Arquivo da tag: Destaque

How to Get Away With Murder

how-to-get-away-with-murder-1-main

No mundo das series existem alguns reis e rainhas e, atualmente, a maior delas sem dúvida é Shonda Rhimes. A produtora que não deve ser nomeada (apelido carinhoso dado pelo fandom de Grey’s Anatomy) reina soberana com três shows no horário nobre: a já citada Grey’s Anatomy que se encontra em sua décima primeira temporada (e que, por sinal, já deveria ter terminado); Scandal e How To Get Away With Murder que foi a sua grande aposta do ano passado.

A série da emissora norte-americana ABC é centrada em um grupo de estudantes que estagiam em um escritório de uma “diva do direito” Annalise Keating. Uma professora que faz uso de métodos pouco ortodoxos para a compreensão de sua matéria. O sonho de todos os estudantes é que Annalise os escolha para participar de seu seleto grupo a fim de trabalharem ao seu lado e conhecê-la mais de perto como profissional. A primeira ideia que a gente tem do show (por ser assinado por Shonda) é que este seria focado nos relacionamentos pessoais dos estudantes e os tribunais seriam o pano de fundo.

Ledo engano nosso. O cerne do show é um crime. E um dos charmes da série é que as peças do quebra-cabeça que solucionarão o crime é dado ao espectador em pílulas. Existe sim o caso da semana, em que todo o domínio e a genialidade de Annalise são mostrados, porém, o assassinato é o esqueleto da historia e nos leva a necessidade intrínseca de ver o próximo episodio. Um dos trunfos do show é a sua protagonista, Viola Davis na pele de Annalise, atriz desconhecida pra mim, mas de uma força cênica impressionante. Da boca dela, ouvi o quote de 2014

“O que seu pênis esta fazendo no celular de uma garota morta.”

Talvez eu esteja sendo levada pelo choque que o final do nono episódio me causou enquanto escrevo. Estou em choque e feliz pela descoberta de uma série no famigerado hiatus de fim de ano. Descobrir series é a única vantagens do hiatus….

Mas depois dos sensacionais nove primeiros episódios, temos uma certeza: Shonda conseguiu de novo.

Obs.: lembrando que a série retornou do hiatus na última quinta-feira, 29 de janeiro, e o próximo episódio vai ao ar no próximo dia 5 de fevereiro.

Gaby Matos

Bons Filmes em Fevereiro (2015)

Este slideshow necessita de JavaScript.

05/02 O Jogo da Imitação
05/02 Selma – Uma Luta Pela Igualdade
05/02 O Destino de Júpiter
05/02 Corações de Ferro
05/02 Bob Esponja: Um Herói Fora d’Água
12/02 Annie
12/02 50 Tons de Cinza
19/02 O Ano Mais Violento
19/02 Sniper Americano
26/02 Mapas Para as Estrelas
26/02 Tinkerbell e o Monstro da Terra do Nunca
26/02 Para Sempre Alice

Kevin Kelissy

Nas Prateleiras: Lançamentos de Livros – Fevereiro (2015)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Diário de um Adolescente Apaixonado
Rafael Moreira

Ele suou frio quando deu o primeiro beijo. Já sofreu bullying na escola. Já gostou de quem não gostava dele. Sente muita falta de quem foi embora. Já brigou com a namorada por Whatsapp e depois pediu desculpas. Ele não troca os amigos por ninguém. Se bem que amigo, AMIGO mesmo, pra ele, é a família. Em 24 crônicas bem-humoradas (claro), o Rafa conversa com a gente como se estivesse bem pertinho. Acostumado a mostrar o rosto na internet, ele criou coragem e começou a escrever sobre as situações da sua infância, sua relação com a família, com as meninas, com os amigos. De cada história, ele tirava uma reflexão sobre as mudanças que já aconteceram na sua vida e o que ele aprendeu com elas. O resultado está aqui, neste livro que você vai ler e depois abraçar bem apertado.

Fica Comigo
Kristen Proby

Ser confrontada na praia por um estranho atraente não fazia parte dos planos de Natalie Conner, que apenas queria passar uma manhã tranquila tirando fotos. Mas, afinal, porque ele achou que ela estava tirando fotos dele? Quem é ele? Ela só tem certeza de uma coisa: ele é um gato, extremamente romântico e alimenta a sua alma ferida. Luke Williams só deseja que o mundo lhe dê um tempo, então, ver outra câmera apontada para seu rosto quase faz com que ele ataque a bela mulher atrás da lente. Quando ele descobre que ela não faz ideia de quem ele seja, fica intrigado e até um pouco atraído. O corpo de Natalie parece ter sido feito para o sexo, sua boca é atrevida, e Luke não consegue enjoar dela, embora ainda não esteja pronto para lhe contar quem verdadeiramente é. Natalie é uma garota incomum que não lida muito bem com mentiras e segredos. O que acontecerá com esse novo relacionamento quando ela descobrir o que Luke vem tentando esconder?

Mais Um
Jojo Moyes

Há dez anos, Jess Thomas ficou grávida e largou a escola para se casar com Marty. Dois anos atrás, Marty saiu de casa e nunca mais voltou.
Fazendo faxinas de manhã e trabalhando como garçonete em um pub à noite, Jess mal ganha o suficiente para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky, que ela cria há oito anos. Jess está muito preocupada com o sensível Nicky, um adolescente gótico e mal-humorado que vive apanhando dos colegas. Já Tanzie, o pequeno gênio da matemática, tem outro problema: ela acabou de receber uma generosa bolsa de estudos em uma escola particular, mas Jess não tem condições de pagar a diferença. Sua única esperança é que a menina vença uma Olimpíada de Matemática que será disputada na Escócia. Mas como eles farão para chegar lá? Enquanto isso, um dos clientes de faxina de Jess, o gênio da computação Ed Nicholls, decide se refugiar em sua casa de praia por causa de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo sua empresa. Entre ele e Jess ocorre o que pode ser chamado de ódio à primeira vista. Mas quando Ed fica bêbado no pub em que Jess trabalha, ela faz questão de deixá-lo em casa, em segurança. Em parte agradecido, mas principalmente para escapar da pressão dos advogados, da ex-mulher e da irmã — que insiste em que ele vá visitar o pai doente —, Ed oferece uma carona a Jess, os filhos e o enorme cão da família até a cidade onde acontecerá o torneio.

Sem Esperança
Collen Hoover

Da autora da série Slammed, a continuação do intenso Um Caso Perdido. Com a ajuda Dean Holder, Sky descobriu segredos familiares chocantes e reviveu lembranças e sentimentos que tinham deixado profundas cicatrizes. Mas toda história tem dois lados. E agora chegou a hora de descobrirmos a verdade a respeito dele. Assombrado pela culpa e pelo remorso por não ter conseguido salvar Hope nem Less, Holder desenvolveu uma personalidade agressiva e desconta sua raiva em qualquer um que tente desafiá-lo. Ele nunca imaginou que voltaria a ver Hope algum dia, e não acredita na própria sorte ao se deparar com ela depois de tantos anos. No entanto, Holder não poderia supor que o sofrimento seria ainda maior após o reencontro. Em Sem esperança, o jovem revela como os acontecimentos da infância de Sky afetaram sua vida e sua família, fazendo-o buscar a própria redenção na possibilidade de salvá-la. Mas é apenas amando Sky que ele enfim será capaz de se reconciliar consigo mesmo.

• Um caso perdido, primeiro livro da série Hopeless, vendeu mais de 15 mil exemplares no país.
• Colleen Hoover é autora da trilogia Slammed, cujos livros já venderam mais de 35 mil exemplares no Brasil.

Destrua Me
J.L Mac

Aos vinte e cinco anos, Josephine Geroux é uma ‘Zé ninguém’, segundo sua própria definição e, apesar de não querer ser assim, ela se contenta com isso. Crescer orfã a transformou numa pessoa dura e indiferente aos outros, até que ela conhece um homem estranhamente familiar, com um rosto que a assombra por razões que ela não consegue entender. Mesmo fazendo questão de evitar interações com os outros, a vida de Josephine se entrelaça com a de Damon Cole, o enigmático estranho, e antes que se dê conta, ela se entrega à única pessoa que está perto o suficiente de destruí-la. Envolvente, sensual e extremamente emocional, Destrua-me irá te seduzir, apaixonar e conduzir à uma montanha russa de sentimentos, com a dolorosa vida de Josephine.

Percy Jackson e os Deuses Gregos
Rick Riordan

Para todos que acompanharam o adolescente Percy Jackson enquanto ele se descobria um semideus, enfrentava monstros e entrava em contato com todo tipo de divindades e seres mitológicos, chegou a hora de conhecer com detalhes as histórias dos doze principais deuses gregos, contadas por ninguém menos que o próprio Percy. Em “Percy Jackson e Os Deuses Gregos” nosso querido semideus explica a versão da mitologia grega para a criação do mundo e dá aos leitores sua visão pessoal sobre quem é quem na Grécia Antiga, de Apollo a Zeus.

Dilúvio
Lauren Kate

Com apenas uma lágrima, Eureka inundou o mundo e deu início à ascensão de Atlântida. Se derramar mais duas, nada impedirá o maligno rei Atlas. Herdeira da Linhagem da Lágrima, ela é a única capaz de detê-lo, e precisará atravessar o oceano para encontrar Solon, um Semeador foragido que sabe como enfrentar o rei. Mas a revelação que o amor de Ander e Eureka faz o menino envelhecer mais rapidamente a faz se sentir ainda mais incapaz de vencer Atlas. Se continuarem juntos, ele morrerá em breve. Agora Eureka precisa se reconciliar consigo mesma e com o que seu sofrimento causou ao mundo. E um segredo sobre a Linhagem da Lágrima pode mudar tudo, passado, presente e futuro. Com esse conhecimento, ela é capaz de conseguir a chave para derrotar Atlas. Mas seu coração partido pode pôr tudo a perder.

• O primeiro livro da série Teardrop vendeu 20 exemplares no país.
• A série Fallen, que vendeu mais de 1 milhão de exemplares no Brasil, chega aos cinemas em 2015 em uma superprodução da Disney.

Ruína e Ascensão
Leigh Bardugo

A capital está em ruínas. O Darkling governa Ravka de seu trono de sombras. O destino da nação parece estar nas mãos de uma Conjuradora do Sol enfraquecida, de um rastreador sem forças e do que resta do que outrora foi um grande exército mágico. Oculta nas profundezas de uma antiga rede de túneis e cavernas, Alina está fragilizada e deve se submeter à duvidosa proteção do Apparat e de fanáticos que a adoram como uma santa. No entanto, sua esperança está em outro lugar e seus planos exigem que ela recupere as forças para sair dali o mais rápido possível. Para isso, terá de forjar novas alianças e deixar de lado as velhas rivalidades como Maly para encontrar o último dos amplificadores de Morozova. Porém, quando começa a desvendar os segredos do Darkling, ela descobrirá um passado que vai alterar para sempre a sua compreensão do vínculo que eles compartilham. O pássaro de fogo é a única coisa que separa Ravka da destruição, mas ele pode custar à Alina o próprio futuro pelo qual ela sempre lutou.

Lilian Alipio

Vencedores do SAG (Screen Actors Guild Awards) 2015

Imagem: Elenco de Birdman premiado no SAG 2015

No último domingo, conhecemos os vencedores do Screen Actors Guild Awards 2015, o SAG. Considerado uma prévia do Oscar, o prêmio destinado a celebrar os atores que entregaram as performances mais marcantes do ano, desta vez apontou para todos os lados. O favorito Boyhood levou somente o prêmio de atriz coadjuvante para Patricia Arquette. Eddie Redmayne desbancou o favorito, Michael Keaton, e foi agraciado com a estatueta de Melhor Ator pela sua performance em A Teoria de Tudo. J.K. Simmons e Julianne Moore confirmaram seu favoritismo e, curiosamente, Birdman levou o prêmio de Melhor Elenco, mesmo que seus atores não tenham levado nenhum dos outros prêmios de atuação. Nas séries, Kevin Spacey que já havia levado um Globo de Ouro nesta temporada, ganhou de melhor ator de drama pela ótima House of Cards. Viola Davis não levou o Globo, mas teve seu trabalho em How To Get Away With Murder reconhecido no SAG. A britânica Downton Abbey e o hit Orange is the New Black levaram os prêmios principais de melhor elenco. A primeira em série de drama e a segunda em comédia. Confira a lista completa de vencedores:

Continuar lendo Vencedores do SAG (Screen Actors Guild Awards) 2015

Indicados ao Oscar 2015

2015-oscar-nominations-01152015-070953
O ator Chris Pine a presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, Cheryl Boone Isaacs anunciando os indicados a Melhor Filme

Postando com um pouco de atraso, mas eis a lista dos indicados ao Oscar 2015. Na última quinta-feira, a A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou os nomeados ao mais importante e cobiçado prêmio da indústria cinematográfica. Birdman, O Grande Hotel Budapeste, Boyhood e O Jogo da Imitação são alguns dos filmes com maior número de indicações e mais chances de prêmios.

Sniper Americano surpreendeu quem achou que o novo longa de Clint Eastwood ficaria de fora. E, como de costume, a Academia esnobou alguns nomes que pareciam fortes até umas semanas atrás. É o caso de Selma (que só concorre em Melhor Filme), Garota Exemplar (que ficou de fora de Filme e Roteiro Adaptado), Uma Aventura Lego (em animação), Force Majeure (que não entrou em Filme Estrangeiro e até um vídeo do diretor surtando, por conta da não-indicação, tem circulado por aí), O Abutre (para quem esperava ver Jake Gyllenhaal indicado a Melhor Ator, ele foi preterido por Bradley Cooper em Sniper Americano) e Cake (que a maioria dava como certo o nome de Jennifer Aniston na categoria Melhor Atriz).

Isso sem falar de Unbroken, longa cuja direção é assinada por Angelina Jolie, e que foi vendido desde o começo como um filme para Oscar, mas, desde sua estreia nos Estados Unidos, vem acumulando críticas negativas que já antecipavam a sua esnobada pela Academia. Foxcatcher foi indicado em Direção, mas não em Melhor Filme.

Dentre as surpresas, Marion Cotillard conseguiu uma vaga em Melhor Atriz por Dois Dias, Uma Noite; Vício Inerente de Paul Thomas Anderson angariou a indicação em Roteiro Adaptado; e Tangerines disputa a categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

Quanto às apostas do Bloggallerya, se comparado aos últimos dois anos, não fomos tão bem. O que é um atestado do que venho dizendo há um tempo por aqui: essa é uma das temporadas mais acirradas dos últimos anos. Foram de três a quatro acertos em cada categoria (e algumas possibilidades certeiras). Em Melhor Filme, fui quase precisa. Não fosse o fato de que, neste ano, ao invés de nove, são oito títulos que disputam a estatueta. Ator Coadjuvante foi a única categoria em que acertei todos os indicados.

Abaixo você confere a lista completa. Lembrando que a cerimônia de entrega da premiação acontece em Los Angeles, no dia 22 de fevereiro, contando com a apresentação do ator Neil Patrick Harris. No Brasil, o Oscar será transmitido pela emissora de TV por assinatura TNT.

Continuar lendo Indicados ao Oscar 2015

A Esperança

capaoficialaesperança-677x1024

– (…) Nossa meta é ir tomando os distritos um a um, deixando o Distrito 2 para o fim. Assim, cortamos a linha fornecimento da Capital. Então, quando ela estiver enfraquecida, invadimos a própria Capital – diz Plutarch. – Isso vai ser um tipo de desafio completamente diferente. Mas vamos superar esse obstáculo quando o momento chegar.

– Se vencermos, quem vai ficar no governo? – pergunta Gale.

– Todos – diz Plutarch a ele. – Vamos formar uma república em que as pessoas de cada distrito e da Capital vão poder eleger seus próprios representantes para serem suas vozes num governo centralizado. Não olhem com essa desconfiança toda; já funcionou antes.

– Nos livros – murmura Haymitch.

– Nos livros de história – diz Plutarch. – E se nossos ancestrais conseguiam, então também vamos conseguir.

Francamente, nossos ancestrais não parecem merecer esse respaldo todo. Enfim, olha o estado em que nos deixaram, com as guerras e o planeta destroçado. Visivelmente não davam a mínima para o que poderia vir a acontecer com as pessoas que viveriam depois deles. Mas essa ideia de república soa como um aprimoramento, tendo em vista o nosso governo atual.

(A Esperança – pgs. 96/97)

Katniss Everdeen não só é uma garota quente como também uma garota esperta.

E a autora da trilogia Jogos Vorazes, Suzanne Collins, não só sabe que está apresentando ao leitor um entretenimento de qualidade, repleto de personagens cativantes, como aproveita para se aprofundar nas questões políticas que fundamentam o enredo e dessa forma constrói uma alegoria convincente da desigualdade social, opressão dos povos e centralização do governo. Temas abordados de modo inteligente no contexto de um YA Lit pela autora, que vê na rebelião e na luta dos povos dos Distritos, essencialmente, mais do que qualquer outra coisa, o desprendimento de seu grito há tanto sufocado de liberdade.

Após o impactante desfecho de Em Chamas, no qual sobreviveu ao Massacre Quaternário e foi resgatada de uma arena cujo principal objetivo era destruí-la, Katniss se depara com uma nova realidade.  O Distrito 13 – que acreditava-se ter sido dizimado no passado durante a primeira rebelião – ainda existe no subterrâneo, independente da Capital e sob o rigoroso comando da Presidente Coin. A superfície em ruínas que aparecia nas transmissões televisivas servia como um lembrete do que um levante contra a Capital poderia ocasionar. Assim sendo, não passava de pura encenação. O Distrito 12 em que ela vivia, porém, foi bombardeado após seu último e surpreendente ato na arena. Os poucos sobreviventes encontraram refúgio e abrigo no 13. Os rebeldes do lendário Distrito, por sua vez, dedicam-se a organizar uma resistência. Contudo, necessitam que Katniss assuma seu lugar como o Tordo, o símbolo da revolução. O desafio é convencê-la, uma vez que a garota se mostra relutante devido ao fato de Peeta – seu parceiro de Distrito e interesse amoroso – não ter sido salvo da arena e, dessa maneira, capturado pela Capital. Ela teme pela vida do garoto estando sob o domínio do Presidente Snow e tudo o que almeja é resgatá-lo, mas também não está segura de que sua vida tenha sido poupada. Além disso, Katniss se sente culpada pela destruição de seu Distrito e pelas milhares de vidas sacrificadas desde que ela passou a ser vista como um símbolo de rebelião. Pressionada pela líder do Distrito 13, a Presidente Coin, ela não tem muita escolha a não ser lutar e dar início a uma nova guerra. Agora as duas edições dos Jogos Vorazes que Katniss participou parecem brincadeira de criança. Os verdadeiros Jogos vão, enfim, começar.

Os Distritos agem depois de servirem de marionetes para a Capital durante tantos anos. Eles se rebelam contra o regime totalitário e passam a lutar pelo seu direito de liberdade e por uma sociedade democrática. Como dizia o inescrupuloso Presidente Snow, bastava uma fagulha para acender as chamas da revolução. Katniss Everdeen, uma garota de 17 anos – e uma das melhores heroínas dessa geração de títulos YA Lit – representa essa fagulha mesmo sem querer. Mesmo que, com todas as suas atitudes, tudo o que desejava era manter as pessoas que amava protegidas e em segurança. Mesmo que ela pensasse muito pouco acerca de desafiar a Capital a princípio. Ela é guiada pelas suas emoções, pelo poderoso sentimento de proteção em relação àqueles que ama. E foi apenas isso que a moveu durante toda a trama.

Neste cenário de revolução iminente e inevitável, Collins continua fazendo um excelente trabalho no que concerne ao desenvolvimento de personagens, especialmente ao explorar a dualidade de figuras com as quais já nos acostumamos e que nos surpreendem – para o bem e para o mal – com suas ações. Tanto Peeta quanto Gale (as duas pontas do famigerado triângulo amoroso) agem de maneira questionável, consciente ou inconscientemente. A autora também se aprofunda em outros personagens como Finnick que mostra uma faceta dramática interessante e justifica totalmente o seu desejo de lutar contra e destruir a Capital. O acréscimo de uma personagem como a Presidente Coin é mais do que bem-vindo, uma vez que sua figura ambígua ajuda a dar um novo fôlego para a trama.

O terceiro volume desta densa e trágica trilogia é certamente o mais melancólico de todos. Sabemos que em uma guerra há sempre baixas de um lado e de outro. E temos consciência de que nossos personagens favoritos podem morrer a qualquer momento. O que de fato acontece. E infelizmente em passagens e circunstâncias até inesperadas.

Assim como nos volumes anteriores, Katniss protagoniza um momento decisivo – está em suas mãos escolher qual será o futuro de Panem. E mais uma vez deixa o leitor boquiaberto e surpreso. O epílogo talvez seja o ponto fraco e um soco no estômago para quem esperava um happy ending (algo que, convenhamos, não seria possível quando olhamos em retrospecto para a jornada dos personagens) e, ao final dessa cruel e fantástica aventura, temos uma certeza, a de que toda a luta aconteceu por um único motivo: Prim. E talvez por isso mesmo, sem soltar spoiler, é que o fim seja um tanto decepcionante. Mas nada que tire os méritos e genialidade de Collins que construiu uma distopia bem fundamentada, um universo alegórico interessante e extremamente criativo (ainda que não totalmente inovador).  Jogos Vorazes é, sem dúvida, uma das melhores trilogias literárias dos últimos tempos.

Andrizy Bento