Procura-se um marido – Carina Rissi

procuraseummarido

Brasileirinho, cheio de romance, diversão e emoção. Procura-se Um Marido é uma daquelas surpresas deliciosas que, vez ou outra, aparecem nas estantes das livrarias e no mundo dos e-books. De autoria de Carina Rissi, o livro conta a história de Alicia, jovem de 24 anos, rica e completamente irresponsável.

Seus pais faleceram quando ela era ainda uma criança, e por esse motivo cresceu com o avô, o Sr. Narciso, dono de uma multinacional. A falta dos pais, no entanto, não fez de Alicia uma criança carente: ela foi criada com muito luxo, mas principalmente carinho e atenção. Mas Alicia nunca foi uma pessoa centrada e com juízo: foi presa em diversos países, vive viajando e tem pavor de responsabilidades. Tudo o que ela quer é aproveitar a vida e o seu belíssimo carro vermelho.Mas quase tudo o que ama lhe é tirado repentinamente.

O Sr. Narciso morre logo no início do livro, e a vida dela vira de cabeça pra baixo. O testamento é claro: ela teria que se casar – e se manter casada por, no mínimo, 1 ano – para ter direito a tudo o que o seu avô lhe deixou, e enquanto isso não acontecesse, o trabalho como ajudante de secretária na empresa seria indispensável. Sua casa e todos os seus pertences agora estão em posse do advogado da família, justamente a pessoa em que ela menos confia.

Morando na casa da melhor amiga, trabalhando num cargo que ela caracteriza como “humilhante”, ganhando uma miséria e suportando piadinhas e olhares estranhos dos funcionários da empresa – ser neta do dono não ajudou em nada, isso por causa do seu histórico irresponsável – Alicia se viu presa no inferno. E como se já não bastasse, Max, um dos responsáveis pelas finanças da empresa, resolve implicar com ela também. Arrogante e frio, ainda bem que a primeira impressão nem sempre é a que fica! Ele trata Alicia como uma pessoa sem capacidade para fazer qualquer serviço direito, e é assim que surgem as discussões divertidíssimas entre os dois.

Querendo se livrar do inferno que a sua vida virou, ela apela para um anúncio de jornal, onde oferece uma parte de sua herança para o homem que aceitar ser seu marido por um ano. Depois de vários homens assustadores aparecerem para a entrevista, eis que surge Max o irritante, é claro. Ele precisa casar para conseguir uma promoção na empresa, ela pra voltar a ser rica e dona de sua própria vida. Clichê e extremamente fofo.

A relação de Max e Alicia não podia ser melhor. Eles são engraçados, quentes e, embora não assumam de início, completamente apaixonados. Mas não é só isso: a relação de Alicia com o avô é muito emocionante. É impossível conter as lágrimas em vários trechos do livro. Confesso que no começo não queria lê-lo, pois pareceu clichê demais. Mas fico feliz por ter me rendido e, até o momento, foi o melhor livro que li este ano. Já penso em reler o mais rápido possível.

Terminei com um sorriso no rosto e sabendo que o livro foi completo em si. Ele se encerra no momento certo, sem buracos, interrogações ou qualquer coisa do tipo. Procura-se um marido é um livro adulto, com temáticas adultas, mas com aquele gostinho teen. Nota 10. Livro recomendadíssimo.

Daniele Marques

Bon Iver

Quando ouvi “Rosyln” no filme New Moon, quis logo saber quem a cantava. Bon Iver me fez viciar nessa música por vários meses. Uma melodia triste e perfeita para a cena do filme. Conclusão do vício: Baixei a música no meu celular, mp3, computador… Até que finalmente comprei o CD da trilha sonora, que, aliás, é a minha preferida de toda a saga Twilight por ser justamente melancólica.

Quis saber mais sobre o Bon Iver e descobri que se tratava de uma banda folk americana liderada e fundada por Justin Vernon. O cara barbudo  é o principal vocalista e letrista, mas também conta com a ajuda de Sean Carey (bateria, vocais e piano), Michael Noyce (vocais, guitarra barítono, guitarra elétrica e violino) e Matthew McCaughan (baixo, bateria e vocais); sendo que Noyce foi aluno de guitarra de Vernon em seu ensino médio.

Bon Iver vem do francês, que significa “Bom Inverno”, o que exprime perfeitamente a personalidade da banda. Depois do fim da sua banda anterior DeYarmond Edison e sofrendo de mononucleose, Justin Vernon se trancou na cabana de seu pai por quatro meses em Wisconsin, desejando “hibernar”. O resultado da hibernação solitária foi o álbum de estreia “For Emma, Forever Ago”, que foi criado apenas com um microfone e equipamentos de gravação antigos.

 Os vocais suaves e os poucos instrumentos usados em “For Emma, Forever Ago” fizeram das músicas do álbum uma companhia perfeita para um dia chuvoso, regado a café quente e a um bom livro. Destaco as músicas “Skinny Love” (que a cantora Birdy também gravou), “The Wolves”, “Team”  e “re: stacks”. Apesar do preço salgado do CD aqui no Brasil, gostei muito no primeiro álbum da banda e o escuto quase todos os dias. A capa também faz jus aos elogios: Tem uma paisagem gélida, provavelmente da terra natal do vocalista (Wisconsin), que costuma ter invernos rigorosos e grandes lagos. Um lugar que nos traz a vontade de nos isolarmos, assim como Vernon fez, embora ele mesmo tenha confessado que fez algumas coisas para o seu pai durante o tempo de reclusão e que também assistiu alguns DVDs.

Justin Vernon e seus troféus Grammy

Com o segundo álbum, sendo este vencedor do Grammy de 2012, Justin Vernon quis fazer diferente: ao contrário do disco anterior, o Bon Iver cresceu e ganhou outros músicos. A nova banda era composta pelos quatro membros originais, e recebeu Rob Moose no violino e guitarra (Antony and the Johnsons, The National), Mike Lewis no baixo (Andrew Bird, Happy Apple), e uma seção de metais com Reginald Pace, Colin Stetson (Tom Waits, Arcade Fire) e C.J. Camerieri (Rufus Wainwright, Sufjan Stevens), o que fez a sonoridade evoluir, mas ainda mantendo aquele tom climático, invernal, de uma banda que é ligada a sua terra. O “Bon Iver, Bon Iver” é um disco com novas ferramentas, ou seja, menos solitário. Para quem quiser ouvir o “Bon Iver, Bon Iver”, recomendo as seguintes músicas: “Perth”, “Minnesota”, “Towers”, “Michicant” e “Holocene”, sendo que esta última é a minha preferida e tem um lindo clipe.

As letras confusas das músicas podem parecer poemas picados de Vernon, mas não deixam de nos causar sensações ao ouvi-las e tampouco nos impede de viajarmos a lugares distantes e melancólicos em nossa mente. A capa do segundo álbum também tem uma paisagem bucólica com um grande lago, o que nos preenche de um saudosismo e uma vontade de dirigir em uma estrada deserta ou contemplar um dia chuvoso.

Para a minha tristeza, não há previsões de shows do Bon Iver nas bandas de . Porém, mantenho as minhas esperanças, afinal o grupo foi indicado e ganhou o prêmio de ‘melhor novo artista’, e ‘melhor álbum alternativo’ no Grammy, o que causou a revolta dos fãs de Nicki Minaj (Hã?). Quem sabe com a notoriedade adquirida,  Justin Vernon não se anima e resolve dar um pulinho aqui?

Enquanto isso não acontece, quem tiver interesse em conhecer a banda, eu tenho os dois álbuns disponíveis no meu computador. É só deixar o e-mail direitinho nos comentários que, assim que for possível, eu envio o “For Emma, Forever ago” e o álbum vencedor do Grammy, “Bon Iver, Bon Iver”. É uma boa pedida para o outono e para os dias invernais que estão por vir.

Até a próxima banda!

Caroline Silveira

Fim de Temporada

bates

Bem, chegamos ao fim de temporada. E como sempre o coração de todo o seriador esta destruído. Alguns vão dizer que a temporada só acaba quando o ultimo episodio de Game of Thrones for ao ar. Mas, na verdade, a partir de agora estamos órfãos dos nosso maior vicio. E como setembro demora…

O que dizer dessa temporada? Ela foi mediana. Sem nem um grande hit. Temos uma certeza: talvez estejamos vivendo uma época sem muita criatividade no qual o remake de uma velha historia se destaca como a grande  estreia da temporada: Bates Motel.

Tivemos uma decepção sem tamanho, The Following.  Claro que alguns vão discordar de mim. Mas The Following é o exemplo da grande ideia mal executada.  Todos vão dizer que James Purefoy segurou o show, mas pra mim o grande nome foi Kevin Bacon.

The-Following (1)

Alguns  shows medianos conseguiram uma sobrevida como Chicago Fire. Longe de mim dizer que Chicago Fire é ruim, mas ate agora eu não entendi o motivo de um spin-off do programa. Já disse centenas de vezes que a vejo por causa da minha queda estratosférica por bombeiros.

No mundo dos super heróis, tivemos a boa estreia de Arrow com sua historia bem contada e amarrada. Mas  uma pergunta prevalece: o que será da próxima temporada sem o plot da lista?

E não posso deixar de lamentar a despedida de Fringe. Alguém me conta como minha vida nerd ira sobreviver sem Walter Bishop e os excelentes episódios onde nossa cabeça sempre dava um nó? [ainda não me recuperei  da  despedida de Walter, Astrid e Gene]

Como eu disse a temporada só acaba quando o ultimo episódio de Game of Thrones for ao ar e alguns  fatos chocantes ainda nos aguardam.

Gaby Matos

Bons Filmes em Maio (2013)

Este slideshow necessita de JavaScript.

3/05 – Somos Tão Jovens
3/05 – Ferrugem e Osso
3/05 – Em Transe
10/05 – O Último Exorcismo 2
10/05 – Vendo ou Alugo
17/05 – O Massacre da Serra Elétrica 3D – A Lenda Continua
17/05 – Reino Escondido
17/05 – Verão em Red Hook
24/05 – Velozes e Furiosos 6
24/05 – Sem Proteção
31/05 – Se Beber, não Case! 3
31/05 – Faroeste Caboclo – O Filme
31/05 – O Casamento do Ano
31/05 – Terapia de Risco
31/05 – Silent Hill: Revelação

Kevin Kelissy

Nas Prateleiras: Lançamentos de Livros – Maio / 2013

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Guardião – Seu Grande Amor Pode Estar Mais Perto do Que Você Imagina
Nicholas Sparks

Quarenta dias após a morte de seu marido, Julie Barenson recebe uma encomenda deixada por ele. Dentro da caixa, encontra um filhote de cachorro dinamarquês e um bilhete no qual Jim promete que sempre cuidará dela. Quatro anos mais tarde, Julie já não pode depender apenas da companhia do fiel Singer, o filhotinho que se tornou um cachorro enorme e estabanado. Depois de tanto sofrimento, ela enfim está pronta para voltar a amar, mas seus primeiros encontros não são nada promissores. Até que surge Richard Franklin, um belo e sofisticado engenheiro que a trata como uma rainha. Julie está animada como havia muito tempo não se sentia, mas, por alguma razão, não consegue compartilhar isso com Mike Harris, seu melhor amigo. Ele, por sua vez, é incapaz de esconder o ciúme que sente dela. Quando percebe que seu desconforto diante de Mike é causado por um sentimento mais forte que amizade, Julie se vê dividida entre esses dois homens. Ela tem que tomar uma decisão. Só não pode imaginar que, em vez de lhe trazer felicidade, essa escolha colocará sua vida em perigo. “O guardião” contém tudo o que os leitores esperam de um romance de Nicholas Sparks, mas desta vez ele se reinventa e acrescenta um novo ingrediente à trama: páginas e mais páginas de muito suspense.

A Marca de Aten
Rick Riordan

Annabeth está apavorada. Justo quando ela está prestes a reencontrar Percy — após seis meses afastados por culpa de Hera —, o Acampamento Júpiter parece estar se preparando para o combate. A bordo do Argo II com os amigos Jason, Piper e Leo, ela não pode culpar os semideuses romanos por pensarem que o navio é uma arma de guerra grega: afinal, com um dragão de bronze fumegante como figura de proa, a fantástica criação de Leo não parece mesmo nada amigável. Annabeth só pode torcer para que os romanos vejam seu pretor Jason na embarcação e compreendam que os visitantes do Acampamento Meio-Sangue estão ali em missão de paz. Os problemas de Annabeth não param por aí — ela carrega no bolso um presente da mãe, que veio acompanhado de uma ordem intimidadora: Siga a Marca de Atena. Vingue-me. A guerreira já carrega nas costas o peso da profecia que mandará sete semideuses em busca das Portas da Morte. O que mais Atena poderia querer dela? O maior medo de Annabeth, no entanto, é que Percy tenha mudado. E se ele já estiver habituado demais aos costumes romanos? Será que ainda precisará dos velhos amigos? Como filha da deusa da guerra e da sabedoria, Annabeth sabe que nasceu para liderar — no entanto, também sabe que nunca mais vai querer viver sem o Cabeça de Alga. Na aguardada sequência da série “Os heróis do Olimpo”, do best-seller Rick Riordan, Percy Jackson e seus amigos semideuses mais uma vez correm em direção ao perigo para tentar salvar seus acampamentos, os deuses e o mundo inteiro. Narrado por Percy, Annabeth, Piper e Jason, A Marca de Atena é uma jornada inesquecível até Roma, recheada de importantes descobertas, sacrifícios surpreendentes e terrores indescritíveis.

Filhos do Éden – Anjos da Morte – Livro 2
Eduardo Spohr

Desde eras longínquas, os malakins, anjos virtuosos e sábios, observam e estudam o progresso do homem. Mas eis que chega o século XX, e com ele a acelerada degradação do planeta. Os novos meios de transporte, os barcos a vapor e as estradas de ferro levaram a civilização aos cantos mais distantes do globo, afastando os mortais da natureza divina, alargando as fronteiras entre o nosso mundo e as sete camadas do céu. Isolados no paraíso, os malakins solicitaram então a ajuda dos “exilados”, anjos pacíficos que há anos atuavam na terra. Sua tarefa, a partir de agora, seria participar das guerras humanas, de todas as guerras, para anotar as façanhas militares, o comportamento das tropas, e depois relatá-las aos seus superiores celestes. Disfarçado de soldados comuns, esse grupo esteve presente desde as trincheiras do Somme às praias da Normandia, das selvas da Indochina ao declínio da União Soviética. Embora muitos não desejassem matar, foi isso o que lhes foi ordenado, e o que infelizmente acabaram fazendo. Carregado de batalhas épicas, magia negra e personagens fantásticos, “Filhos do Éden: Anjos da Morte” é também um inquietante relato sobre o nosso tempo, uma crítica à corrupção dos governos, aos massacres e extremismos, um alerta para o que nos tornamos e para o que ainda podemos nos tornar.

Diário de Um Banana 7 – Segurando Vela
Jeff Kinney

O Dia dos Namorados está chegando e Greg Heffley continua sozinho. Mas um baile organizado pela escola pode mudar tudo. Ele precisa encontrar uma garota urgentemente. Para isso, conta com a ajuda de outro “solteirão”, Rowley, seu melhor amigo. A ideia de Greg é usar Rowley como isca para atrair as meninas, uma espécie de coadjuvante de luxo que auxilia o ator principal a brilhar. Será que este plano vai dar certo? Ou será que a flecha do cupido vai tomar um rumo inesperado.

Os Diários do Semideus – Série Os Heróis do Olimpo
Rick Riordan

Todo jovem semideus precisa se preparar para um árduo futuro: destruir monstros aventurar-se pelo mundo e lidar com os temperamentais deuses gregos e romanos. Nesse volume recheado de relatos inéditos, retratos e entrevistas com personalidades do Olimpo, diagramas e brincadeiras criados pelo Escriba Sênior do Acampamento Meio-Sangue, Rick Riordan, Percy Jackson e seus amigos vão encarar inimigos perigosos e tarefas mortais. As lições aprendidas com essas histórias poderão salvar a vida de qualquer semideus!

Wild Cards – o Começo de Tudo – Livro 1
George Martin

Ao fim da Segunda Guerra Mundial, a Terra é salva por pouco de um meteoro alienígena. Porém, o vírus que a bomba espacial carrega cai em Nova York e, gradativamente, espalha-se pelo mundo, contaminando parte da população e dotando parte dos sobreviventes com poderes especiais. Alguns foram chamados de ases, pois receberam habilidades mentais e físicas, alguns foram amaldiçoados com alguma deficiência bizarra e, por isso, batizados de coringas. Parte desses seres, agora especiais, usava seus poderes a serviço da humanidade, enquanto outros despertaram o pior que havia dentro de si. Série criada pelo genial George R. R. Martin a partir do jogo de RPG GURPS Supers, que desenvolveu para se distrair com seus amigos. O primeiro volume conta a história dos principais personagens que povoarão as páginas desta série de 22 títulos (editada e também escrita pelo autor de As crônicas de Gelo e Fogo).

Entre o Agora e Nunca
J.A Redmerski

Camryn Bennett é uma jovem de 20 anos que desistiu do amor desde que Ian, seu namorado, morreu num acidente de carro há um ano. Sua melhor amiga, Natalie, é a única capaz de animá-la. Mas a relação entre as duas fica abalada quando o namorado de Nat revela à Camryn que está apaixonado por ela. Perdida, sem saber o que fazer, Camryn vai para a rodoviária e pega o primeiro ônibus interestadual, sem se importar com o destino. Com uma carteira, um celular e uma pequena bolsa com alguns itens indispensáveis, Camryn embarca para Idaho. Mas o que ela não esperava era conhecer Andrew Parrish, um jovem sedutor e misterioso, a caminho para visitar o pai, que está morrendo de câncer. Andrew se aproxima da companheira de viagem, primeiro para protegê-la, mas logo uma conexão irresistível se forma entre os dois. Camryn tenta lutar contra o sentimento, já que jurou nunca mais se apaixonar desde a morte de Ian. Andrew também tenta resistir, motivado pelos próprios segredos. Narrado em capítulos que alternam as vozes de Andrew e Camryn, “Entre o Agora e o Nunca” é uma história de amor e sexo, na qual os personagens testam seus limites, exploram seus desejos e buscam o caminho que os levará à felicidade.

No Limite da Atração
Katie McGarry

Ninguém sabe o que aconteceu na noite em que Echo Emerson, uma das garotas mais populares da escola, se transformou em uma “esquisita” cheia de cicatrizes nos braços e alvo preferencial de fofocas. Nem a própria Echo consegue se lembrar de toda a verdade sobre aquela noite terrível. Ela só gostaria que as coisas voltassem ao normal. Quando Noah Hutchins, o cara lindo e solitário de jaqueta de couro, entra na vida de Echo, com sua atitude durona e sua surpreendente capacidade de compreendê-la, o mundo dela se modifica de maneiras que ela nunca poderia ter imaginado. Supostamente, eles não têm nada em comum. E, com os segredos que ambos escondem, ficar juntos vai se mostrar uma tarefa extremamente complicada. Ainda assim, é impossível ignorar a atração entre eles. E Echo vai ter de se perguntar até onde é capaz de ir e o que está disposta a arriscar pelo único cara que pode ensiná-la a amar novamente. No limite da atração é um livro sexy e envolvente sobre o amor de duas pessoas que estão perdidas e que juntas tentam desesperadamente se encontrar.

Híbrida
Mari Scotti

Por toda vida Ellene teve a sensação de ser diferente de seus irmãos e dos moradores de sua vila, pois não adquiriu características de lobisomem como era esperado, e afastava-se cada vez mais desta natureza. Com um espírito rebelde, resolve desvendar o passado em busca de sua verdadeira origem. O que não planejava era entrar no meio de uma rixa entre vampiros, a raça que aprendeu a temer e odiar desde menina. Para piorar, seus pesadelos voltaram: sonhos com um homem misterioso de olhos ameaçadores, envolvido por uma densa neblina. Há quase cem anos a rainha dos vampiros fora sequestrada e seu marido, Milosh, desde então busca incessantemente encontrá-la. O tempo é escasso e as autoridades do Conselho desejam eleger um rei omisso e cruel em seu lugar. Na tentativa de tardar a mudança, ele se une a maior inimiga da rainha. Qualquer erro pode condená-lo a morte e subjugar todos os seus iguais. Ellene e Milosh mal sabem que o que buscam os colocará frente a frente, em uma trama de intrigas, poder, amor e ódio.

Os Últimos Dias de Krypton
Kavin J. Anderson

Antes do Apocalipse – que fez o bebê conhecido mais tarde como Clark Kent ser enviado à Terra – Krypton prosperava. Na cidade de Kandor, o cientista Jor-El e a historiadora Lara casaram-se e tiveram Kal-El, o único que sobreviveria ao fim do mundo. Tudo era harmonia e perfeição numa civilização com baixíssimo índice criminal, quando um alienígena invade o planeta e provoca uma tragédia irremediável para os kryptonianos. É a grande chance do diabólico General Zod tomar o poder e implantar uma ditadura que usará da invenção tecnológica de Jor-El para subjugar a todos. E em meio a tudo isso, uma tragédia fatal se aproximava – um destino catastrófico profetizado por Jor-El que mudaria a história kryptoniana para sempre…

Como eu Era Antes de Você
Jojo Moyes

Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

O Pessegueiro
Sarah Addison Allen

Bem-vindo a Walls of Waters, um lugar onde o aroma das flores envolve o ar e os pássaros parecem ter algo a dizer. Essa é a cidade onde vive Willa Jackson, uma jovem descendente de uma família falida que luta para esquecer a imagem da garota inconsequente que já foi um dia. Quando sua ex-companheira de colégio e socialite perfeita Paxton Osgood a convida para a festa de 75 anos do Clube Social Feminino, ela fica receosa em comparecer por sentir que não faz parte daquele mundo… No entanto, a ocasião acabará se revelando uma excelente oportunidade para Willa desenterrar fatos surpreendentes que reverberam até hoje em sua própria história. Qual é o segredo que une famílias Jackson e Osgood? Será que a verdadeira amizade consegue transpor as barreiras do tempo? Deixe-se inebriar por esse romance que une realismo e magia de forma envolvente, e descubra quão delicado e importante é o papel dos amigos em nossa vida.

Lilian Alipio

Retrofilia: Superaventuras Marvel

Primeira edição da Superaventuras Marvel

A primeira edição da HQ Superaventuras Marvel, publicada exatamente em julho de 1982, trouxe as aventuras de O Domolidor (O Homem Sem Medo), ConanO Barbaro e Luke Cage, ambos na capa da revista número 1. A revista trazia mais ou menos de 3 a 5 histórias de personagens diferentes em cada edição. O seu fim foi em Fevereiro de 1997, infelizmente. Mesmo assim não deixou de ser uma das favoritas dos fãs brasileiros de quadrinhos, que ainda procuram muito por elas, especialmente em sebos e pela internet. Deixou saudades e ficou na memória, uma vez que trouxe para os leitores brasileiros aventuras de grandes personagens que ainda não contavam com título próprio aqui no Brasil e que puderam ser descobertos nessa revista.

Adryz Herven

Uma poltrona macia, um balde de pipoca, alguns discos de vinil, umas revistas da Marvel e um encontro com Tarantino… De tudo um pouco ou nada disso