Nas Prateleiras: Lançamentos de Livros – Dezembro (2021)

Em dezembro, a editora Carambaia traz um testemunho contundente do Holocausto em Auschwitz e Depois de Charlotte Delbo. Já para os fãs de romances adultos, a editora Charme lança Alguém Para Abraçar de Mary Balogh, Sempre Foi Você de Aline Sant’ana e Rock Bottom de R. K. Lilley. A caveirinha pergunta: “E se a pessoa que te colocou no mundo e que você tanto ama fosse um assassino serial?”, publicação da Darkside Books, BTK: Meu Pai, assinado por Kerri Rawson, é descrito como um corajoso livro de memórias. Para os colecionadores, a Excelsior lança Kit: A incrível Jane Austen em edição de luxo e, pela Via Leitura, sai uma edição especial contendo os clássicos Pollyanna e Pollyanna Moça de Eleanor H. Porter. E a Intrínseca publica, aqui no Brasil, o livro vencedor do Booker Prize, A História de Shuggie Bain de Douglas Stuart. Confira abaixo capas e sinopses dos principais lançamentos literários do mês que fecha 2021. Lembrando que alterações quanto ao mês de publicação das obras abaixo são de responsabilidade das editoras nacionais. Os títulos sucedidos por asterisco (*) são aqueles que irão integrar a biblioteca particular do Bloggallerya.

* AVEC EDITORA *

A Canção de Bêlit: A Tigresa e o Leão
Rodolfo Martinez, Robert E. Howard

Quando a embarcação mercante a bordo da qual Conan está viajando é abordada por um navio pirata, o cimério sabe que precisará como nunca se quiser escapar com vida. O que não imagina é que a capitã inimiga, Bêlit, irá se apaixonar por ele. A bordo do Tigresa, o cimério aprende sobre o ofício da navegação, cria laços com homens de várias nações do mundo e descobre mais sobre a corajosa capitã shemita ― cuja paixão avassaladora é cada vez mais correspondida pelo bárbaro. Depois de uma temporada de assaltos e negociações, Conan recebe a honra de conhecer o arquipélago oculto Nakanda Wazuri. Lá, o homem se vê envolvido com tramas políticas, profecias antigas e poderosas organizações mágicas. É uma trama de vingança, luta e aventura ― mas também de amor, confiança, luto e saudades. A canção de Bêlit, história dividida em dois volumes, começa logo depois do início de “A rainha da Costa Negra” ― conto escrito por Robert E. Howard ― e conta três anos da vida conjunta de Conan e Bêlit, quando se enlaça de novo ao final da história original escrita pelo criador do cimério.

* BERTRAND BRASIL *

Cara ou Coroa
Jeffrey Archer

Um homem, duas vidas, uma família dividida. Surpreenda-se com este novo romance de Jeffrey Archer, autor best-seller das série As crônicas de Clifton. Cara ou Coroa tem início em Leningrado, Rússia, em 1968. Desde pequeno, Alexander Karpenko, um jovem brilhante nos estudos, está destinado a liderar seus compatriotas. Porém, quando o pai é assassinado pela KGB após desafiar o Estado, Alexander e a mãe terão de escapar do país se quiserem sobreviver.Com a ajuda do tio, que orquestra um plano de fuga, os dois se encontram nas docas e precisam tomar uma decisão irreversível: embarcar em um navio cargueiro com destino aos Estados Unidos ou em outro rumo à Inglaterra? Alexander resolve tirar no cara ou coroa. E, em um único instante, as duas voltas da moeda no ar decidem o futuro dos dois.Nessa história épica, separada por um oceano e ao longo de 30 anos, acompanhamos as vitórias e derrotas de Alexander enquanto ele se divide em vidas paralelas: como Alex, em Nova York, e como Sasha, na Inglaterra. Mas, no final, ambos percebem que para cumprirem seu destino terão de enfrentar o passado que deixaram para trás como Alexander, na Rússia.Com um enredo emocionante, repleto de traições, política, romances e uma reviravolta surpreendente, Cara ou Coroa é um dos livros mais ambiciosos e criativos de Jeffrey Archer.

* CARAMBAIA *

Auschwitz e Depois*
Charlotte Delbo

Em um dos testemunhos mais impressionantes do Holocausto já publicados, Delbo mostra os horrores nazistas sob a ótica de uma mulher comunista. Em sua primeira edição no Brasil, a obra de Charlotte Delbo (1913-1985) se distingue de outros relatos célebres sobre os campos de concentração por ao menos dois motivos: ter sido escrito por uma mulher e a razão pela qual a autora foi presa – ela era militante comunista e membro da Resistência durante a ocupação da França pela Alemanha nazista. É uma leitura desafiadora, que quase recusa o status de documento histórico ao adotar uma narrativa do presente, entremeada de versos e vinhetas. O volume reúne três livros que compõem uma unidade perfeita: Nenhum de nós voltará, Um conhecimento inútil e Medida dos nossos dias. O primeiro relata a passagem por Auschwitz. O segundo une Auschwitz e o campo de Ravensbrück e o terceiro narra o que aconteceu, 25 anos depois, a onze mulheres (e um homem) que ela conheceu no cativeiro. Delbo foi presa em março de 1942, aos 29 anos, com uma centena de membros da Resistência francesa, entre eles seu marido, Georges Dudach. Até a morte, ela viveu, como a maioria de suas companheiras, a impossibilidade de sair dos lugares onde esteve detida.

A Rua
Ann Petry

Em clássico de escritora afro-americana, uma mulher negra, mãe solteira, tenta sobreviver no Harlem dos anos 1940, lutando contra o racismo, ataques sexuais e a pobreza. Publicado em 1946, A rua, de Ann Petry (1908-1997), tornou-se rapidamente o primeiro romance de uma autora negra a superar a marca de 1 milhão de exemplares vendidos nos Estados Unidos – e bateu o recorde com folga: vendeu 1,5 milhão de cópias. A obra consegue um equilíbrio raro ao unir observação social implacável a características da melhor tradição do thriller.A maior parte do enredo se desenvolve, efetivamente, em uma rua, a 116th Street, que tem papel-chave na vida da protagonista, Lutie Jones. É no tumultuado bairro nova-iorquino do Harlem que ela se instala, com o filho de 8 anos, num apartamento de um prédio decadente. Ali, a ex-empregada doméstica convive com um zelador de presença ameaçadora e a dona de um bordel, e busca complementar sua pouca renda como cantora em um clube de jazz.

* CHARME *

Alguém Para Abraçar
Mary Balogh

Humphrey Westcott, o conde de Riverdale, morreu, deixando uma fortuna e um segredo escandaloso que vão alterar para sempre a vida de sua família ― e mandar uma de suas filhas para uma jornada de autodescoberta. Com o casamento de seus pais declarado bígamo, Camille Westcott agora é filha ilegítima e não tem mais título. Procurando evitar as armadilhas de sua antiga vida, ela deixa Londres para lecionar no orfanato de Bath, onde vivia sua meia-irmã recém-descoberta. Porém, enquanto ainda está se ambientando, ela deve posar para um retrato encomendado por sua avó e suportar um artista que a irrita e a deixa com os nervos à flor da pele. Um professor de arte no orfanato que um dia foi seu lar, Joel Cunningham foi contratado para pintar o retrato da nova professora esnobe. Mas, quando Camille posa para Joel, o desprezo mútuo logo se transforma em desejo. E é apenas o vínculo que existe entre eles que lhes permitirá resistir à forte tempestade que se avizinha.

Sempre Foi Você
Aline Sant’ana

Você colocaria em jogo vinte e dois anos de amizade em troca de uma noite? Shane d’Auvray é o típico bad boy. Tatuado, cheio de piercings, baixista de uma banda de sucesso e com um passado sombrio. Prometeu para si mesmo que nunca mais iria se relacionar e está convicto de que será assim até o fim de sua vida. Sua melhor amiga, Roxanne Taylor, embarca em uma turnê com os rockstars. A atração que ela sempre sentiu pelo baixista da banda The M’s parece crescer durante a viagem. Conhecendo o melhor amigo mais do que conhece a si mesma, Roxy sabe que Shane jamais estaria disposto a se envolver emocionalmente. Mas, por apenas uma noite, o que de pior poderia acontecer? Sempre Foi Você é o penúltimo volume da série Viajando com Rockstars e o primeiro livro do casal mais aguardado. Se prepare para uma turnê pelo Brasil e para enlouquecer por Shane d’Auvray.

Rock Bottom
R. K. Lilley

O amor deles tinha o poder de um trem de carga desgovernado, e com o mesmo potencial destrutivo. A tempestuosa sequência de Bad Things se inicia onde o primeiro livro parou. Curando-se de uma perda profunda, Tristan e Danika têm dificuldade de se recompor e construir uma vida juntos, porém não é tão fácil fugir dos hábitos ruins de uma vida inteira. Rock Bottom nos leva a uma jornada de duplo ponto de vista através do vício e do desejo, através do amor e da agonia, e responde à pergunta que estivemos fazendo desde que esses personagens foram apresentados em Grounded: “O que aconteceu entre Tristan e Danika?”. Este livro é para leitores de 18 anos ou mais.

* CITADEL EDITORA *

Por Dentro da Série Round 6
Park Minjoon

Este manual de instruções de Round 6 oferece tudo o que você precisa para conhecer os bastidores de cada episódio da série mais vista da história da Netflix. Encontre aqui informações exclusivas sobre a trama, os personagens, os segredos de cada jogo – e o que realmente seria necessário para vencê-los – além de muitos detalhes, análises e testes para que seu conhecimento sobre a série seja de um verdadeiro especialista. A partir de agora, você é o jogador número 457.

* COMPANHIA DAS LETRAS *

As Brasas (Nova edição)
Sándor Márai

Dois amigos de infância que não se veem há 41 anos reencontram-se e travam um duelo por Krisztina. Do embate na arte da esgrima, os dois evoluem para uma disputa em que a arma são as palavras. Um romance sobre a amizade, a paixão amorosa e a honra. As brasas é um romance sobre a amizade, a paixão amorosa e a honra. Conta a história de dois homens que não se veem há 41 anos. Foram amigos inseparáveis na infância, mas um dia, em 1899, um deles desapareceu. Algo muito grave aconteceu naquele dia, e é esse o enigma que agora, já no fim da vida, eles vão decifrar. Move-se entre os dois o fantasma de Krisztina, por quem eles travarão um duelo que se inicia como um civilizado jogo de esgrima, mas logo se torna uma luta árdua, embora os duelistas só disponham de uma arma: as palavras. O húngaro Sándor Márai nasceu em 1900. Exilou-se em 1948, inconformado com a implantação do comunismo em seu país. Em 1979 fixou-se nos Estados Unidos, onde se suicidou. As brasas é sua primeira obra lançada no Brasil.

O Livro dos Pequenos Nãos
Heloisa Seixas

Através de personagens espalhados por mais de um século de história, Heloisa Seixas apresenta um romance emocionante sobre os instantes que definem uma vida. A autora Heloisa Seixas explora o poder das escolhas, da sorte e do acaso. O livro acompanha a história de Lia ao longo de uma noite ― enquanto ela revive as lembranças de seu relacionamento conturbado com Tito ― e abre janelas para anos pregressos, apresentando outros personagens que, cada um à sua maneira, tiveram suas histórias reescritas. Com uma prosa que seduz e prende o leitor até a última página e com a habilidade de quem transita pelos mais diversos gêneros da ficção, a autora entrelaça passado e presente e tece uma narrativa sensível sobre o impacto das decisões ― conscientes ou não ― que acabam não apenas por definir nosso destino, mas também por nos tornar quem somos.

Autobiografia
José Luís Peixoto

Neste intrépido romance, José Luís Peixoto tem a ousadia de transformar em personagem ninguém menos que José Saramago. Num movimento circular, que brinca todo o tempo com a ideia de ficção e realidade, um jovem autor em início de carreira tem a missão de escrever a biografia de seu mestre, um dos maiores escritores da língua portuguesa. Na Lisboa dos anos 1990, o jovem escritor José vê seu caminho se cruzar inúmeras vezes com o de outro autor, Saramago, depois de ser contratado para escrever sua biografia. Seja em feiras de livros ou reuniões com o próprio biografado, esses encontros são o início de uma história cujas fronteiras entre realidade e ficção se diluem o tempo todo. José Luís Peixoto, considerado pelo autor de Ensaio sobre a cegueira “uma das revelações mais surpreendentes da literatura portuguesa”, acompanha nesta Autobiografia tanto José quanto Saramago, dois personagens distintos mas complementares, que formam o reflexo labiríntico de um jogo de espelhos. Ao explorar os limites entre a vida e a literatura com uma prosa carregada de detalhes e lirismo, e ao mesmo tempo mergulhar fundo nas obsessões, Peixoto constrói intrincada narrativa que leva os leitores a um final inesperado.

* DARKSIDE BOOKS *

Inventário de Predadores Domésticos
Verena Cavalcante

Neste Inventário de Predadores Domésticos, entre histórias novas e revisitadas, Verena Cavalcante não nos poupa da violência e da animosidade que habitam nossas selvas urbanas. Embora boa parte do livro se passe em cidades interioranas, o horror que nos é apresentado assume uma forma muito mais abrangente, algo que o leitor vai reconhecer e rememorar de suas memórias de infância. Os primeiros anos de nossa existência são realmente marcantes no trabalho da autora, mas ela não se esquece que todo predador também evolui, se torna mais hábil, mais competente. Em cada conto, ela também coloca o leitor frente a frente com seus demônios adultos e suas transgressões, mas se dedica sobretudo àquele momento de transição para a vida plena, a adolescência que ― como ovos de besouros jogados ao relento ― acaba por gerar um novo ser à luz da lua. Inventário de Predadores Domésticos propõe uma visita àqueles tempos de encantos, brincadeiras e bruxarias, tempos que passaram, mas que nos marcaram para sempre; histórias empoeiradas, antigas e ancestrais. Visões devastadoras de um lugar e tempo que, se não mais existem, jamais nos deixarão em paz.

Porco de Raça*
Bruno Ribeiro

Uma distopia humana visceral e repleta de horror, Porco de Raça coloca o dedo na ferida e entrega uma narrativa transgressora que distorce e expande gêneros, unindo entretenimento a uma dura crítica social. O novo lançamento da DarkSide® Books vai deixar todos nós prontos para entrar na briga. No enredo, acompanhamos um professor negro, falido, preso a uma cadeia de acontecimentos inescapáveis que acabam por levar a uma jornada rumo a própria degradação física e psicológica. Um personagem kafkiano, com suas motivações, conflitos e traumas, vivendo em um país em transe. Ao ser capturado e confinado, ele se vê obrigado a fazer parte de um ringue de lutadores formado por párias sociais, lutando com uma máscara de porco para deleite de espectadores da alta sociedade. Como define o autor, o romance é “um Esaú e Jacó da deep web”, em referência ao clássico de Machado de Assis em que irmãos com ideologias diferentes e visões de mundo contrárias encontram-se em eterno conflito. Porco de Raça chega em uma edição ensanguentada para os leitores brasileiros, com capa dura, acabamento especial e ilustrações macabras de Wagner Willian, renomado artista e ganhador do Prêmio Jabuti com Silvestre, uma parceria natural para artistas tão viscerais.

Vantagens Que Encontrei na Morte do Meu Pai*
Paula Febbe

Débora trabalha como enfermeira, mas os pacientes que passam pelos seus cuidados estão destinados a permanecer bem longe da cura desejada. Como curar o outro quando o maior desejo não é a cura? “A verdade é que certas doenças trazem a paciência que algumas pessoas sempre deveriam ter tido”, pensa Débora cada vez que a porta se abre trazendo um novo rosto. A mentira vive quando a verdade parece insuportável. Os abusos provocam distorções e cuidar também pode significar matar. Mata-se a dor, o abuso, e o desejo, mata-se a vida ainda não concebida e a possibilidade de vermos tudo por um outro ângulo. Mata-se a saudade de um pai que nunca esteve lá, a saudade de um pai que nunca existiu. Na narrativa de Vantagens que Encontrei na Morte do meu Pai surge nosso espelho, nossa face mais perversa. Com uma voz única, repleta de verdade e experiente ― ela também é roteirista premiada e colaborou com diretores como Fernando Sanches e Heitor Dhalia ―, Paula Febbe, produz uma literatura cruel e ao mesmo tempo necessária, pois todos somos as marcas, os delírios e os desejos mais perversos de nossos pais.

BTK: Meu Pai*
Kerri Rawson, Monique D’Orazio

Uma família como muitas outras, repleta de irmãos, tios, tias, avôs e avós. Uma infância emoldurada por brincadeiras, acampamentos, pescarias, almoços, aniversários e comemorações felizes e inesquecíveis. Mas tudo muda em um dia quando Kerri Rawson, uma jovem professora de ensino fundamental, recebe a visita de um homem de terno que se apresenta como “agente do FBI” e descobre que uma das pessoas que mais ama em sua vida é também um dos mais cruéis serial killers da história. Vamos mergulhar juntos em um relato de vida assustador, conduzidos pela própria filha de um homem que foi capaz de esconder de todos quem ele era. Kerri Rawson compartilha todos os detalhes de sua chocante descoberta e a verdadeira dor em admitir que ela não era mais a filhinha de Dennis Rader e, sim, a filha do sádico assassino em série BTK. BTK: Meu Pai, de Kerri Rawson, é o corajoso livro de memórias da mulher que precisa carregar para sempre a alcunha de “a filha do BTK”. Nesta obra, a autora encara com bravura o trauma, a desolação e a tristeza de amar de forma profunda e incondicional um homem brutal, sádico e maligno.

* EDIPRO *

Memórias de um Operador da Bolsa: A Incrível História de Jesse Livermore
Edwin Lefèvre, Lourdes Sette

A fascinante história de Jesse Livermore, o especulador financeiro que abalou Wall Street nas primeiras décadas do século 20, se tornando o homem mais rico do mundo. Memórias de um operador da bolsa é tanto um relato da trajetória de um dos personagens mais instigantes da história quanto um apanhado de insights importantes para quem quer se aventurar no mercado financeiro. Baseado em entrevistas com um operador da bolsa, o jornalista Edwin Lefèvre relata os percalços de Larry Livingston, pseudônimo para encobrir a identidade de Livermore. O maior operador financeiro que já existiu fez fortuna assumindo posições vendidas antes de grandes tragédias como o terremoto de São Francisco de 1906 e o crash de Wall Street em 1929. Pioneiro no uso de análises técnicas para tomar decisões nos negócios, Livermore tem seus princípios de investimentos estudados até hoje. Memórias de um operador da bolsa é um conto de advertência sobre os riscos do mercado financeiro e uma leitura obrigatória para todos os investidores.

* ESSÊNCIA *

O Convite
Vi Keeland

Um casamento luxuoso. Um padrinho irresistível. Uma convidada misteriosa. Qual será o fim desse conto de fadas moderno? Será que uma cinderela penetra e um príncipe não tão encantado conseguirão encontrar seu “felizes para sempre”?

* EXCELSIOR *

Vingadores: Guerra Infinita – A Jornada dos Heróis
Steve Behling

Uma ameaça emergiu do cosmos: Thanos, um guerreiro implacável que planeja coletar todas as seis joias do Infinito. Junto com seus aliados, ele será quase imparável na busca por alcançar seu objetivo. Os Vingadores, os Guardiões da Galáxia, o Doutor Estranho e o Homem-Aranha devem unir forças e lutar lado a lado para tentar parar Thanos enquanto o destino da Terra e de todo o universo está em jogo. Como o palco está montado para os Vingadores: Guerra Infinita, cada herói envolvido não tem como saber como suas vidas serão mudadas para sempre. Capitão América, Thor, Doutor Estranho e os Guardiões da Galáxia, todos têm um papel a desempenhar na guerra cósmica que se aproxima – mas recém-saídos de suas próprias aventuras independentes, eles terão que se unir enquanto Thanos prepara sua conquista. Contado de perspectivas únicas, cada herói encontra suas próprias histórias enquanto caminha para o desfecho de Guerra Infinita!

Kit: A incrível Jane Austen – Edição de Luxo
Jane Austen

Três edições lindas em capa dura e pintura trilateral da lombada + três marcadores personalizados e exclusivos. São 912 páginas contendo os livros: Orgulho e Preconceito, Persuasão e Razão e Sensibilidade.

* EDITORA LABRADOR *

Notas de Consolo
A. M. Faccioli

O que habita a mente humana? Quais sentimentos ela guarda? O que ela pode fazer? Com o intuito de responder a essas complicadas perguntas, Amanda Faccioli convida o leitor a se aventurar por contos imaginativos que se dispõem a tornar compreensíveis emoções nebulosas. Eles descrevem, intimamente, sentimentos difíceis de serem entendidos e expressos, explorando o quão tênue é a linha entre o terror real e o imaginário.

* ESTAÇÃO LIBERDADE *

Mulher das Dunas*
Kobo Abe

Jumpei Niki, o protagonista deste livro, é professor de escola e também colecionador de insetos. Por causa desta sua segunda atividade e por querer gravar seu nome na eternidade de maneira um tanto exótica, ele excursiona solitário a um vilarejo distante, localizado em meio às dunas de um grande areal. Os moradores do povoado oferecem-lhe uma hospitalidade duvidosa, que aparentemente não passa de um disfarce para intenções muito menos virtuosas; e ele se encontra de repente sem saída como os insetos que captura, preso junto à mulher que habita a casa em que ele pernoitou. Os dois trabalham incessantemente, tirando a areia que não cessa de impregnar tudo; e a partir daí Kobo Abe faz com que os leitores reflitam sobre o valor do trabalho, sobre o tempo, a liberdade e a solidão, sobre a vida na cidade e fora dela, sobre a perseverança do ser humano em viver apesar de todo o sofrimento. A estranheza do livro reside tanto na linguagem peculiar da narração quanto nas ações e nos modos de pensar dos personagens, além das propositais confusões de tempo e espaço. Entram em cena diversas situações absurdas, que o indivíduo tem de suportar sem que ninguém, a não ser ele próprio, enxergue nelas algo de errado. Em um primeiro instante, tais situações perturbam, de tão ilógicas e surreais, mas, conforme se repetem, se revelam reconhecíveis e compatíveis com os fatos da vida além da ficção. Assim, sem dúvida alguma, a estranheza atrai mais do que afasta. Quem atender ao convite à leitura desta obra sui generis, sobretudo aqueles que por acaso tendem um pouco à paranoia ou à claustrofobia, sentirão inevitavelmente certo incômodo. Mas um incômodo daqueles prazerosos, nos quais se descobre uma felicidade profunda e se pressente um aprendizado duradouro. Acompanhar o que acontece com Jumpei Niki é, junto a ele, perder de vista o horizonte, porém, ainda assim, confiar que este continua tecido entre céu e terra. É untar-se de areia dos pés à cabeça, da garganta ao lado de dentro das pálpebras, dos vãos entre os dedos ao fundo da alma. E é também aprender os momentos certos de saber quando olhar para dentro de si mesmo e para fora.

* GERAÇÃO EDITORIAL *

Calmaria Forçada
Rosane Montalvão

Rosane Montalvão estreia na literatura de suspense com um terror psicológico que nos leva para o fundo da alma. Uma trama cortante, cruel e perturbadora. A vida não é bela. As histórias do dia a dia costumam ser cansativas e previsíveis. Até que surge alguém ― esta nova escritora ― com um enredo inusitado, perturbador, apavorante. A protagonista ― Alana, uma bailarina traumatizada com o suicídio do filho ― percorre a trama de suspense desvelando elementos de sadismo, autodestruição, amor e ambição. O que sobra de um lar depois que um filho se mata ao descobrir uma verdade devastadora? De que serve a vida se o parceiro é um advogado que quer enterrá-la viva (e a interna num hospício de horrores), enquanto se afunda no álcool e no egoísmo? Este livro surpreende a cada página, a cada um dos 17 capítulos curtos e objetivos. Fantasmas do passado vão saindo dos armários de uma casa sombria ou pelos corredores do hospício onde Alana sofre, para arrepiar, chocar e hipnotizar o leitor. Tudo aqui é sombrio. Tudo aqui é horror. A trama avança, cada vez mais distante de um final feliz ― e a crueldade perpassa cada página, cortando mente e alma. Sim, existe amor em meio a esse caos, mas a cada cena ele é revisto. Sim, existe uma família, mas também esta precisa ser reavaliada. Estamos diante de um thriller de suspense, dor e traumas familiares. A história é pesada, sinistra e desconfortante, com barulhos de portas, coisas caindo, ecos fantasmagóricos de seres de outro mundo, situações-limite. Rosane Montalvão nos leva para o mais profundo da alma humana, para um verdadeiro sacrifício pós-traumático de sofrimentos indizíveis, de tal forma que, ao final, paradoxalmente incomodados e aliviados, somos levados a rever a própria vida. A vida não é bela. E precisamos ter cuidado, pois amanhã pode ser pior. Bem pior.

Os 7 Vocábulos
Armando Avena

Os 7 Vocábulos é o décimo livro do escritor e jornalista Armando Avena e integra com destaque a singular obra desse autor, marcada pela originalidade narrativa e temática e pela qualidade literária. Desde os seus primeiros livros, publicados pela antiga editora Relume – Dumará, o autor surpreende o público com histórias originais. Seja transformando em protagonista de um romance a cidade histórica de Cachoeira, no Recôncavo Baiano, e sua bicentenária Irmandade da Boa Morte, seja contando a história de Luiza Mahin e sua luta pela libertação das mulheres e dos escravos, ou criando um poético evangelho feminino.

* INTRÍNSECA *

A História de Shuggie Bain*
Douglas Stuart

Neste livro ganhador do Booker Prize, Douglas Stuart narra história sobre autodescoberta e o amor de um filho por sua mãe imperfeita. Glasgow, 1981. A cidade está morrendo. A pobreza, aumentando. A esperança, desaparecendo. Agnes Bain sempre esperou por mais. Ela sonhava com coisas grandiosas: uma casa com entrada particular, uma vida confortável. Quando seu segundo marido, um taxista mulherengo, sai de casa, ela e os três filhos se veem presos em uma cidade mineradora dizimada pela política da então primeira-ministra Margaret Thatcher. Enquanto Agnes se entrega cada vez mais ao álcool em busca de conforto, seus filhos tentam salvá-la. Porém, um a um, vão desistindo porque precisam salvar a si mesmos. Mesmo com os próprios problemas, o único que não cede é Shuggie. Apesar de suas tentativas de ser um “menino normal”, todos acham que há “algo de errado” com ele. Agnes quer apoiar e proteger o filho, mas a força de seu vício é tamanha que eclipsa todos ao seu redor, inclusive seu amado Shuggie, que acaba sendo vítima de abuso sexual sem ter a menor ideia de que está sofrendo uma violência. A crueldade da pobreza, os limites do amor, o vazio do orgulho, a violência dos vícios, a dor da perda e da autodescoberta. Tudo isso está em A História de Shuggie Bain, um livro de estreia comovente sobre o amor irrestrito e inexplicável que somente as crianças sentem por seus pais.

* JOSÉ OLYMPIO *

Seleta: Por Pior que Pareça
Marcelino Freire

A obra traz os melhores contos de Marcelino Freire – um dos escritores brasileiros mais celebrados da atualidade – selecionados especialmente pelo autor. Marcelino Freire é sujeito agreste, escritor de letras quentes. Tornou-se um dos nomes mais importantes da literatura brasileira contemporânea ao fazer sua voz carregada de sotaque soar universal. A oralidade de sua obra é marcante, ecoante; mais do que ouvir as palavras escritas, o leitor é guiado por uma cadência de fala. Há ritmo em cada frase. A polifonia é tamanha e tão bem conduzida, que é como se Marcelino fosse um escritor-maestro.É maestria mesmo o que temos aqui. Marcelino é mestre. Escreve magistralmente. Chega a ser emocionante lê-lo. Cada livro seu. Ter os contos de Marcelino reunidos em uma Seleta nos faz enxergar, e até ouvir, a solidez de sua trajetória grandiosa. É como se o menino nordestino – que, quando era flagrado escrevendo, ouvia coisas como “De onde tu tira isso? Do teu juízo? Onde já se viu?!” – tivesse construído seu próprio chão de palavras. A seleção foi feita pelo próprio autor, a pedido da editora. O que, para Marcelino Freire, foi um minucioso exercício de revisitação, para o leitor e a leitora é uma forma resumida de acesso a grandes contos de um dos nossos maiores prosadores.

Uma Rede Para Iemanjá
Antônio Callado

Uma rede para Iemanjá é um emocionante auto de Natal afro-brasileiro com o poder da cultura negra, através das palavras de Antônio Callado. Uma rede para Iemanjá contém a beleza, a simplicidade e também a complexidade de tantos brasis que só mesmo o autor conseguiria embalar e encantar numa única rede. Esta edição conta com apresentação da atriz Zezé Motta, prefácio de João Cezar de Castro Rocha, professor titular de Literatura Comparada da UERJ e perfil do autor por Eric Nepomuceno.

* LURA EDITORIAL *

Contos de Natal: Volume III
Daniel Moraes

O mundo vivia em constante movimentação. Mas, um dia, a Terra parou. O som dos sinos anunciou a chegada do Natal. A esperança brotou no coração dos homens. O espírito natalino invadiu o coração de todos. Agora reunidos com um único sentimento: a renovação de um novo tempo, uma nova era. Este livro reúne histórias de diversos autores brasileiros e expressa a magia do Natal em seu sentido mais simbólico: simplicidade, união e generosidade, resgatando a real essência da época mais feliz do ano. Permita-se sentir a verdadeira emoção do Natal junto aos nossos autores. Feliz Natal!

* NOVA FRONTEIRA *

Turma da Mônica Jovem em #XôFakeNews: Uma História Sobre Verdades e Mentiras
Mauricio de Sousa, Januária Alves

As notícias falsas estão tomando conta das redes. É dica de saúde que, na verdade, faz mal à saúde – Magali que o diga, passou mal a valer depois de seguir uma dessas recomendações que surgem de repente na internet -, é notícia para difamar alguém, é turma que faz campanha de cancelamentos… são tantas fake news que Mônica, Cebola, Magali e Cascão decidem se engajar num projeto da escola para combater essa febre de disseminar notícias mal-intencionadas. E ninguém melhor para falar disso com a turma do que Tina, a jovem estudante de pós-graduação em jornalismo que trabalha numa agência de checagem de fatos. Nesta divertida novela, a Turma da Mônica Jovem se junta a Tina, Pipa e Rolo para discutir um dos assuntos mais relevantes do momento: a difusão massiva de desinformação, tratada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como “infodemia”. Com texto da escritora juvenil e educomunicadora Januária Cristina Alves, o enredo aborda de forma leve a importância da responsabilização pelo que postamos e compartilhamos na internet, afinal, somos todos produtores de conteúdo. A obra conta ainda com a participação da influencer Camila Coutinho, que dá dicas a Tina sobre como trabalhar com as redes sociais.

* NOVO SÉCULO *

Malboro *
Revanil Bertelli

Uma criança perturbada por um pai opressor e neurótico carrega traumas e ressentimentos da infância. Obsessivo colecionador de artes, suas vítimas são sempre parecidas com as protagonistas das obras de sua coleção, fazendo parte de uma trama que as mantém em cativeiro em um local chamado “A Cidade dos Anjos”. Em segundo plano, um jovem imigrante irlandês relata sua vida até a chegada na América e no submundo da noite estadunidense, até ser resgatado por John Malboro e levado à cidade. Amir, um jovem nascido e criado na fazenda dos pais de John, relata seus medos enquanto homem negro, mantendo-se fiel até o fim por gratidão e amor ao seu senhor. A obra conversa com o leitor em diversos momentos. Respire fundo e tente responder!

Um Segredo em Provence
Walter Barbosa

Em 1850, na cidade de Sault, região de Provence na França, Valentine, uma jovem francesa, escreveu um diário narrando sua triste história. Aos 25 anos, fora condenada à prisão por um crime que, segundo ela, não havia cometido. Mais de 170 anos depois, Lara, uma brasileira que passava férias em Provence, encontra o diário por acaso. Juntamente com Adrien, morador da cidade, passa a ler toda a misteriosa história de Valentine e descobre um importante segredo que, mesmo tanto tempo depois, interferirá de forma definitiva e marcante na vida dos dois.

Chamas da Maldade
Geraldo Rocha

Valentim e Patrícia eram amigos e de repente se descobriram apaixonados um pelo outro. Eles sonhavam em construir uma vida juntos, sem saber que o destino planejava outros caminhos para os dois. Danilo era um garoto instável, com pesadelos que assombravam sua mente. Amigo de Valentim e Patrícia, alimentava em segredo uma paixão doentia pela namorada do colega. Miqueias era um guru espiritual que tentava ensinar o amor e a tolerância entre as pessoas. Desejava fazer de Danilo seu sucessor na igreja Templo de Saturno. A vida desses personagens é colocada à prova em uma saga de amor, misticismo e violência. O que será mais forte? O amor ou a maldade que existe dentro de cada ser humano?

* PANDORGA EDITORA *

Box O Bárbaro da Ciméria
Robert E. Howard

Criado há quase cem anos pelo autor Robert E. Howard, o personagem Conan foi originalmente publicada em contos pela revista de pulp fiction Weird Tales, e ganhou diversas encarnações, desde HQs até filmes estrelando atores de Hollywood como Arnold Schwarzenegger e Jason Momoa. Sua essência, todavia, permaneceu inalterada e continua despertando fascínio e admiração em todos. A aventura e o mistério desconhecem os limites na antiga e perdida era do universo fictício do mundo da Era Hiboriana. O mar, o sangue e as manifestações do oculto não são desconhecidos ao bárbaro, que, por vezes, acompanhado de belas damas, se lança às extremidades mais sombrias de um mundo que só concede vida aos fortes e destemidos. Dividida em três volumes e dois boxes, apresentaremos na íntegra todas as aventuras do bárbaro, seguindo a ordem em que foram publicadas originalmente. Os textos são integrais e especialmente ilustrados. Cada volume conta com uma introdução ao mundo do bárbaro, com biografia do autor e curiosidades. Aos amantes das épicas aventuras de Espada & Feitiçaria, e mesmo àqueles ainda não foram apresentados, um deleite.

* PRINCIPIS *

A Chave Dourada e Outros Contos – Versão integral
George MacDonald

Conheça alguns dos melhores contos de fantasia de George MacDonald, como ‘O coração do gigante’, ‘A princesa etérea’ e ‘A chave dourada’. A história que dá nome ao livro retrata a busca de um menino e de uma menina pela chave dourada que abre a porta para o País das Sombras. A partir daí, começa uma jornada maravilhosa, com um final surpreendente.

* VENETA *

Tortuga
Valerio Evangelisti, Luciano Feijão

Um best-seller internacional! Em 1685, os dias de glória dos piratas de Tortuga, no Caribe, estão contados. O rei da França, a quem prestam serviço, fez as pazes com o rei da Espanha e não quer mais que os piratas continuem atacando os navios espanhóis. A França agora junta-se à Espanha e à Inglaterra para exterminar de vez aqueles bandidos dos mares. Liderados pelo cavaleiro De Grammont, os piratas decidem então empreender sua última grande aventura: a captura da cidade de Campeche, na costa mexicana. É neste momento que o contramestre Rogério de Campos, um ex-jesuíta de passado misterioso, é capturado e recrutado à força. Em meio aquela escória formada por bucaneiros selvagens, assassinos cruéis, feras traiçoeiras, pervertidos e canalhas de todos os tipos, Rogério de Campos vai aos poucos provar que é o pior de todos. Bombardeando o mito romântico exaustivamente explorado pelo cinema e pela literatura, e restaurando a escuridão da alma pirata, o escritor italiano Valerio Evangelisti cria um dos melhores romances de pirataria de todos os tempos.

* VESTÍGIO *

Os Garotos de Veneza
Luca Di Fulvio

1515, Veneza. Quando Mercurio se jogou no canal, Giuditta ficou tentada a segurá-lo. Ou a pular com ele. Ela não queria deixar de sentir a mão dele sobre a sua. Não queria desistir dele. Já nas noites anteriores, na carroça, ela havia sido atraída pelos olhos daquele estranho garoto. Quem era ele? Ele não era um padre de verdade, confessara a ela. Que palavras ele dissera ao saltar do barco? Ela mal se lembrava… Sua cabeça ficou leve. “Eu vou te encontrar”, foi o que ele disse. A miséria flagrante de um bando de crianças perdidas, a filha secreta de um médico charlatão, a descoberta do amor, ouro, sangue, lama, honra… Com seu novo romance, Luca Di Fulvio transporta o leitor à Veneza do século XVI. Enredo sólido, diálogos autênticos e um personagem mais cativante que o outro. Fazendo eco com o best-seller internacional A Gangue dos Sonhos, este novo romance de Luca Di Fulvio conta a inesquecível história de amor entre um menino cristão e uma menina judia, tendo como pano de fundo o primeiro gueto judeu na Veneza do século XVI. Um romance histórico único.

* VIA LEITURA *

Pollyanna e Pollyanna Moça: Kit com 2 Volumes – Edição Especial
Eleanor H. Porter

Conheça as grandes histórias de Pollyanna, a menina que transformava o mundo à sua volta com o seu Jogo do Contente. Neste kit, você receberá as duas obras primas da escritora norte-americana Eleanor H. Porter: Pollyanna e Pollyanna Moça. No livro que inaugura a série, Pollyanna, órfã de pai e mãe, vai morar com sua tia Polly, uma mulher triste e rancorosa. Mas a menina se torna um exemplo a ser seguido na pequena cidade. Apesar de todas as dificuldades, Pollyanna segue sua vida aplicando o “jogo do contente” e o ensinando a todos da cidade. Na continuação da série, Pollyanna Moça, a protagonista é enviada para a “cidade grande” e, em Boston, irá outra vez transformar a vida daqueles ao seu redor por meio de uma atitude positiva. A encantadora aventura trará ainda gratas surpresas à menina, como o despertar da paixão e a percepção da passagem para a vida adulta. As histórias de Pollyanna colocaram Porter no panteão dos maiores escritores clássicos norte-americanos e encantam até hoje por seus exemplos de amor e de superação.

Andrizy Bento

Uma consideração sobre “Nas Prateleiras: Lançamentos de Livros – Dezembro (2021)”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s