Arquivo da categoria: Televisão

Vencedores do SAG Awards – 2013

No último domingo, 27, o O Sindicato de Atores de Hollywood entregou o Screen Actors Guild Awards. A premiação é um eficaz termômetro do Oscar, uma vez que vários de seus membros votam em diversas categorias do prêmio da Academia. Abaixo você confere a lista de vencedores.

Jennifer Lawrence ganhou o prêmio de Melhor Atriz Protagonista por sua performance em O Lado Bom da Vida

Melhor elenco
Argo

Melhor ator protagonista
Daniel Day-Lewis – Lincoln

Melhor atriz protagonista
Jennifer Lawrence – O Lado Bom da Vida

Melhor ator coadjuvante
Tommy Lee Jones – Lincoln

Melhor atriz coadjuvante
Anne Hathaway – Os Miseráveis

Melhor time de dublês em filme
007 – Operação Skyfall

A britânica Downton Abbey ganhou o prêmio de Melhor Elenco em Série Dramática

Melhor elenco em série dramática
Downton Abbey

Melhor ator em série dramática
Bryan Cranston – Breaking Bad

Melhor atriz em série dramática
Claire Danes – Homeland

Melhor elenco em série cômica
Modern Family

Melhor ator em série cômica
Alec Baldwin – 30 Rock

Melhor atriz em série cômica
Tina Fey – 30 Rock

Melhor ator em minissérie ou telefilme
Kevin Costner – Hatfields & McCoys

Melhor atriz em minissérie ou telefilme
Julianne Moore – Game Change – Virada no Jogo

Melhor time de dublês em série de TV
Game of Thrones

Andrizy Bento

Vencedores do Globo de Ouro – 2013

Argo, do ator-diretor Ben Affleck, foi o favorito da noite.

Ontem, 13 de janeiro, ocorreu a cerimônia de entrega do Globo de Ouro. A 70ª edição do prêmio foi apresentada pela impagável dupla Tina Fey e Amy Poehler no Beverly Hilton Hotel em Los Angeles. Os filmes Argo, Os Miseráveis e a série de TV Homeland, foram os grandes vitoriosos da noite. Outros destaques foram Django Livre, último trabalho do cineasta Quentin Tarantino, e a série Girls da HBO que, em seu primeiro Globo de Ouro, já abocanhou dois prêmios. E Robert Downey Jr., com seu charme e autoconfiança de sempre, entregou o prêmio Cecil B. DeMille para Jodie Foster pelos 47 anos de carreira da atriz. Mais abaixo, você confere a lista dos vencedores.

A série cômica Girls da HBO foi um dos destaques da noite

Melhor Filme – Drama
Argo

Melhor Filme – Comédia ou Musical
Os Miseráveis

Melhor Diretor
Ben Affleck (Argo)

Melhor Roteiro
Django Livre

Melhor Ator – Drama
Daniel Day-Lewis (Lincoln)

Melhor Atriz – Drama
Jessica Chastain (A Hora Mais Escura)

Melhor Ator – Comédia ou Musical
Hugh Jackman (Os Miseráveis)

Melhor Atriz – Comédia ou Musical
Jennifer Lawrence (O Lado Bom da Vida)

Melhor Atriz Coadjuvante
Anne Hathaway (Os Miseráveis)

Melhor Ator Coadjuvante
Christoph Waltz (Django Livre)

Melhor Filme Animado
Valente

Melhor Filme em Língua Estrangeira
Amour

Melhor canção original
“Skyfall”, de Adele – 007 – Operação Skyfall

Melhor Trilha Sonora
A Vida de Pi (Michael Danna)

Melhor Série Dramática
Homeland

Melhor Série de Comédia ou Musical
Girls

Melhor Ator – Série Dramática
Damian Lewis (Homeland)

Melhor Atriz – Série Dramática
Claire Danes (Homeland)

Melhor ator – Série Comédia ou Musical
Don Cheadle (House of Lies)

Melhor atriz – Série Comédia ou Musical
Lena Dunham (Girls)

Melhor minissérie ou filme para TV
Game Change

Melhor ator em minissérie ou filme para TV
Kevin Costner (Hatfields and McCoys)

Melhor atriz em minissérie ou filme para TV
Julianne Moore (Game Change)

Melhor ator coadjuvante em seriado, minissérie ou filme para TV
Ed Harris (Game Change)

Melhor atriz coadjuvante em seriado, minissérie ou filme para TV
Maggie Smith (Downton Abbey)

Andrizy Bento

Apostas Para o Globo de Ouro

Homeland lidera o número de indicações aos prêmios televisivos do Globo de Ouro

Diferentemente dos prêmios de cinema, os prêmios de TV são imprevisíveis. Alguns podem afirmar: mas Mad Men não ganha todos os anos? onde está a imprevisibilidade disso? Os prêmios de TV pecam muitas vezes pela ausência de alguns nomes ou pela insistência na não-premiação de outros.

E o primeiro grande prêmio a ser distribuído para o mundo televisivo é o Globo de Ouro. O “GG” tem um histórico de costumar apontar os vencedores do Oscar e, por isso, os prêmios de TV são sempre deixados em segundo plano.

E tem outro adendo que dificulta o Globo de Ouro, a mistura em suas categorias. Nunca vou entender o prêmio distribuído para Musical e Comédia. Faltou Community na lista de indicados. Por termos o nome “musical” na categoria, jogaram Smash dentre os indicados. Alguém me explica como uma série que é essencialmente dramática concorre com Girls que foi a melhor coisa em comédia que aconteceu na temporada passada?

Queria que desse Girls, mas com certeza Modern Family deve levar.

Já na categoria Drama estamos cercados de diferentes estilos. Sentimos a falta de Mad Men, talvez de Game of Trones. Mas mesmo assim, o prêmio está cercado de belas apostas. Discordo da colocação de Downton Abbey como Série de Drama. Explico, o seu número ínfimo de episódios a colocaria na categoria Minissérie. E o pior, tem uma categoria Minissérie na premiação e Downton Abbey participou em outros anos concorrendo justamente nesta categoria. Coisas que você nunca vai entender.

A aposta para a categoria Série de Drama é a badalada Homeland.  Não que Homeland não mereça. Mas, com justiça, o prêmio deveria ir para Breaking Bad.

Na já mencionada categoria Minissérie, admito que vi pouca coisa. Sabe-se que The Girl é favorita. Mas acredito que a sanguinária Hatfields & McCoys leve.

Alguém me explica como um ator é nomeado à categoria Melhor Ator  de Drama e seu show não? Jonh Hamm concorre por Mad Men, mas como o Globo de Ouro é imprevisível, todos esperam que o premio vá para Brian Cranston (Breaking Bad) ou Damien Lewis por Homeland. Tenho quase certeza que vai dar Hamm.

Breaking Bad concorre em Melhor Série Dramática

Na categoria Atriz de Drama temos excelentes nomes, mas esse ano acho que sem duvida alguma vai pra Claire Danes por Homeland. Faço uma menção honrosa à Glenn Close por Damages.

Na categoria Ator de Comédia só nomes de peso. Óbvio que algumas estão lá pelo seu passado ou pela falta de critério da lista. Cito Matt Le Blanc [eterno de Joey de Friends]. Por que Don Cheadle na lista e ninguém de Community ou Modern Family e óbvio Parks and Recreation? Mas temos o sensacional Jim Parsons de The Big Bang Theory e Alec Baldwin de 30 Rock. Na minha opinião, o prêmio vai para Louis C.K. e seu Louie.

Melhor Atriz em Série Cômica é outra categoria recheada de grandes nomes. Tyna Fey fora de série como sempre. Mas minha aposta é Amy Poehlr por Parks and Recreation.

Parece óbvio que o prêmio Melhor Ator em Minissérie já tem dono: Benedict Cumberbatch por seu Sherlock. Mas minha aposta é Kevin Costner por Hatfields & MacCoys.

Já na categoria Melhor Atriz de Minissérie ou Filme para TV, acredito que o prêmio esta polarizado entre Jessica Lange e Nicole Kidman. Aposto todas as minhas fichas em Kidman.

E, para encerrar as loucuras do Golden Globes, como premiar atores coadjuvantes de comédias e dramas em uma mesma categoria? Como assim? Os tempos de um e outro são distintos. Na minha opinião é a categoria mais injusta. E mais difícil de opinar. E na categoria de atriz coadjuvante, me colocaram Hayden Panettiere concorrendo com Maggie Smith! dá pra entender? Minha aposta é Maggie por Downton e na categoria de Ator Coadjuvante, Mandy Patinkin por Homeland.

Até a próxima.

Confira a lista completa de indicados ao Globo de Ouro (Televisão)

Gaby Matos

Arrow

Admito toda vez que a CW anuncia uma estreia, fico com um pé atrás. O surgimento da CW significou o fim de duas séries amadas por mim: Veronica Mars e Gilmore Girls. Tirando esse preconceito horroroso [admito] e como uma seriadora que não resiste a um bom piloto, fui de peito aberto assistir Arrow.

Muitos indagariam: um seriado de super herói produzido pela CW? Eles não sabem dar um fim à coisa, vide Smalville e suas dez temporadas. Mas o herói em questão o Arqueiro Verde. Tem um apelo legal. O Arqueiro já vem de uma participação de destaque em Smalville. Então por que não recontar a historia de Oliver Queen?

Oliver Queen é um personagem que se aventura pelos quadrinhos desde os anos 40. Não teve uma carreira das mais brilhantes por vinte e cinco anos, mas no final dos anos 60, ele assumiu um lado Robin Hood e sendo companheiro do Lanterna Verde nesses tempos. Também foi membro da Liga da Justiça original, dos Caçadores e dos Sete Soldados da Vitória.

Na carreira em quadrinhos, também temos uma participação do Arqueiro no Cavaleiro das Trevas de Frank Miller. Ele é amigo do Batman, e tem seu braço amputado pelo seus inimigos [vide lei anti-justiçeiro].

Com todo esse passado glamouroso por que não dar uma chance a Arrow? Dei e não me arrependi. A serie é bem amarrada e suas tramas – principal e paralelas – estão seguindo uma lógica surpreendente. Não há, até agora, pontas soltas e estamos vendo os quadrinhos se desenharem na tela diante de nossos olhos.

Obviamente, a historia foi modernizada, aspectos do mundo atual foram abordados. A questão primordial nos anos setenta  de tirar dos ricos para dar aos pobres foi trocada por vingança.

O grande objetivo de Ollie é devolver à cidade, a paz que os poderosos tomaram de Starling City.

P.S. São deliciosas as citações que eles fazem a passagens só vistas nos quadrinhos, bem como o enquadramento dos maiores vilões das HQs. Além de Death Stroke surgindo no quinto episodio. Será que teremos Canario Negro? [Admito que talvez seja o meu coração shipper falando]. Assistam Arrow que vale a pena.

P.S. 2 Elementary será exibido após o Super Bowl… Quando eu falo que eu não entendo os americanos…

Gaby Matos

Indicados ao Globo de Ouro (Televisão)

Bem, chegamos à temporada de prêmios e com eles a famigerada lista de indicados. Alguns podem questionar por que famigerada? Simples: O dia em que uma lista contentar  cem por cento da classe interessada, realmente uma profecia apocalíptica das inúmeras que já tivemos  ira se cumprir.

Eis a lista.

Dia 13 de dezembro foi divulgada a lista dos indicados ao 70ª edição do Golden Globe Awards. Entre as séries Homeland segue com a maior quantidade de indicações, seguido de perto por Modern Family. As surpresas ficaram por conta das indicações de Nashville e da ausência de Mad Men na categoria de melhor série drama. Confira a lista das categorias de televisão na sequência.

Melhor Série Drama
Breaking Bad
Boardwalk Empire
Downton Abbey
Homeland
The Newsroom

Melhor Ator Drama
Steve Buscemi, Boardwalk Empire
Bryan Cranston, Breaking Bad
Jeff Daniels, The Newsroom
Jon Hamm, Mad Men
Damian Lewis, Homeland

Melhor Atriz Drama
Connie Britton, Nashville
Glenn Close, Damages
Claire Danes, Homeland
Michelle Dockery, Downton Abbey
Julianna Margulies, The Good Wife

Melhor Série Comédia ou Musical
The Big Bang Theory
Episodes
Girls
Modern Family
Smash

Melhor Ator Comédia ou Musical
Alec Baldwin, 30 Rock
Don Cheadle, House of Lies
Louis C.K., Louie
Matt LeBlanc, Episodes
Jim Parsons, The Big Bang Theory

Melhor Atriz Comédia ou Musical
Tina Fey, 30 Rock
Zooey Deschanel, New Girl
Lena Dunham, Girls
Julia Louis-Dreyfus, Veep
Amy Poehler, Parks and Recreation

Melhor Ator Coadjuvante
Max Greenfield, New Girl
Ed Harris, Game Change
Danny Huston, Magic City
Mandy Patinkin, Homeland
Eric Stonestreet, Modern Family

Melhor Atriz Coadjuvante
Hayden Panettiere, Nashville
Archie Panjabi, The Good Wife
Sarah Paulson, Game Change
Maggie Smith, Downton Abbey
Sofia Vergara, Modern Family

Melhor Minissérie ou Telefilme
Game Change
The Girl
Hatfields & McCoys
The Hour
Political Animals

Melhor Ator Minissérie ou Telefilme
Kevin Costner, Hatfields & McCoys
Benedict Cumberbatch, Sherlock
Woody Harrelson, Game Change
Toby Jones, The Girl
Clive Owen, Hemingway & Gellhorn

Melhor Atriz Minissérie ou Telefilme
Nicole Kidman, Hemingway & Gellhorn
Jessica Lange, American Horror Story: Asylum
Sienna Miller, The Girl
Julianne Moore, Game Change
Sigourney Weaver, Political Animals

Homeland tem o maior número de indicações

A cerimônia acontece no dia 13 de janeiro e será transmitida pela NBC, apresentada por Tina Fey (30 Rock) e Amy Poehler (Parks and Recreation).
Na verdade a lista não tem grandes surpresas. Talvez algumas pontuais como entrada de The Newsroom e a não indicação da aclamada Mad Men. Alguns vão dizer que Mad Men já ganhou prêmios demais. Mas Newsroom ainda não merecia uma indicação [Eu adoro. Mas eu sei que não merecia].

Homeland  pode liderar no número de indicações, mas sejamos realistas, o segundo ano da serie não chega nem próximo do que foi o ano de estreia. Mas dizer que Claire Danes e Damien Lewis continuam excepcionais é chover no molhado. Entretanto, meu coração seriemaniaco queria que nossa querida Gleen Close tivesse o seu brilhantismo em Damages premiado. Bem como o excepcional Brian Cranston por Breaking Bad.

Causou-me estranheza a indicação de Nashville. Botemos na  conta das surpresas. Ai alguns vão perguntar: e as suas apostas quais são? E eu responderia que, ao contrário do Oscar e outras premiações de cinema, as premiações de TV sempre tem alguma surpresa.

E prometo que farei um post sobre as apostas.  Já que o mundo não acabou.

Gaby Matos

Fall Season: Retornos e Estreias

Todo seriemaniaco que se preze tem uma época do ano preferida. Setembro. Chegamos a ter delírios nos últimos dias de agosto. Para alguns é mais fácil o Natal chegar do que setembro e junto com ele a fall seasson.

Todos os anos eu faço todas as promessas possíveis e impossíveis sobre a temporada. “Vou largar a metade das series que vejo” [mentira, não consigo largar uma], “não verei um piloto sequer!” [mentira de novo! quem disse que eu resisto a uma novidade?]. A temporada de estreias sempre é cercada de expectativas; A verdade é que, nos últimos tempos, metade dessas expectativas se tornaram decepções retumbantes. Mas sempre há uma estreia que se salva, há sempre uma série veterana que renasce e ascende de novo em você o interesse por aquela história que teve uma finale odiosa e você jurou de pés juntos que nunca mais iria ver um episódio sequer dessa loucura [eu e Grey’s Anatomy].

Nessa temporada nem um piloto me cativou. Ainda. As premieres não foram essas coca-colas todas. Mas com todo o coração de fã , me emocionei com o casamento do primeiro episodio de Dowton Abbey [queria um Matthew pra mim]. Senti uma pontinha de tristeza com o futuro em Fringe. Senti um ódio assassino da Showrunner de Grey’s Anatomy. Será que o excesso de dramas de Grey’s finalmente cansou? Vibrei com o casal mais fofo do momento; será que Castle e Becket vão resistir muito tempo juntos? Somente dois retornos foram impactantes Homeland e Once Upon a time. O segundo episodio de Homeland foi extraordinário. Mas se a maioria dos retornos foram normais, o que dizer das estreias?

Podia desfiar um rosário de lamentações sobre uma das estreias mais esperadas, pelo menos pra mim. Elementary. Mas não irei fazer isso. Só lhes digo uma coisa: Não assistam! Quem tem o Holmes do Moffat na BBC, não merece de forma alguma perder 42 minutos de sua vida pra ver aquilo que ousaram chamar de uma releitura de Sherlock Holmes.

Ainda não vi todos os pilotos que me interessaram em um primeiro momento, talvez eu não os veja. Porque uma excelente tática pra sobreviver na temporada é não ver os pilotos das séries que já foram canceladas. Vide uma que me interessou bastante Made in Jersey. O seu cancelamento chegou antes da exibição do terceiro episodio. Portanto estou salva antes de me apegar e o fantasma do cancelamento aprontar mais uma comigo.

P.S.: Boa temporada para todos.

Gaby Matos