Nas Prateleiras: Lançamentos de HQs – Setembro (2020)

Durante a década de 1960, auge da Beatlemania, um rumor tomou forma e alcançou proporções inimagináveis, sustentando-se até hoje como o boato mais duradouro e bem elaborado da cultura pop: a suposta morte de Paul McCartney. Um acidente de carro, sem graves consequências, sofrido pelo músico originou a famosa história de que o integrante dos Beatles havia morrido e, posteriormente, substituído por um sósia. O rumor foi alimentado por singelas pistas espalhadas por capas de discos e letras de músicas da cultuada banda de Liverpool, tornando-se um dos golpes de marketing mais emblemáticos de todos os tempos. Agora, a história ganha contornos de ficção especulativa por meio das páginas da graphic novel Paul Está Morto – Quando Os Beatles Perderam McCartney, concebida pelos italianos Paolo Baron e Ernesto Carbonetti e que chega ao Brasil pela editora Comix Zone com um acabamento de qualidade e marcador de páginas exclusivo.

Este, contudo, não é o único destaque dentre os lançamentos mensais do universo da nona arte. A editora Pipoca e Nanquim apresenta o primeiro de uma série de três volumes de Satsuma Gishiden: Crônicas dos Leais Guerreiros de Satsuma. A obra do grande mestre dos mangás de samurai, Hiroshi Hirata, publicada originalmente no Japão entre o fim da década de 1970 e início dos anos 1980, ganhou uma edição de luxo imperdível. Falando em edições de Luxo, a mesma editora ainda lança Cannon de Wallace Wood em um volume de 276 páginas que compila as aventuras estreladas pelo explosivo agente secreto e máquina de matar imbatível, John Cannon, publicadas entre os anos de 1970 e 1973.

A Panini lança Wolverine: A Longa Noite, adaptação para os quadrinhos do podcast oficial da Marvel: Wolverine: The Long Night. Já a Excelsior traz Homem-Aranha: Miles Morales, de Jason Reynolds, elogiada até mesmo pelo co-criador do protagonista, Brian Michael Bendis. A Veneta publica duas obras que atestam a genialidade de uma das revelações atuais dos quadrinhos brasileiros, Juscelino Neco – são elas:  a segunda edição de Matadouro de Unicórnios e Reanimator, uma adaptação de um conto de H. P. Lovecraft. Pela Zarabatana, sai a edição colorida de um marco premiado dos quadrinhos nacionais: Bando De Dois de Danilo Beyruth. A Solidão de um Quadrinho Sem Fim, novo título do brilhante autor Adrian Tomine, com tradução de Érico Assis, é uma das novidades da Nemo. E Separados do aclamado Scott Snyder é a novidade da divisão especializada em graphic novels da editora Darkside.

Confira abaixo capas e sinopses dos principais lançamentos de mangás, graphic novels, encadernados e edições avulsas de HQs do mês de setembro.

Continuar lendo Nas Prateleiras: Lançamentos de HQs – Setembro (2020)

Nas Prateleiras: Lançamentos de Livros – Setembro (2020)

Fãs de Neil Gaiman que ainda não adquiriram algumas de suas obras fundamentais – mais propriamente dizendo, Deuses Americanos, Lugar Nenhum e Os Filhos de Anansi, podem ir preparando um lugar especial na estante, pois a Intrínseca lança em setembro um box contendo estes três livros do autor, em edições especiais, trazendo textos exclusivos e capítulos expandidos. Além de Gaiman, outros autores célebres ganham lançamentos por aqui neste mês. Hoje considerado um clássico moderno da literatura norte-americana, o controverso Psicopata Americano de Bret Easton Ellis inaugura o selo Crime Scene® Fiction de uma de nossas editoras favoritas: a DarkSide® Books. A Suma traz uma nova coleção de contos aterrorizantes do mestre do horror moderno, Stephen King. Stan Lee, a mente criativa por trás do universo Marvel, deixou um último presente para os seus fãs antes de partir desta para outra: Um Truque de Luz, volume 1 da série Alianças, sai pela Record, trazendo uma aventura alucinante diretamente da imaginação ilimitada desse grande e saudoso autor. A Arqueiro lança o sexto livro da série As Sete Irmãs, intitulado A Irmã do Sol; e Quatro Amores na Escócia, uma coletânea de contos reunindo quatro renomadas autoras de romances de época: Julia Quinn, Stephanie Laurens, Christina Dodd e Karen Ranney. Setembro também se trata de um mês pródigo no quesito lançamento de publicações de cunho social e utilidade pública; é o caso de Não Vás Tão Docilmente de Ntshingila Futhi, que sai pela editora African Books Collective – um retrato contundente da força e resistência de mulheres nos guetos do Apartheid. A segunda edição do livro que alcançou projeção internacional, Você Tem a Vida Inteira de Lucas Rocha, é publicada pela Galera e acompanha as jornadas de três jovens, cujas vidas são entrecortadas pelo diagnóstico do HIV. A Perspectiva lança a Trilogia do Confinamento de Aldri Anunciação que reúne as peças Namíbia, Não!, Embarque Imediato e Campo de Batalha, discutindo questões como o racismo, a segregação e a luta identitária. Por fim, a HarperCollins publica um clássico atemporal: Identidade de Nella Larsen aborda o chamado colorismo e não se restringe apenas a questões de raça, como mergulha também em pautas como classe e gênero. Confira abaixo capas e sinopses dos principais lançamentos literários de setembro.
Continuar lendo Nas Prateleiras: Lançamentos de Livros – Setembro (2020)

[Versões e Regravações] Starman – David Bowie

A original:

Uma das músicas mais lendárias do Camaleão do Rock, David Bowie, é sem dúvida, Starman. Ela foi originalmente lançada em um compacto em abril de 1972. Em junho do mesmo ano, o single acabou virando uma faixa do aclamado disco The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars, no qual entrou tardiamente por insistência de Dennis Katz da RCA Records. A canção conta a história de um homem do espaço que adoraria vir à Terra, mas que poderia impactar as pessoas com sua chegada. Foi um grande sucesso, e não dá pra esquecer a apresentação antológica de Bowie a interpretando no programa Top of the Pops, vestido como o performático personagem Ziggy Stardust. Continuar lendo [Versões e Regravações] Starman – David Bowie

[O Que Rolou] Bienal de Quadrinhos de Curitiba Online

Entre os dias 20 e 23 de agosto, outro evento realizado de maneira totalmente virtual foi a Bienal de Quadrinhos de Curitiba. Para quem acompanha o site, sabe que nós somos verdadeiros entusiastas da Bienal, sempre marcando presença nas edições físicas do evento que prestigia a cena local, nacional e mundial de quadrinhos. Infelizmente, por conta do momento pandêmico e de distanciamento e isolamento social que atravessamos, a Bienal aconteceu de forma online e, mesmo diante da impossibilidade de trocar figurinhas ao vivo e a cores com outros quadrinhófilos, conferir nossos artistas favoritos de perto, assistir às performances de cosplayers, visitar e fotografar as exposições, adquirir novos exemplares e, de quebra, aproveitar para conhecer novos talentos nos stands, deu para matar um pouquinho da vontade de Bienal de Quadrinhos assistindo às mesas e painéis com grandes nomes dos quadrinhos. Deu aquele aperto no peito, a princípio, especialmente por se tratar de uma edição cujo tema é quadrinhos e música, duas das artes mais celebradas por aqui. Mas os realizadores do evento garantiram que essa edição online se tratou apenas de um aperitivo para a edição física do evento programada para o ano que vem. Sim, 2021 promete uma Bienal de Quadrinhos presencial com o tema Quadrinhos e Música!

Continuar lendo [O Que Rolou] Bienal de Quadrinhos de Curitiba Online

[O que rolou] DC FanDome

Ontem, sábado, dia 22, rolou a primeira edição do DC FanDome: Hall of Heroes, um evento global e totalmente virtual (pelas razões que já conhecemos) que trouxe teasers, trailers, anúncios, informações exclusivas e outros materiais promocionais das principais produções da DC/Warner – dentre filmes, seriados e games. O que mais se destacou no DC FanDome, além das novidades super aguardadas pelos DCnautas, é que o evento foi produzido de maneira a passar aos espectadores, que acompanhavam tudo do conforto de casa, a sensação de que estavam em um evento de verdade. Abusando de green screens e projeções simulando cenários caprichados e de extensões imensas, garantindo uma experiencia imersiva, o DC FanDome foi transmitido através de um streaming pelo site  oficial. Apesar de algumas reclamações quanto ao player travar durantes as primeiras horas de evento, tudo correu bem.  A atriz Aisha Tyler apresentou essa primeira edição que ainda contou com a colaboração de diversos outros apresentadores e jornalistas de diferentes países (incluive Brasil) comandando as atrações. E, para os desacreditados, avisamos que saiu muita coisa boa! Confira abaixo os principais destaques da primeira edição do evento exclusivo da DC/Warner: Continuar lendo [O que rolou] DC FanDome

Uma poltrona macia, um balde de pipoca, alguns discos de vinil, umas revistas da Marvel e um encontro com Tarantino… De tudo um pouco ou nada disso