Arquivo da tag: Comentário

Vencedores do Oscar 2019

Diretor, produtores e elenco de Green Book reunidos no palco para receber a estatueta de Melhor Filme

No último domingo, dia 24 de fevereiro, foram anunciados os vencedores do mais cobiçado prêmio da indústria do cinema. A premiação, realizada pela Academia de Ciências e Artes Cinematográficas de Hollywood, chegou à sua 91ª edição fazendo o que ela sabe fazer de melhor: decepcionando o público e frustrando as expectativas dos espectadores. Por motivos de força maior, um acidente que me deixou, por ora, impossibilitada de andar, atrasei o post dos vencedores do Oscar. Mas a verdade, é que nem vale muito a pena comentar sobre a última cerimônia de entrega das estatuetas…

Continuar lendo Vencedores do Oscar 2019

Vencedores do Independent Spirit Awards 2019

É dia de Oscar e eu não poderia deixar de partilhar esse tweet:

Brincadeiras à parte, ontem, 23 de fevereiro, foi realizada a cerimônia de entrega do Independent Spirit Awards, diretamente do Santa Monica Pier, Califórnia, EUA. O prêmio, que se encontra em sua 34ª edição, celebra a produção de cinema independente e se destacou, justamente, por conta da categoria de Melhor Filme, na qual não figurava nenhum dos concorrentes ao prêmio principal do Oscar.

Dentre os vencedores, Se a Rua Beale Falasse garantiu a vitória em três categorias, sendo consagrado como o Melhor Filme Independente de 2019 e arrematando as estatuetas de Melhor Diretor para Barry Jenkins e Melhor Atriz Coadjuvante para Regina King, super cotada ao prêmio da Academia. Outra que também deve levar um Oscar hoje à noite, é Glenn Close, premiada como a Melhor Atriz por A Esposa. Esnobado pela Academia, Ethan Hawke foi eleito o Melhor Ator no evento por seu desempenho em First Reformed; e Sorry to Bother You, assinado pelo rapper, produtor, roteirista e diretor americano Boots Riley, o Melhor Filme de Estreia.

Barry Jenkins recebeu o prêmio de Melhor Diretor por Se a Rua Beale Falasse. O longa também foi eleito o Melhor Filme Independente de 2019

E para fechar com chave de ouro uma lista repleta de ótimos nomes premiados, o brasileiro Alex Moratto, diretor de Sócrates, venceu na categoria Prêmio Alguém Para se Ficar de Olho.

Abaixo, você confere a lista completa de vencedores do Independent Spirit Awards 2019:

Continuar lendo Vencedores do Independent Spirit Awards 2019

Previsões Oscar 2019 – Vencedores

O prazo para que os membros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood definissem os vencedores da 91ª edição do Oscar encerrou-se em 19 de fevereiro e, amanhã, dia 24, finalmente conheceremos os premiados com as tão almejadas estatuetas do maior e mais emblemático prêmio da indústria cinematográfica mundial. Uma noite sem mestre de cerimônias, mas que contará com com uma tonelada de estrelas para anunciar os vencedores – mais de 50 nomes marcarão presença no palco do Dolby Theatre, em Hollywood Boulevard, Los Angeles. A cerimônia de entrega dos prêmios será exibida ao vivo pela emissora ABC nos Estados Unidos. Aqui, no Brasil, terá transmissão simultânea pelo canal por assinatura TNT a partir das 22h:00.

Abaixo, você confere as nossas apostas para os vencedores e alguns breves comentários.

Continuar lendo Previsões Oscar 2019 – Vencedores

Infiltrado na Klan

Como um legítimo exemplar de Spike Lee, Infiltrado na Klan é visceral e furioso, mas composto de planos elegantes e filmado de maneira discreta. Trata-se de uma comédia política e de um suspense policial. É um drama biográfico, mas que retrata uma situação absurda até mesmo para os padrões ficcionais hollywoodianos. É de uma importância social inegável, porém, foge com sabedoria do discurso panfletário. Denuncia o radicalismo de uma organização, mas não se rende ao maniqueísmo. Situa-se no fim da década de 1970, no entanto, soa urgente e atual, pois é impossível não traçar paralelos com a realidade que nos cerca. O texto é munido de contrastes e de um tom de ironia intencionais, exatamente por conta do quão surreal é sua premissa: um policial negro que conseguiu se infiltrar na Ku Klux Klan. O genial Spike Lee assina um longa brilhante e necessário ainda hoje. Continuar lendo Infiltrado na Klan

Nasce Uma Estrela

Após ser indicado três vezes consecutivas ao Oscar por suas performances nos longas O Lado Bom da Vida, Trapaça e Sniper Americano – nas categorias de melhor ator e ator coadjuvante – Bradley Cooper fez sua estreia como cineasta com o 4º remake de Nasce Uma Estrela e viu sua chance de concorrer à categoria de direção no tradicional prêmio entregue pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, cada vez mais próxima de se concretizar. Não aconteceu, mas, por outro lado, Cooper foi indicado novamente por seu desempenho como o protagonista de Nasce Uma Estrela. Nada mal para o ator que ganhou projeção com a despretensiosa comédia Se Beber, Não Case – um fenômeno inesperado de bilheteria que gerou duas sequências desnecessárias. Cooper, embora não tenha saído vitorioso em nenhuma cerimônia do Oscar até agora, parece ter se tornado uma espécie de figurinha tarimbada da Academia. No entanto, é intrigante que o ator tenha escolhido justamente uma história que já foi contada e recontada diversas vezes no cinema para inaugurar sua carreira como diretor. Ainda mais por ser uma narrativa de teor tão trágico e previsível. Continuar lendo Nasce Uma Estrela

Vice

Um filme sobre Dick Cheney, mas que é anti-Dick Cheney.

A cota de cinebiografias de personagens históricos e/ou políticos – que exigem de seu ator principal uma transformação admirável e uma mimese acurada – do Oscar deste ano foi preenchida com Vice. Mas não espere algo do teor de um Lincoln de Steven Spielberg ou de O Destino de Uma Nação de Joe Wright. Isto porque o nome que figura nos créditos de direção é o de Adam McKay e isso já diz muito. Continuar lendo Vice