filmes, reportagens, cenas curiosas, vídeos virais, fotoclipes, videoarte, fanvideos, vídeos amadores, vídeos profissionais, vídeos novos, vídeos antigos…

Grandes veículos de comunicação possuem seu próprio canal no youtube a fim de difundir e reproduzir conteúdos já exibidos em outras de suas mídias e redes, como a televisão ou portais noticiosos. Estúdios de cinema contam com canais oficiais na plataforma para compartilhar material promocional de seus filmes. Grandes nomes da indústria fonográfica, bem como músicos novatos, utilizam a ferramenta para promover seu trabalho. Anônimos gravam vídeos em casa falando sobre os mais diversos assuntos e upam no youtube.

A plataforma substituiu a televisão no imaginário de muita gente, especialmente da geração mais jovem. O termo youtuber se popularizou, referindo-se àqueles que criam e compartilham conteúdo para o site. Tem muita gente que encara o termo com preconceito (eu, por exemplo) porque hoje qualquer pessoa tem um canal no youtube para postar o que quiser. Às vezes sem filtro, sem pesquisa, sem responsabilidade, disseminando informações falsas (e aqui aplicamos outro termo que se popularizou: fake news). E, dependendo do número de inscritos em seus canais, portam-se como verdadeiras celebridades por aí… Lembram do que o Andy Warhol costumava dizer? No futuro, todos terão seus quinze minutos de fama. Ele acertou em cheio. Basta postar um vídeo que atraia milhões de espectadores para o seu canal e pronto. A pessoa já se acha no direito de ter camarim exclusivo e fazer pedidos excêntricos do tipo 800 toalhas brancas e 1200 garrafas d’água.

Mas apesar do ego que trouxe a fama negativa ao termo youtuber, existe, sim, uma galera produzindo conteúdo de qualidade para a plataforma. E, nessa quarentena, uma das dicas para ajudar a passar o tempo e enfrentar o tédio, é maratonar os vídeos dos canais listados abaixo. Tem para todos os gostos: nostalgia, cinema, novela mexicana, televisão, música pop, literatura e fofocas. Lembrando que, neste post, só foram elencados canais brasileiros. Quem sabe, em uma próxima oportunidade, não trazemos dicas de canais de outros lugares do mundo?

Por enquanto divirtam-se com as 7 dicas de canais que separamos para vocês.

Continuar lendo [O que ver na quarentena] 7 Canais do Youtube Que Vale a Pena Conferir

[Para ouvir na quarentena] Brothers in Arms (1985) – Dire Straits

Em uma propaganda de CD da Philips

Data de lançamento: 13 de maio de 1985
Duração: 39:54 (LP) e 54:40 (CD)
Faixas: 9 faixas
Estilo: Rock

Lado A:
So Far Away (3:59 no LP e 5:12 no CD)
Money For Nothing (7:04 no LP e 8:26 no CD)
Walk of Life (4:12 no LP e no CD)
Your Latest Trick (4:46 no LP e 6:33 no CD)
Why Worry (5:22 no LP e 8:31 no CD)

Lado B:
Rise Across The River (6:58 no LP e no CD)
The Man’s Two Strong (4:40 no LP e no CD)
One World (3:40 no LP e no CD)
Brothers in Arms (7:00 no LP e no CD)

Produção: Neil Dorfsman e Mark Knopfler
Gravadora: Vertigo Records

Continuar lendo [Para ouvir na quarentena] Brothers in Arms (1985) – Dire Straits