[Catálogo: Clássicos] Star Wars: Episódio V – O Império Contra-Ataca

Há muito tempo, em uma galáxia muito distante, O Império Contra-Ataca foi um dos filmes que derrubou o paradigma de que sequências são inferiores aos longas originais…

Com seu universo previamente introduzido e o conflito devidamente estabelecido no primeiro filme da saga, seu criador, George Lucas, teve mais possibilidades de desenvolvimento de sua história no grande ecrã. O longa original já tinha o mérito de não cair na cilada da exposição em demasia e, diferentemente dos tempos atuais, naquela época ainda não existia o conceito abusivo de franquias e as produções cinematográficas – mesmo sendo parte de uma saga, como é o caso – se fechavam melhor em si mesmas, com textos mais redondos e sem pesar a mão no caráter episódico. Dessa forma, Lucas apostou em uma história com início, meio e fim, contando com a adição de novos personagens e investindo na expansão de sua mitologia nas telas. Mesmo assim, não dispensou o recurso do cliffhanger, garantindo ganchos suficientes para uma continuação. Continuar lendo [Catálogo: Clássicos] Star Wars: Episódio V – O Império Contra-Ataca

Indicados ao Emmy Awards 2021

Os indicados à 73ª edição do Emmy Awards – prêmio entregue pela Academia de Artes & Ciências Televisivas – foram anunciados nesta terça-feira em uma live apresentada por Ron Cephas Jones (This Is Us) e sua filha, Jasmine Cephas Jones (Hamilton), trazendo nomeações históricas e algumas surpresas. Você pode conferir a live na íntegra logo abaixo:

A indicação de Mj Rodriguez por seu papel como Blanca Rodriguez-Evangelista em Pose da Netflix é pioneira, pois é a primeira vez que uma mulher trans é indicada na categoria de atriz principal, enquanto Rosie Perez é apenas a terceira atriz latina a receber uma indicação na categoria de atriz coadjuvante de comédia por seu papel em The Flight Attendant da HBO Max. Por sua vez, Bowen Yang tornou-se o primeiro homem sino-americano a ser nomeado a uma categoria de ator coadjuvante.

A organização do prêmio mais prestigioso da televisão também mudou um pouco sua estrutura, agrupando as indicações por propriedade corporativa, com a Disney liderando a lista com um total de 146 nomeações totais para suas diversas plataformas. Outro conglomerado que se destacou foi a WarnerMedia, que figura logo atrás da Disney, com 138 indicações – graças ao serviço de streaming unificado que engloba a HBO powerhouse e a HBO Max, que levou a Netflix a pegar um modesto terceiro lugar, com 130 nomeações no total.

The Crown da Netflix e Mandalorian angariaram 24 indicações cada e são as séries que dominam as categorias do Emmy Awards 2021. WandaVision, também da Disney, recebeu igualmente um número expressivo de indicações, 23 no total. The Handmaid’s Tale (O Conto da Aia) da Hulu teve 21 nomeações e o hit da Netflix, O Gambito da Rainha, 18.

Dentre as várias surpresas de um ano bem pop de indicações ao Emmy, está The Boys da Amazon Prime Video, que disputa cinco categorias, entre elas a de Melhor Série de Drama, na qual concorre com outras produções que também surpreenderam ao figurar na lista, como Bridgerton e Mandalorian. Para completar, Don Cheadle aparece indicado como Melhor Ator Convidado em Série de Drama por Falcão e o Soldado Invernal e Regé-Jean Page disputa o prêmio de Melhor Ator em Série Dramática por Bridgerton.

A cerimônia de entrega dos prêmios Emmy será realizada em 19 de setembro e terá transmissão simultânea pela CBS e pela plataforma de streaming Paramount+. O evento será realizado de maneira presencial, com um número restrito de convidados, e contará com o ator e comediante Cedric the Entertainer como mestre de cerimônias. No Brasil, a premiação será exibida pela TNT.

Confira os principais indicados ao Emmy Awards 2021: Continuar lendo Indicados ao Emmy Awards 2021

Viúva Negra

Previsto para estrear originalmente em abril de 2020 nas salas de cinema, Viúva Negra sofreu adiamentos devido à pandemia de Covid-19 que obrigou os multiplex e vários outros estabelecimentos a fecharem as portas temporariamente a fim de evitar aglomerações e, portanto, preservar a saúde e segurança da população. A ansiedade resultante dos constantes reagendamentos da estreia fez com que as expectativas dos fãs com relação ao longa se tornassem cada vez mais altas, já que eles mal podiam esperar para conferir a integrante original dos Vingadores ganhar o tão merecido protagonismo. Todas essas situações de adiamento e espera poderiam ser fatores prejudiciais para seu desempenho nas telas (o longa poderia não corresponder às expectativas depositadas pelos fãs), mas ainda havia outro complicador: o timing de lançamento dentro da cronologia do MCU, independente de pandemia, parecia inadequado após o desfecho trágico de Natasha Romanoff em Vingadores: Ultimato.

Entretanto, esse ainda se tratava de um aspecto contornável, bastava que os produtores e roteiristas tivessem acertado na tônica e abordagem assumidas pela produção. Viúva Negra seria um tributo à heroína abatida, com um provável sabor agridoce de encerramento do arco da vingadora; ou exploraria sua origem e legado de modo a dar continuidade com outra personagem assumindo seu posto, considerando que Natasha foi uma das várias meninas treinadas na Sala Vermelha no Programa Operação Viúva Negra? As perguntas são devidamente respondidas no filme que segue, sabiamente, pelos dois caminhos. Continuar lendo Viúva Negra

[Catálogo: Clássicos] Star Wars: Episódio IV – Uma Nova Esperança

“Ajude-me Obi-Wan Kenobi, você é minha única esperança”.

A partir de um argumento audacioso, George Lucas redefiniu os rumos do cinema de entretenimento, criando um dos primeiros blockbusters da história da sétima arte (o termo foi primeiramente atribuído a Tubarão de Steven Spielberg, em 1975) e inaugurando uma franquia rentável que se alastrou pela televisão, literatura, histórias em quadrinhos, videogame, imprimindo sua marca em todas as mídias possíveis e tornando-se um produto emblemático da cultura pop.

Hoje, o longa inaugural da saga, lançado em 1977, funciona mais como uma curiosidade. Mas é possível, ao revisitá-lo, identificar e compreender os motivos que fizeram de Star Wars o fenômeno que é hoje, o porquê de ter encantado tantos espectadores que saíram maravilhados das salas de cinema no ano de seu lançamento e a razão pela qual a obra é objeto de culto até o presente momento, recusando-se a desocupar sua posição do panteão dos deuses da cultura pop, atravessando gerações a conquistar novas levas de fãs, enquanto os antigos permanecem cativos, saindo em defesa da obra sempre que possível e necessário. 

Assistir ao primeiro episódio que foi exibido nos cinemas, procurando manter o olhar daqueles tempos, nos leva a perceber que o filme, hoje conhecido pelo subtítulo Uma Nova Esperança, é um espetáculo grandioso, uma obra inovadora em todos os sentidos e que, por trás da ambição do conceito e do visual, existe a humanidade e o carisma dos personagens. Um produto de ficção científica que divaga sobre política e fé; um filme de ação sobre o valor da lealdade e da família, repleto de criaturas robóticas providas de emoção e sentimento. Não é um filme que destaca simplesmente os efeitos visuais e a beleza plástica exuberante de seus cenários. Uma Nova Esperança é uma soap opera espacial no melhor sentido que o termo poderia ser empregado. Continuar lendo [Catálogo: Clássicos] Star Wars: Episódio IV – Uma Nova Esperança

Uma Década de Bloggallerya!

Em uma terra sem lei chamada internet, onde nada é feito para durar, quero vos comunicar que o Bloggallerya está há dez anos no ar!

Em termos de webverse, nós já somos idosos. Considerados até ultrapassados. Diante de gerações que consomem muito mais conteúdos audiovisuais – canais do youtube, podcasts e lives no instagram – nós continuamos por aqui, compartilhando nossas opiniões por escrito.

Particularmente, eu me expresso muito melhor por escrito do que verbalmente. E é com enorme alegria e satisfação que percebo que ainda existe espaço para a palavra escrita em uma era tão dominada pelo audiovisual. E como eu sei disso? Porque temos uma base pequena, mas fiel de leitores que nos acompanham por aqui. Que aguardam ansiosamente pelos posts de lançamentos de livros e quadrinhos, que curtem nossos artigos altamente nostálgicos sobre desenhos animados que ninguém mais lembra, discos clássicos, covers de sucesso, tokusatsus memoráveis e videoclipes que marcaram época. E que também gostam das nossas publicações mais factuais sobre premiações, eventos, além de nossas resenhas de filmes, livros, HQs e séries.

Textos sempre elaborados com muito carinho e dedicação, pois são frutos de extensa pesquisa. Como venho dizendo há anos, nos preocupamos muito mais com qualidade do que quantidade. Por isso sempre temos muito cuidado com os materiais que separamos, informações que colhemos, visando construir textos não apenas bons, mas acurados.

Queremos agradecer imensamente por todos os acessos, visitas, curtidas, compartilhamentos… Agradecer à equipe, aos colaboradores, leitores, todos os outros blogs da comunidade wordpress que nos seguem e acompanham (e que somam mais de duzentos!) e, por fim, pelo carinho, respeito e amizade.

Garanto que é mútuo 😉

Parece que foi ontem, mas foi em julho de 2011 que embarcamos pela primeira vez no Expresso Hogwarts e começamos a escrever a história do Bloggallerya nas páginas da internet.

Feliz dez anos e muito obrigada!

Nas Prateleiras: Lançamentos de Livros – Julho (2021)

O site completa uma década de existência e uma das nossas colunas mais amadas, Lançamentos de Livros, continua te trazendo ótimas dicas de futuras aquisições literárias para vocês!

Sucesso da Netflix, a série Lupin é adaptada dos livros originais do autor francês Maurice Leblanc. Aproveitando o embalo, a editora Clássicos Zahar lança uma edição de bolso de luxo do terceiro (e considerado o melhor) volume da aclamada série literária, intitulado A Agulha Oca. E ainda falando sobre o famoso ladrão de casaca, a Principis traz o primeiro volume de um box Arsène Lupin, contendo sete livros.

Outra série literária de sucesso que originou uma produção Netflix é a épica Crônicas Saxônicas de Bernard Cornwell e, em julho, a Record publica O Senhor da Guerra, 13º e último volume da saga que inspirou a série The Last Kingdom. A mesma editora ainda traz o volume 3 de Podres de Ricos, assinado por Kevin Kwan e que ganhou o título autoexplicativo Problemas de Gente Rica. Como uma coisa leva à outra, pela Todavia, sai Só Nós: Uma Conversa Americana de Claudia Rankine, uma reunião de ensaios, poemas e imagens que discutem e enfatizam o tão refutado por alguns, mas tão presente em nosso cotidiano, “privilégio branco”.

A escritora húngara Magda Szabó é publicada pela primeira vez no Brasil pela Intrínseca e o romance escolhido para seu début por estas bandas trata-se o impactante A Porta. A Jangada apresenta uma compilação de contos de terror assinados apenas por mulheres – o livro, que ganhou o extenso título Mais Mortais Que os Homens: Obras-Primas do Terror de Grandes Escritoras do Século XIX, organizado por Graeme Davis, traz escritoras que se destacaram no gênero e outras pouco conhecidas e divulgadas na atualidade, para que o jovem público leitor possa ter acesso e, enfim, tomar conhecimento da obra desses importantes nomes da literatura.

O premiado Felix Para Sempre de Kacen Callender e Vic Vieira sai por aqui pela Companhia Editora Nacional. E a Universo dos Livros lança o novo trabalho da autora do best-seller Estilhaça-me, Tahereh Mafi: Oceano Entre Nós.

Logo abaixo, estão elencados os principais lançamentos literários de julho, suas respectivas capas e sinopses. Os títulos sucedidos por um asterisco * são aqueles que irão integrar a biblioteca do Bloggallerya.

Boa leitura!

Continuar lendo Nas Prateleiras: Lançamentos de Livros – Julho (2021)

Cinema, quadrinhos, séries de TV, música, animações, web e muita nostalgia!