Nas Prateleiras: Lançamentos de Livros – Outubro (2021)

Em outubro, a Companhia das Letras traz duas reedições de livros que, no passado, causaram transformação e alvoroço e que continuam dialogando com a atualidade devido aos temas que abordam: O Carro do Êxito de Oswaldo de Camargo, uma das principais vozes da militância negra brasileira, lançado primeiramente em 1972, ganha uma nova edição contando com as ilustrações de Marcelo D’Salete, o premiado quadrinista de Cumbe. Já Um Homem Só de Christopher Isherwood, foi publicado pela primeira vez em 1964, e retrata o envelhecimento e a solidão de um homem gay.

Falando em novas edições de títulos revolucionários, a Antofagica republica O Processo de Franz Kafka com um diferencial: as ilustrações de Lourenço Mutarelli. E a Darkside traz edições caprichadas, como é a marca da editora, dos clássicos O Retrato de Dorian Gray, único romance de Oscar Wilde, e A Máquina do Tempo de H.G. Wells.

A Record apresenta o box Tons de Magia contendo os três volumes da inventiva série de fantasia assinada por V. E. Schwab, constantemente no topo da lista dos mais vendidos do The New York Times: Um Tom Mais Escuro de Magia, Um Encontro de Sombras e Uma Conjuração de Luz.

No campo dos livros inéditos, a Companhia das Letras ainda lança o novo de Chico Buarque: Anos de Chumbo e Outros Contos. A Arqueiro publica o instigante suspense A Casa das Lembranças Perdidas de Kate Morton. E nestes tempos sombrios, em que se discute a taxação de livros como parte da reforma tributária proposta pelo desgoverno federal, sai, pela Nova Fronteira, Livros Para Todos de Daniel Louzada, uma reflexão sobre mais um dos projetos retrógrados trazidos por essa atual administração.

Abaixo, você confere capas e sinopses dos principais lançamentos literários do mês de outubro. Lembrando que possíveis alterações quanto ao mês de lançamento das obras abaixo são de responsabilidade única e exclusiva das editoras nacionais. Os títulos marcados com um asterisco (*) são aqueles que irão integrar a nossa biblioteca particular do Bloggallerya.

* ALEPH *

Valis *
Philip K. Dick

“Fraudes – as ilusões provocadas pela loucura – abundam e se mascaram como o oposto de um espelho: posam como sanidade. As máscaras, entretanto, vão caindo, e a loucura se revela. É uma coisa feia de se ver.” Horselover Fat é um homem melancólico e obsessivo que acredita ter experimentado uma revelação divina após ser atingido por um raio de luz rosa. Fat acaba se convencendo de que uma entidade superior, que já foi Buda e Jesus, está para nascer a qualquer momento, e não vai descansar enquanto não a encontrar. Publicado em 1981, Valis é uma obra perturbadora, enigmática, genial e cruelmente engraçada. Um dos últimos trabalhos escritos por Philip K. Dick, o livro diz muito sobre o autor e os inquietantes anos finais de sua vida, seus pensamentos e sua visão de mundo. Esta edição, exclusiva em todo o mundo, inclui o quadrinho “A Experiência Religiosa de Philip K. Dick”, criado em 1986 por Robert Crumb. Nele, o cultuado e controverso artista narra a experiência mística vivida por Dick e que deu origem a Valis.

* ANTOFAGICA EDITORA *

O Processo *
Franz Kafka, Lourenço Mutarelli (Ilustrações)

A obra-prima de Franz Kafka em nova edição com ilustrações labirínticas de Lourenço Mutarelli e apresentação de Noemi Jaffe. Josef K. está detido pela justiça – mas não sabe o porquê. Desde a manhã em que os oficiais apareceram em seu apartamento com essa notícia, K. apela a escriturários, advogados, secretárias, funcionários do tribunal e até a artistas para entender o motivo pelo qual está sendo processado. Este romance póstumo de Franz Kafka, publicado pela primeira vez em 1925, é uma sagaz crítica da claustrofóbica burocracia estatal e da falta de autonomia no mundo moderno. A edição da Antofágica tem ilustrações de Lourenço Mutarelli tão misteriosas quanto o processo de Josef K.: elas foram dobradas e recortadas durante a montagem do livro, restando ao leitor investigá-las para unir os fragmentos. Conta também com tradução de Petê Rissatti e, apresentação da premiada escritora Noemi Jaffe. Nos posfácios, Gabriel Alonso Guimarães, (doutor em Literatura Comparada pela UFF), assina um texto de apoio em que esclarece o modo como a edição incorpora os trechos riscados pelo autor. Adilson José Moreira, (doutor em Direito Constitucional pela UFMG,) tece uma análise jurídica do livro, apontando como o racismo estrutural submete pessoas negras no Brasil a processos verdadeiramente kafkianos, e Noemi Moritz Kon, (doutora em Psicologia Social pela USP), investiga a trama do ponto de vista da psicanálise. EXTRA: Ao escanear o QR Code presente na cinta do livro, você tem acesso a duas aulas do pesquisador Tomaz Amorim, uma para antes da leitura e outra para após a leitura.

* ARQUEIRO *

Win
Harlan Coben

Neste suspense inédito de Harlan Coben, o protagonista é o milionário Windsor Horne Lockwood III – ou simplesmente Win, como é chamado pelos (poucos) amigos, entre eles Myron Bolitar. Coben já teve suas obras traduzidas para 45 idiomas, contando mais de 75 milhões de exemplares vendidos. Vários de seus livros foram adaptados para o cinema e para séries de streaming. Em uma cobertura em Nova York, um homem recluso é encontrado morto. Junto ao corpo, há duas peças dignas de nota: uma pintura de Vermeer e uma mala de couro com as iniciais WHL3 gravadas. Levado até o local pelo FBI, Win não faz ideia de como sua mala e o quadro que foi roubado de sua família anos atrás foram parar lá. Mas ele decide que vai descobrir, principalmente depois de saber que o homem assassinado pode estar ligado ao sequestro de sua prima, ocorrido há mais de vinte anos. Na época, ela conseguiu fugir, mas seus captores e os objetos roubados nunca foram encontrados. Dono de uma apurada capacidade de observação, Win tem três coisas a seu favor para desvendar esse mistério: uma ligação pessoal com o caso, uma enorme fortuna e um estilo único de fazer justiça.

A Casa das Lembranças Perdidas *
Kate Morton

Publicados em 42 países e traduzidos para 34 idiomas, os livros de Kate Morton já venderam 11 milhões de exemplares. Grace Bradley foi trabalhar na Mansão Riverton como criada quando era apenas uma menina, antes da Primeira Guerra Mundial. Durante anos, sua vida esteve ligada à família Hartford, mais particularmente às filhas, Hannah e Emmeline. No verão de 1924, em uma festa na casa, um jovem poeta atirou em si mesmo. As únicas testemunhas foram as duas meninas e apenas elas – e Grace – sabem a verdade. Em 1999, Grace tem 98 anos e vive seus últimos dias em uma casa de repouso quando recebe a visita de uma diretora que está fazendo um filme sobre os acontecimentos daquele verão. Ela leva Grace de volta para a Mansão Riverton e desperta suas memórias e seus fantasmas. Há tempos escondidos nos recantos da mente da senhora, eles voltam a assombrá-la. Um terrível segredo ameaça vir à tona, algo que a história apagou, mas que Grace ainda lembra. Com uma trama misteriosa e emocionante, A Casa das Lembranças Perdidas é o retrato fascinante de uma época, uma reflexão sobre a memória e a devastação da guerra. Um romance vívido de suspense e paixão, com personagens e um final que o leitor nunca vai esquecer.

Indomável – Trilogia Damas Rebeldes – Livro 3
Julia Quinn

Indomável nos apresenta a história da irreverente Henry e completa a trilogia Damas Rebeldes, que inaugurou a carreira de Julia Quinn, autora de Os Bridgertons. Os livros de Julia Quinn ultrapassaram a marca de 15 milhões de exemplares vendidos, sendo mais de dois milhões no Brasil. Henrietta Barrett, que atende desde pequena pelo apelido de Henry, nunca seguiu as regras impostas pela sociedade. Prefere calças a vestidos e, em vez de frequentar chás e bailes e fazer aulas de artesanato, administra pessoalmente a propriedade de seu idoso tutor, localizada em um canto remoto da Cornualha. Mas quando seu guardião morre, as terras que Henry tanto adora vão parar nas mãos de um primo distante, um homem que pode ameaçar a vida que está acostumada a levar e também o ganha-pão das pessoas que ela mais ama. William Dunford, o solteiro mais esquivo de Londres, fica surpreso ao saber que herdou uma propriedade, um título… E uma pupila decidida a expulsá-lo o mais rápido possível da Cornualha. Henry está determinada a continuar administrando Stannage Park sem a ajuda do novo lorde, embora o charme que ele exala quase a faça esquecer as próprias convicções. Mas Dunford tem certeza de que pode mudar as coisas para melhor, começando por sua pupila indomável. Só que transformar Henry em uma dama faz com que ela se torne não apenas a queridinha da alta sociedade, mas também uma tentação irresistível para o homem que pensava que nunca seria conquistado…

O Herói Que Faltava
Julia Quinn, Lisa Kleypas, Kinley Macgregor

Uma deliciosa coletânea de contos escrita por três autoras da realeza do romance de época: Julia Quinn, Lisa Kleypas e Kinley MacGregor. Alguns livros são tão especiais que nos brindam com mais de um herói, mas contam a história de apenas um deles. Se você já quis ver seus coadjuvantes preferidos estrelarem a própria aventura, esta coletânea vai realizar os seus desejos. Depois de despertar o ciúme de pretendentes indecisos na trilogia Damas Rebeldes, Ned Blydon reaparece em “Um conto de duas irmãs”, de Julia Quinn, em uma situação nada invejável: fica noivo de uma das irmãs Thorntons, mas está secretamente apaixonado pela outra! Em “Improvável”, de Lisa Kleypas, a sensata Lydia Craven decide se casar por conveniência e não por amor. Só que ainda não conhece a determinação do atencioso médico Jake Linley, que já tinha conquistado muitos corações na série Os Mistérios de Bow Street e não vai medir esforços para ganhar o dela. Após sua aparição em Master of Desire, Simon de Ravenswood ressurge em “Sonho de um cavaleiro de verão”, de Kinley MacGregor, para responder às cartas de lady Kenna em nome de um conde poderoso. Faz isso apenas por educação, mas a dama acaba se apaixonando e precisa escolher entre ele, seu melhor amigo e um voto solene feito há muito tempo.

* AUTÊNTICA*

Arqueologias do Futuro: O Desejo Chamado Utopia e Outras Ficções Científicas
Fredric Jameson

Seria o conceito de utopia ainda relevante em uma era de globalização caracterizada pelas vertiginosas tecnologias do Primeiro Mundo e pela desintegração social do Terceiro? Arqueologias do Futuro, a mais importante obra de Fredric Jameson desde Pós-modernismo: a lógica cultural do capitalismo tardio, investiga o desenvolvimento do modelo utópico a partir de Thomas More e questiona as funções desse modelo em uma era pós-comunista. Nesta obra, a relação entre utopia e ficção científica é explorada através das representações da alteridade – vida alienígena e mundos alienígenas – e do estudo das obras de Philip K. Dick, Ursula Le Guin, William Gibson, Brian Aldiss, Kim Stanley Robinson, entre outros. Jameson conclui esta reunião de ensaios essenciais, que inclui “O desejo chamado Utopia”, com uma análise de argumentos contrastantes sobre a utopia e uma avaliação de seu valor político hoje.

* BIBLIOTECA AZUL *

Ahmed e as Máquinas Esquecidas: Uma Fábula *
Ray Bradbury, Jefferson Costa (Ilustrações)

Mais um dos universos únicos e cheios de significados criados por Ray Bradbury, autor de Fahrenheit 451. Uma história cativante para crianças e jovens – ou para qualquer pessoa que nunca tenha deixado desaparecer a criança interior. Ahmed, filho de Ahmed, está em caravana pelo deserto. Ele cai de seu camelo, e, ao se ver perdido e sozinho, se desespera. Seu lamento é atendido por Gonn, o guardião dos fantasmas dos nomes perdidos, há muito adormecido nas areias daquele misterioso cenário. É com esse curioso auxílio e a dádiva de voar que Ahmed é envolvido em uma aventura que desafia o tempo e o espaço, levando a um aprendizado profundo sobre a vida e o destino. Nesta edição, Ahmed ganha traços oníricos banhados na ancestralidade pelo ilustrador e quadrinista Jefferson Costa, com uma perspectiva brasileira e contemporânea para a obra imortal de Ray Bradbury.

* COMPANHIA DAS LETRAS *

O Carro do Êxito *
Oswaldo de Camargo, Marcelo D’Salete (Ilustrações)

Nova edição da coletânea de contos de um dos mais notáveis militantes do movimento negro brasileiro, com prefácio de Mário Augusto Medeiros da Silva e ilustrações de Marcelo D’Salete. Publicado pela primeira vez em 1972, O Carro do Êxito é o único livro de contos de Oswaldo de Camargo, um dos mais notáveis intelectuais negros do século XX. A obra apresenta uma perspectiva pouco usual na literatura brasileira: personagens negros não apenas na luta, mas no triunfo. O título ― alusão ao poema de Mário de Andrade, “O carro da miséria” ― é uma prévia de histórias que retratam o negro descobrindo que “é possível ser na vida, apesar dela”, como afirma o sociólogo Mário Augusto Medeiros da Silva no prefácio desta edição. As catorze narrativas reunidas neste volume, que conta com ilustrações de Marcelo D’Salete, mesclam a ficção e as experiências do escritor, tendo como pano de fundo a vida urbana em São Paulo. O leitor é levado por Camargo ― e Lírio da Conceição, um dos personagens que perpassam a coletânea ― a um orgulhoso passeio pelas redações da chamada Imprensa Negra, pelos eventos da Associação Cultural do Negro e por diálogos essenciais sobre raça e identidade. Esta nova edição recupera o trabalho de Oswaldo de Camargo iniciado nos anos 1970, com questões incontornáveis como negritude, militância e representação, e prova que O carro do êxito é fundamental não apenas para o debate e a luta antirracistas, mas para a literatura brasileira como um todo.

A Pediatra
Andréa Del Fuego

Com humor mordaz, o novo romance de Andréa del Fuego apresenta a história de uma personagem muito peculiar: Cecília, uma pediatra nada afeita a crianças. Cecília é o oposto do que se imagina de uma pediatra ― uma mulher sem espírito maternal, pouco apreço por crianças e zero paciência para os pais e mães que as acompanham. Porém, a medicina era um caminho natural para ela, que seguiu os passos do pai. Apesar de sua frieza com os pacientes, ela tem um consultório bem-sucedido, mas aos poucos se vê perdendo lugar para um pediatra humanista, que trabalha com doulas, parteiras e acompanha até partos domiciliares. Mesmo a obstetra cesarista com quem Cecília sempre colaborou agora parece preferi-lo. Ela fará, então, um mergulho investigativo na vida das mulheres que seguem o caminho do parto natural e da medicina alternativa, práticas que despreza profundamente. Em paralelo, vive uma relação com um homem casado, de cujo filho ela acompanhou o nascimento como neonatologista. E é esse menino que irá despertar sentimentos nunca antes experimentados pela pediatra.

Ficção 2006-2014: Bonsai, A Vida Privada das Árvores, Formas de Voltar Para Casa, Meus Documentos, Múltipla Escolha e Contos Dispersos
Alejandro Zambra

Em um único volume, toda ficção escrita pelo autor chileno, desde sua estreia com o aclamado Bonsai até o inclassificável Múltipla Escolha. Alejandro Zambra é sem dúvida uma das principais vozes da literatura mundial hoje. Neste volume, estão reunidos todos os seus livros e a publicação ainda traz nove histórias dispersas, publicadas em revistas, jornais e antologias. O que há em comum aqui é o tom, cristalino, delicado, com que Zambra conduz suas tramas.

Um Homem Só
Christopher Isherwood

Clássico absoluto da literatura moderna, Um Homem Só é um livro brutal que aborda o envelhecimento e a solidão de um homem gay com uma crueza lírica e necessária. Entre marés de tristeza e raiva, George, um professor inglês de meia-idade, tenta se adaptar à rotina na ensolarada Califórnia dos anos 1960 após a morte trágica de seu jovem parceiro. Por trás de seu jeito reservado, existe um homem que observa a vida com olhos desejosos. Os corpos masculinos o atraem; a beleza acalenta seu coração dilacerado. Contudo, a sociedade repressora da época inibe a realização de seus sonhos. Ao ser publicado pela primeira vez em 1964, Um Homem Só chocou muitos leitores com seu retrato franco de um homem gay na maturidade. Considerado hoje um clássico moderno, este livro é uma narrativa comovente sobre amor e solidão. Esta edição conta com posfácio de João Silvério Trevisan.

Anos de Chumbo e Outros Contos
Chico Buarque

A estreia na forma breve do autor de incontornáveis romances como Budapeste, Leite Derramado e Essa Gente. Uma jovem e seu tio. Um grande artista sabotado. Um desatino familiar. Uma moradora de rua solitária. Um passeio por Copacabana. Um fã fervoroso de Clarice Lispector. Um casal em sua primeira viagem. Um lar em guerra. Imersos na elogiada atmosfera da ficção de Chico Buarque, caracterizada pela agudeza da observação e a oposição frequente entre o poético e o cômico, os oito contos que formam este volume conduzem o leitor pela sordidez e o patético da condição humana. Com alusões ocasionais à barbárie do presente, o autor ergue um labirinto de surpresas, em que o sexo, a perversidade, o desalento e o delírio são elementos constitutivos da trama. Em Anos de Chumbo, Chico Buarque põe seu conhecido domínio da linguagem a serviço da concisão da forma. O resultado é arrebatador.

Uma Separação *
Katie Kitamura

Um suspense que tem início com o fim de um casamento. Uma narradora que observa tudo e todos com uma frieza incomum. Uma paisagem árida, um hotel de luxo vazio e um desaparecimento. Quando seu casamento chega ao fim, Christopher pede à ex-mulher que a separação fique em segredo. A parte jurídica pode ser resolvida depois, mas, por ora, ele deseja que o fim seja mantido apenas entre os dois. Enquanto procura compreender como organizar a vida dali em diante, a protagonista recebe um telefonema aflito da sogra, Isabella, à procura do filho. Nenhuma das duas sabe o paradeiro de Christopher, até que Isabella descobre que ele está numa remota ilha grega e compra uma passagem para a nora ir buscá-lo no dia seguinte. Determinada a não deixar escapar nenhuma pista sobre o término de seu relacionamento, a narradora embarca em uma jornada à procura de alguém que ela mesma não sabe se faz questão de encontrar. Em um hotel grande e luxuoso ― porém vazio, em baixa temporada ―, ela será apresentada a uma paisagem desoladora: a área tem sofrido queimadas nas últimas semanas e há fogo e cinzas por todos os lados. Com estilo árido, austero e preciso, que já foi comparado ao de nomes como Ernest Hemingway, Nadine Gordimer, Elena Ferrante e J. M. Coetzee, Katie Kitamura surpreende o leitor neste thriller psicológico que acompanha os pensamentos de uma mulher em um momento de profunda solidão. A contenção, a racionalidade e a obsessão com que a protagonista observa a si mesma e aos outros, sem espaço para sentimentalismo, são as marcas deste romance eletrizante, que entrelaça intimidade, silêncio e mistérios.

* DARKSIDE*

O Retrato de Dorian Gray *
Oscar Wilde

Londres, 1890. Entre médicos e monstros, assassinatos e mistérios, uma história sobre imortalidade, beleza e criminalidade é criada por uma das mentes mais indomáveis da história da literatura. O Retrato de Dorian Gray, a história da pintura maldita que se degrada com a passagem das décadas, deixando o seu modelo intocado pelo tempo, finalmente adentra a galeria da DarkSide® Books em uma edição feita para agraciar admiradores e arrebatar novos leitores. Único romance de Oscar Wilde, O Retrato de Dorian Gray combina o apuro literário e estético de seu autor com uma trama sombria, pontuada por paixões, crimes e a brilhante e sarcástica verve wildeana. Publicado em 1890 na revista norte-americana Lippincott’s, o romance foi relançado em livro um ano depois em uma edição que censurou diversos trechos da obra. Dorian Gray primeiramente ofendeu uma geração vitoriana que encontrou na relação entre os amigos Dorian, o jovem retratado, Basil, o pintor apaixonado, e Henry, o lorde cínico, “o amor que não ousava dizer o seu nome”. Depois, fascinou leitores, críticos e artistas, que viram no enredo que remete ao mito de Fausto o Evangelho de um decadentismo que acredita em uma vida de arte, prazer e fascínio sensorial. Tudo isso em meio a um fim de século no qual a convenção e a moralidade corroíam qualquer prazer que a existência humana poderia desfrutar. Organizada por Enéias Tavares ― que além de autor da casa, é professor e pesquisador ― a edição especial da DarkSide® Books vem repleta de conteúdos exclusivos. Paulo Cecconi assina a nova tradução, que teve como base a edição original publicada na revista Lippincott’s e sem censura. O pesquisador Luiz Gasparelli Jr., especialista em Wilde, contribui com notas que aprofundam a experiência de leitura, repletas de dados biográficos, referências culturais e apontamentos sobre o processo criativo de seu autor. A edição da Caveira traz ainda o dossiê “Retratos de Oscar Wilde”, com registros fotográficos do autor, as duras resenhas que o romance recebeu, o apimentado debate entre os críticos e o próprio Wilde e um texto de Gasparelli sobre os julgamentos que levaram Wilde à prisão em 1895. A edição inclui ainda seu ensaio “Caneta, Tinta e Veneno” e uma seleção de poemas compilada e traduzida por Tavares, além das ilustrações originais do pintor e impressor Henry Keen, produzidas em 1925 para a edição norte-americana deste clássico. O Retrato de Dorian Gray é um romance sobre a destruição da vida através da perfeição da arte, dos preços que pagamos pelos crimes deixados em segredo, das paixões nominadas e inomináveis que transformam quem somos naquilo que deveríamos ser, não pelos outros e sim por nós mesmos. Com seu romance, Oscar Wilde pede que reinventemos a nós mesmos pela arte, a beleza e a paixão, justamente o que a sociedade e a moralidade desaconselham. Assim como Dorian, você também colocaria a arte, o prazer e o desejo acima de todas as coisas?

A Máquina do Tempo: First Edition *
H.G. Wells

No final do século XIX, H.G. Wells imaginou uma fabulosa máquina capaz de transportar seus viajantes pelo tempo, permitindo viajar tanto para o passado como para o futuro. A DarkSide® Books convida seus leitores a embarcar nessa jornada fantástica, que influenciou toda a ficção científica do século XX. Na Inglaterra vitoriana, um cientista desenvolve um aparato capaz de se deslocar no tempo. Assim, o “Viajante do tempo” avança a centenas de milhares de anos no futuro e passa a conviver com um grupo pacífico, remanescente dos humanos. Mas, apesar da vida paradisíaca, eles escondem um segredo terrível. A possibilidade da viagem no tempo sempre nos cativou, ganhou inúmeras representações na cultura pop, amplificou suas possibilidades em filmes, series, quadrinhos e animações durante várias gerações. Viagens no tempo são o ponto de partida de filmes como De Volta Para o Futuro, Donnie Darko e Primer, séries de TV como Jornada nas Estrelas, Doctor Who, 12 Macacos e Dark, histórias em quadrinhos como X-Men, Paper Girls e Castelo de Areia, romances como a trilogia Chronos e Uma Dobra no Tempo e animações como Rick and Morty, só para citar alguns exemplos. É graças à prodigiosa imaginação de Wells que hoje nos fascinamos com tais obras e foi com a sua A Máquina do Tempo que as viagens temporais dispararam em nossa cultura popular. A edição da DarkSide® Books viaja ao passado ao homenagear a capa da primeira edição do livro, publicado em 1895 na Inglaterra, e ao apresentar um rico panorama traçado pelo organizador desta obra, Enéias Tavares, em sua introdução. Desponta no presente, ao trazer as ilustrações inéditas de Pedro Franz para o livro e reverenciar o talento de quatro autores contemporâneos, convidados a ofertar em forma de conto sua versão de passeio pelos tempos. Assim, Aline Valek, Ana Rüsche, Braulio Tavares e Felipe Castilho levam o leitor para lugares (e épocas) nunca antes imaginados. O livro também toca o futuro, buscando motivar os próximos escritores que, talvez inspirados por A Máquina do Tempo: First Edition, vão criar caminhos, viagens e universos ficcionais. Desse modo, o texto de H.G. Wells mostra que, mais que atemporal, ele se integra a todos os tempos possíveis. A cuidadosa edição da DarkSide® Books foi pensada para celebrar a importância de H.G. Wells, dando acesso a seu texto e a desdobramentos das ideias que fervilham a partir de sua leitura. Acomodem-se nos assentos e apertem os cintos que a viagem vai começar!

* DUBLINENSE *

Hífen
Patrícia Portela

Quando uma nova e misteriosa doença começa a fazer as crianças da Flandia caírem em um sono sem fim, os flans demoram a perceber que há algo de podre na nação mais desenvolvida do planeta. Mas apesar do algoritmo que administra o governo tentar mascarar a crise com números e slogans, logo se inicia um movimento de emigrações ilegais rumo ao selvagem Olival, também conhecido como resto do mundo. Nesse cenário caótico, vivenciamos o desespero da viúva Ofélia, que tenta manter a filha acordada; e a esperança da enfermeira androide Maria do Carmo, que tenta compreender os humanos. E em meio a tudo isso, só nos resta saborear e digerir este genial romance-banquete de Patrícia Portela, utopia-distópica assustadoramente atual e repleta de hífens que, ao mesmo tempo, tanto separam quanto aproximam.

* ESTAÇÃO LIBERDADE *

Os Carregadores de Água
Atiq Rahimi

Publicado na França em 2019 e agora no Brasil pela Estação Liberdade, Os Carregadores de Água é o mais novo romance do premiado autor afegão Atiq Rahimi. Escrito com uma prosa poética e com muitas surpresas no enredo, o livro toca em questões como o exílio, a liberdade, a afeganidade, a memória e a destruição dela. Em 11 de março de 2001, as duas grandes estátuas dos Budas de Bâmiyân, no Afeganistão, são destruídas pelo Talibã, e em torno deste acontecimento são narradas as vidas de dois afegãos. Um deles, Tamim, que ocidentaliza seu nome para Tom, vive exilado em Paris e decide abandonar esposa e filha para ir de carro a Amsterdã se encontrar com outra mulher. O outro afegão chama-se Yûsef e trabalha carregando água em Cabul, sendo obrigado a conviver com as misérias de seu país e com a crueldade dos soldados do regime talibã. Os destinos dos dois jamais se cruzam. Mas, com esses relatos, Atiq Rahimi conta aos leitores dois modos de ser afegão estando neste mundo que se transforma tão rápida e violentamente. As tragédias são inevitáveis neste comovente romance, mas inevitáveis são também as buscas de si, as revelações e o amor.

* GALERA *

O Guia da Donzela Para Anáguas e Pirataria (Vol. 2 Irmãos Montague)
Mackenzi Lee

Felicity Montague precisará usar toda sua inteligência e artifícios femininos para realizar seu grande sonho de se tornar médica. Esta é a sequência do best-seller O Guia do Cavalheiro Para o Vício e a Virtude. Um ano após uma grande turnê acidental com o irmão Monty, Felicity Montague voltou à Inglaterra com dois objetivos: evitar a proposta de casamento de um pretendente apaixonado e se matricular na faculdade de medicina. No entanto, seu intelecto e paixão nunca serão suficientes aos olhos dos administradores, que veem os homens como os únicos guardiões da ciência. Mas então uma oportunidade surge – um médico que ela idolatra está se casando com uma velha amiga sua na Alemanha. Felicity acredita que se ela pudesse conhecer esse homem, ele poderia mudar seu futuro… Mas ela não tem dinheiro para fazer a viagem. Felizmente, uma misteriosa jovem está disposta a pagar a passagem de Felicity, desde que ela possa viajar com Felicity disfarçada de empregada. Apesar de suas suspeitas, Felicity concorda, mas uma vez revelados os reais motivos da garota, Felicity se torna parte de uma missão perigosa que as leva do interior da Alemanha às calçadas de Zurique e a segredos escondidos sob o Atlântico. O Guia da Donzela Para Anáguas e Pirataria possui um tom espirituoso e alegre, assim como o livro anterior, mesmo quando Felicity se encontra em sérios problemas. Todos os personagens são lindamente construídos, todo evento é intenso e dramático e, como resultado, temos um livro difícil de largar!

* GERAÇÃO EDITORIAL *

Desirée: A Sexóloga Que Não Sabia Amar
Fernando Vita

Médica, jovem, bela e sensual, com especialização em sexologia, casada com um geólogo recrutado para trabalhar em uma mina de manganês, a doutora Desirée dos Prazeres é levada pelo destino a trocar a Cidade da Bahia pela imaginária Todavia, uma cidadezinha do Recôncavo baiano. E se vê em um mundo completamente diverso do seu: nas gentes, nos modos, nos costumes e até, e principalmente, na forma de encarar ― e praticar ― o sexo, tanto na proa da perpetuação da espécie, quanto na lúdica e criativa busca do melhor prazer, debaixo dos lençóis ou em cima deles. Aí Desirée se transforma. E o seu marido, o engenheiro Hélio, também. Ela, com as lições de sexo, teóricas e práticas, que recebe de seus clientes no dia a dia do consultório, tendo sempre como fiel consultora a trepidante Olinda Helena, aplicada atendente, experiente e rodada nas mais inusitadas artes e manhas das trampolinagens de homem e mulher ― ou não! ― no escurinho das alcovas. Ele, na nova e prosaica vida de província, fica amigo de um inglês e adere às farras e esbórnias, verdadeiros bacanais orgiásticos, dignos de Sodoma e Gomorra, que o dito Inglês promove em sua casa, sempre com a presença dos maiorais de Todavia. E ambos, Desirée e Hélio, se redescobrem e se reinventam. E a trama culmina em final surpreendente, inesperado, tudo com o tempero apimentado do falar e viver baianos, marca registrada de Fernando Vita e do seu estilo único de narrativa, fazendo deste um romance de entretenimento inédito no que conta; inovador na forma; ousado e abusado em trazer a lume o que já promete no subtítulo: uma hilariante história de rufiões, garanhões, putanheiros, sacanas e mentirosos de modo geral.

Outono
Lucília Garcez

O romance Outono, de Lucília Garcez, é uma verdadeira aula de História do Brasil contemporâneo. Focado no tempo em que generais presidentes governaram nosso país, apresenta, em linguagem peculiar à literatura, as desventuras de jovens brasileiros que empenharam a vida na defesa de um ideal libertário e igualitário. Quantas pessoas como Ângela e Danilo, personagens do enredo, ainda estão por aí, sobrevivendo à dor e tentando seguir adiante? Quantos deles estão presos de forma irremediável aos anos 1960 e 1970? Quanto sofrimento continua visível em seus semblantes? Sabemos que a História visita o passado com olhos voltados para o presente e o futuro. Lucília Garcez, ao apresentar esse movimento de diálogo de temporalidades, cativa o leitor de imediato.

* HARLEQUIN *

Para Casar Com o Pecado
Suzanne Enoch

Segundo livro da trilogia Receba esta Aliança de Suzanne Enoch, autora best-seller e uma das rainhas do romance histórico, traz um romance de época às avessas aliado a um suspense envolvente. Uma jovem dama nunca deve desafiar os pais (mesmo que eles a tratem como uma criança). Uma jovem dama nunca deve manter um zoológico em sua casa (mesmo que os pobres bichinhos precisem de cuidados). Uma jovem dama nunca, jamais, deve ser pega trocando beijos apaixonados com um lorde de má reputação (mesmo que ele seja o único homem que a desafie e a faça sentir algo). Victoria Fontaine, ou Vixen, é uma jovem rebelde, frívola e demasiadamente sedutora. Sinclar Grafton, ou Sin, é um lorde libertino, inconsequente e pecaminoso. Pelo menos, essa é a imagem que eles passam para a alta sociedade. Quando a bela Vixen e o charmoso Sin são pegos no flagra num beijo um tanto apaixonado, chocando a nobreza, todos veem uma oportunidade de podar duas personalidades escandalosas de uma vez só… Basta chamar o padre. Agora, unidos por pura pressão social, ambos tentam fingir que nada mudou e ignorar a atração mútua que sentem. Mas Victoria começa a suspeitar que o marido esconde algo e, quando seu coração começa a ansiar por algo mais que liberdade, ela fica determinada a descobrir tais segredos.

* HARPERCOLLINS BRASIL*

Um Salto para o Amor
Aione Simões

Primeiro romance de Aione Simões, criadora do blog Minha Vida Literária, na Harlequin. Em uma comédia romântica com pontos importantes sobre representatividade, acompanhamos a trajetória de Lily, uma jovem determinada a fazer qualquer coisa para evitar a falência de seu negócio – inclusive virar influencer — e que carrega grandes traumas de seu passado. O propósito da vida de Lily é desafiar as leis de Newton. Quanto mais forças tentam colocá-la para baixo, menos ela se deixa abater. Ao menos tem sido assim nos últimos anos, desde que enfrentou a desestruturação de sua família e optou por mudar sua vida por completo. Lily pediu demissão de seu trabalho para aventurar-se como mulher empreendedora e abrir uma loja de roupa — a Frida —, decidida a transformá-la num espaço para todos os tipos de mulheres. Depois de um ano da abertura da loja, ela sente que realmente superou o passado. Ou, pelo menos, era o que achava. Ao receber a notícia de que precisa aumentar o faturamento se não quiser declarar falência, Lily acredita que aguenta o tranco. Quando se vê tendo que enfrentar as próprias inseguranças ao se tornar a garota-propaganda da Frida, percebe que pode ser mais difícil do que imaginava, mas ela está determinada. O problema mesmo é quando seu coração começa a bater mais rápido, ao ritmo da música de um certo cantor. De repente, Lily se vê cheia de emoções conflitantes. Agora, se quiser seguir em frente, terá que confrontar todos os sentimentos que sufocou quando a mãe deixou ela e o pai para trás sem nenhuma explicação.

Trapaça no Harlem *
Colson Whitehead

De Colson Whitehead, duas vezes vencedor do prêmio Pulitzer, uma obra gloriosamente divertida sobre assaltos, golpes e crimes que tem como palco o Harlem dos anos 1960. Ray Carney só queria construir uma vida pacata para a família enquanto mantinha sua loja de móveis usados como uma escolha confiável para seus clientes. Mas, quando seu primo Freddie decide convocar Carney como receptador de um grande assalto, ele se vê em meio a um Harlem muito diferente daquele a que estava acostumado, tomado por policiais corruptos, gangsteres violentos, vinganças elaboradas, produtores de pornografia barata e outros delinquentes. Envolvente, brilhante e absurdamente real, Trapaça no Harlem revela mais uma vez a maestria de Colson Whitehead.

Somos Todos Adultos Aqui
Emma Straub

Astrid Strick, uma viúva de 68 anos, vive em Clapham, uma cidade pequena onde todos se conhecem e nada acontece. Depois de testemunhar um acidente envolvendo uma conhecida, ela percebe que não foi a mãe que queria ter sido para seus três filhos e que talvez não os conheça tão bem quanto pensava. Afinal, ela própria esconde parte de sua vida do resto da família. Mas tudo isso muda quando Cecelia, sua neta de treze anos, vai morar com ela após se envolver em problemas na escola, e a mostra que, mesmo em meio a uma vida de erros e segredos, todos estão tentando descobrir quem são. Escrito a partir de vários pontos de vista, o livro nos mostra como relações familiares podem ser mais complexas do que parecem e como nossas decisões impactam a vida das pessoas que amamos. Mas, acima de tudo, Emma Straub apresenta uma história impactante sobre envelhecimento, namoros de colégio, bullying e todas as coisas que nos seguem até sermos adultos, quer gostemos ou não.

* INTRÍNSECA*

O Olho Do Mundo – Série A Roda do Tempo – Volume 1
Robert Jordan

Livro que deu origem à série A Roda do Tempo, superprodução do Amazon Prime Video Um dia, houve uma guerra tão definitiva que rompeu o mundo, e no girar da Roda do Tempo o que ficou na memória dos homens virou esteio das lendas. Como a que diz que, quando as forças tenebrosas se reerguerem, o poder de combatê-las renascerá em um único homem, o Dragão, que trará de volta a guerra, e, de novo, tudo se fragmentará. Nesse cenário em que trevas e redenção são igualmente temidas, vive Rand al’Thor, um jovem de uma vila pacata na região dos Dois Rios. É a época dos festejos de final de inverno — o mais rigoroso das últimas décadas —, e mesmo na agitação que antecipa o festival, chama a atenção a chegada de uma misteriosa forasteira. Quando a vila é invadida por Trollocs, bestas que para a maioria dos homens pertenciam apenas ao universo das lendas, a mulher não só ajuda Rand e seus amigos a escapar dali, como os apresenta àquela que será a maior de todas as jornadas. A desconhecida é uma Aes Sedai, artífice do poder que move a Roda do Tempo, e acredita que Rand seja o profético Dragão Renascido, aquele que poderá salvar ou destruir o mundo.

Uma Coroa De Espadas – Série A Roda Do Tempo – Volume 7
Robert Jordan

Sétimo volume de A Roda do Tempo chega às livrarias para celebrar a aguardada estreia da superprodução do Amazon Prime Video A Roda do Tempo gira, e Eras vêm e vão, deixando memórias que se transformam em lendas. As lendas desvanecem em mitos, e até o mito já está há muito esquecido quando a Era que o viu nascer retorna. O girar da Roda do Tempo não tem inícios nem fins. No sétimo volume da série que consagrou Robert Jordan como o maior nome da fantasia desde J.R.R. Tolkien, Elayne, Aviendha e Mat estão cada vez mais perto do ter’angreal, que pode reverter a onda de calor que se alastra pelo mundo e restaurar o clima natural. Em meio à rede de tramas das Aes Sedai de Salidar, Egwene começa a reunir diferentes tipos de mulheres capazes de canalizar, algumas de origens surpreendentes. Já Rand prepara-se para enfrentar o Abandonado Sammael nas sombras de Shadar Logoth, onde uma entidade sedenta por sangue, Mashadar, está à espreita, pronta para dominar sua presa. Em Uma Coroa de Espadas, Jordan constrói uma obra incomparável, com personagens complexos e uma trama repleta de intrigas e conspirações, que soluciona mistérios lançados pelo caminho enquanto abre novas portas, estas ainda mais instigantes e rumando ao encontro com o Tenebroso em Tarmon Gai’don, a Última Batalha.

A Outra Garota Negra *
Zakiya Dalila Harris

Uma mistura de Corra! e O Diabo Veste Prada, A Outra Garota Negra une elementos de suspense a questões como privilégio, raça e gênero, criando um relato instigante sobre as dinâmicas de poder em uma estrutura social dominada por brancos. Nella Rogers está cansada de ser a única funcionária negra da editora Wagner Books. Quando já não aguenta mais se sentir deslocada e lidar com as microagressões no ambiente de trabalho, o destino parece enfim presenteá-la com uma aliada: outra garota negra, Hazel, passa a trabalhar na baia ao lado da sua. Porém, à medida que Hazel ganha influência e atenção no escritório, Nella vai se sentindo deixada de lado. É então que bilhetes misteriosos começam a aparecer em sua mesa, com um aviso: SAIA DA WAGNER. AGORA. Sem saber quem está por trás das mensagens hostis, Nella entra em uma espiral de obsessão e paranoia. E, conforme outras situações desconfortáveis passam a dominar seus dias, a jovem vê sua rotina ser tomada por um clima de pesadelo e percebe que pode haver muito mais em jogo do que apenas sua carreira. Com uma narrativa inteligente e fora do comum, Zakiya Dalila Harris apresenta uma crítica social necessária e um thriller capaz de envolver os leitores em uma onda de expectativa até o fim.

O Exorcismo da Minha Melhor Amiga
Grady Hendrix

O diabo é páreo para a força de uma amizade? Outono de 1988. As melhores amigas Abby e Gretchen cursam o ensino médio em uma prestigiosa escola católica, mas são meninas populares que idolatram Madonna e odeiam os pais. Quando as duas experimentam alucinógenos, Gretchen decide nadar nua no riacho, mas acaba desaparecendo a noite inteira e volta… estranha. Está carrancuda, irritadiça, cheia de espinhas e cicatrizes e usa sempre as mesmas roupas largas e feias. Não demora muito para eventos bizarros e sangrentos começarem a acontecer por onde ela passa. Preocupada com a amiga, Abby decide investigar o que aconteceu naquela noite. Suas descobertas são aterrorizantes, e tudo indica que Abby não vai escapar ilesa se não se afastar de Gretchen. Agora, o destino das duas depende de uma única pergunta: a amizade delas é forte o bastante para derrotar o diabo? Em uma trama eletrizante, sensível, demoníaca e com uma trilha sonora memorável, Grady Hendrix explora as dinâmicas sociais de Charleston nos anos 1980 – tão assustadoras quanto o próprio diabo – e constrói um testemunho emocionante sobre o poder da amizade. Um filme inspirado na obra está em produção, dirigido por Damon Thomas (Killing Eve e Penny Dreadful) e distribuído pelo Amazon Studios.

* LER EDITORIAL *

Meu Destino
Danny Tavares

Valentina e Heitor viveram uma linda história de amor na juventude, mas cada um optou por seguir seu próprio sonho. Quinze anos depois, um acidente faz Heitor voltar à sua cidade natal e o reencontro com Valentina mexe com ele a tal ponto que decide não viver mais longe dela. Valentina nunca conseguiu esquecer Heitor e vê-lo depois de tanto tempo reacende a antiga paixão. No entanto, nada é como antes e um problema do seu passado pode impedir que fiquem juntos. Será que, mais uma vez, eles irão se separar?

* MELHORAMENTOS *

Finlay Donovan: Uma Escritora de Matar: 1
Elle Cosimano

Ser uma mãe matadora dá muito trabalho! Um dos livros mais aguardados do ano pela People, Goodreads, Amazon, Parade, Bustle, CrimeReads. Da finalista dos prêmios Edgar™ e Bram Stoker™ e vencedora do International Thriller Award, chega um livro cheio de mistérios, com ótimas tiradas e sombriamente divertido, que você não vai conseguir parar de ler! Ao discutir os detalhes de seu novo livro de suspense policial, Finlay Donovan, uma autora que não consegue terminar seu manuscrito, mãe divorciada e dona de casa endividada, é confundida com uma assassina de aluguel. Pensando em usar a oportunidade como inspiração para seu livro, Finlay aceita o desafio, e seu primeiro e lucrativo trabalho como assassina é se livrar de um marido “problemático”. A tarefa, no entanto, se revela impossível. O homem tinha muitos inimigos e alguém concluiu o trabalho antes dela. Para Finlay foi um alívio, mas o detetive encarregado do caso pode pensar que ela é a protagonista dessa história, quando não passa de uma coadjuvante. Finlay terá de usar toda a sua criatividade para enterrar seu envolvimento no caso ― e o corpo. Enquanto procura se livrar dessa situação, ainda precisará manter a sanidade diante de seu tóxico ex-marido, além de vencer a disputa pela guarda dos filhos.

* MORRO BRANCO *

Piranesi
Susanna Clarke

Em uma realidade onírica, magia e razão estão intrinsicamente ligadas nesta obra que se entranha por tênues labirintos místicos e extraordinários. Piranesi vive na Casa. Talvez, sempre tenha vivido. Em seus diários, dia após dia, ele registra de maneira clara e cuidadosa todas as maravilhas que encontra: o labirinto de salões, as milhares de estátuas, as marés que invadem as escadarias, as nuvens que se movem em uma procissão lenta pelos cômodos de cima. Habitualmente, encontra-se com o Outro, sua única companhia e com quem divide as pesquisas e explorações. Às vezes, Piranesi também leva oferendas aos mortos, mas, na maior parte do tempo, está só. De repente, mensagens começam a surgir no chão, rabiscadas a giz. Há alguém novo na Casa. Mas quem é essa pessoa e o que ela quer? É amigável ou traz consigo destruição e loucura, como diz o Outro? Textos perdidos têm de ser encontrados. Segredos esquecidos precisam ser revelados. O mundo que Piranesi pensava conhecer está se tornando obscuro e perigoso. A Beleza da Casa é imensurável; sua Bondade, infinita.

* NOVA FRONTEIRA *

Livros Para Todos *
Daniel Louzada

A leitura é um direito tão importante que se iguala às necessidades mais básicas do ser humano ― sendo assim, deve ser garantida a indivíduos de todas as idades, raças, credos, orientações sexuais e classes sociais. Hoje, porém, o Brasil vive uma guerra contra o livro. A reforma tributária, que pretende taxar sua produção e venda, pode encarecer o produto final e limitar seu acesso. Em Livros Para Todos , profissionais do mercado editorial e amantes das letras se juntaram para refletir sobre esse retrocesso e mostrar que não se faz um país sem editoras, livrarias e leitores.

Sou Um Rio
por Mauricio de Sousa

Mauricio de Sousa, um dos mais reconhecidos autores de quadrinhos infantis, deixa de lado sua querida turminha para falar de um assunto muito importante: a água. Neste livro ilustrado, acompanhamos o percurso de um rio, desde seu nascimento, quando ainda é um filete de água, até o seu destino final, quando, já caudaloso, encontra o mar. Narrada em primeira pessoa, em uma linguagem poética e tocante, esta é uma narrativa que nos faz perceber quanta potência têm nossos rios e mares, mas também quanto nós, humanos, podemos ser prejudiciais – tanto para eles quanto para nós mesmos. Com as belas ilustrações de Mauro Souza, que mantém a identidade visual das obras do Mauricio, e prefácio de Gabriela Yamaguchi, diretora do WWF-Brasil, este é um livro para todas as idades, mas sobretudo é um livro sobre o agora, sobre a urgência de pensarmos em nossos recursos naturais e em nossa responsabilidade em preservá-los.

* RECORD *

Box Tons de Magia
V. E. Schwab

Um universo de aventuras audaciosas, poder e múltiplas cidades de Londres. Acompanhe Kell e Lila em uma jornada épica de tirar o fôlego. No box Tons de Magia, de V. E. Schwab, você encontra os três volumes da série de fantasia best-seller do The New York Times. Os livros, em edição brochura com orelhas, vêm em uma caixa rígida estilizada e em um novo projeto gráfico de capa e miolo, feitos exclusivamente para o box. Além disso, você recebe 5 cards com ilustrações dos personagens e um marcador de páginas especial! Inclui Um Tom Mais Escuro de Magia, Um Encontro de Sombras e Uma Conjuração de Luz.

Amar é Relativo
Sophie Kinsella

Sophie Kinsella, mesma autora da série Becky Bloom, apresenta uma encantadora história de amor no mundo real em tempos de aplicativos e algoritmos. Em Amar é Relativo, conheça Ava: uma mulher que já não aguenta mais essa história de procurar namorado em aplicativos de encontros. Na verdade, ela nunca gostou muito disso… Sempre preferiu um encontro cara a cara e seguir a própria intuição a confiar em algoritmos que prometem o par ideal. Depois de um término recente, ela decide não pensar em homens por um tempo e parte para um retiro de escrita na Itália no qual todos os participantes são proibidos de revelar sua verdadeira identidade ou dar qualquer detalhe de sua vida pessoal. Eles não podem nem usar celular, o que para ela é algo desafiador. Mas Ava está decidida a se concentrar única e exclusivamente no livro que está escrevendo. Isso até ela conhecer alguém, digamos… Interessante. Tudo o que Ava sabe sobre o cara que se autodenomina Holandês é que, além de gatíssimo, ele é divertido e gente boa. E não demora muito para que ela descubra que ele é bom de cama também. Os dias passam como em um sonho; tudo é perfeito… Mas chega o dia de retornar à realidade. De volta a Londres, Ava finalmente descobre que o cara por quem já está caidinha se chama Matt. E, à medida que o universo de faz de conta dá lugar ao mundo real, eles vão entendendo que suas vidas são bem diferentes. Os dois estão completamente apaixonados um pelo outro, porém, em pouco tempo, fica óbvio que eles não são lá tão compatíveis como haviam imaginado… Será que Ava e Matt conseguirão continuar juntos? Ou estamos diante de um caso de diferenças irreconciliáveis? Livro perfeito para quem gosta de comédia romântica e é fã de Carina Rissi, Marian Keyes e Jojo Moyes.

* SKRIPT EDITORA *

Belezas Veladas
Luca Villaça, Oz (Ilustrações)

Uma coletânea de histórias de fantasia, terror, mistério e suspense, escrita por Luca Villaça, com capa do artista Oz. Belezas Veladas é uma obra que explora medos antigos, com ilustrações do próprio autor, incluindo duas noveletas (“O Grito Enterrado em Minha Casa” e “Eliza”), cinco contos (“A Melodia Metálica de Um Relógio Áureo”, “O Violinista Transparente”, “O Caso do Visitante Noturno”, “O Jantar do Adormecido” e “O Que Há Dentro de Mim?”) e quatro microcontos de horror, contados em apenas uma frase. Indispensável aos apaixonados pelo gênero.

* SOMOS LIVROS *

Luto sem Medo – Edição de luxo
Max Porter

Uma premiada fábula moderna sobre a beleza dos ciclos da vida. Poesia e prosa em harmonia, uma história repleta de honestidade, empatia e humor. Uma comovente reflexão sobre os ciclos da vida e as lembranças que deixamos ao partir. Luto Sem Medo é uma fábula moderna onde a visita inusitada de um ser de penas transforma a vida de uma família recém-enlutada pela perda da mãe. Durante este período de dor e incerteza, pai e filhos se deparam com o pássaro esperto e malandro em sua janela, um ser peculiar que se torna amigo, um quase curandeiro da família, e os ajuda a aceitar o luto. Os dias avançam se tornam semanas, meses. A dor ganha um contorno agridoce de saudade. Com o tempo, as lembranças florescem como um belo par de asas. Luto Sem Medo tocou o coração de milhares de pessoas em todo o mundo e chega aos leitores brasileiros em uma edição única e em capa dura pela Somos Livros. A premiada estreia literária de Max Porter combina prosa, poesia e fábula em uma obra poderosa e deslumbrante, pontuada com um humor inesperado e profunda emoção — palavras que abraçam com ternura todas as pessoas que já se despediram de um ente querido.

* TODAVIA *

O Lobo e Outros Contos
Hermann Hesse

Com seleção e posfácio de Volker Michels, especialista em Hermann Hesse, o livro reúne vinte textos que compõem a lista de melhores contos do ficcionista alemão. Organizadas cronologicamente, as histórias abarcam um longo período produtivo ― de 1903 a 1948 ―, acompanhando o amadurecimento do autor e também sua constituição como um dos maiores criadores do século XX. A ambivalência do ser humano, os duelos internos entre instinto e espírito, liberdade e piedade, estão em cada narrativa e em seus conflituosos personagens. O livro apresenta, enfim, um Hesse em toda sua genialidade. Com um fabuloso universo de sonho, paixão e filosofia, esta antologia chega ao Brasil pela primeira vez ―, mas já como um verdadeiro clássico da literatura.

Essa Dama Bate Bué!
Yara Nakahanda Monteiro

Vitória nasceu em Angola, mas foi criada em Portugal. A infância, que está longe de idílica (por causa do racismo e da condição de exilada), esconde um trauma: ela nunca conheceu a mãe, uma revolucionária angolana. Narrado com eletricidade, o romance embaralha saudavelmente as formas e as expectativas: é uma história de amor e de guerra, um conto contemporâneo que lida com o passado, um chamado à independência das mulheres como seres políticos.

* TRAMA *

Mentiras e Desejos
Janelle Brown

Vanessa sempre teve o mundo a seus pés, graças à riqueza da família e à fama de influencer no Instagram. Nina, por outro lado, sempre teve que lutar para sobreviver, crescendo com o que a mãe faturava em pequenos golpes. Mas existe algo que as une: Stonehaven ― a extensa propriedade da família de Vanessa, onde Nina viveu muitas alegrias na adolescência, mas também sofreu abalos que selariam o seu destino. Quando Vanessa regressa à mansão após romper um relacionamento, Nina segue seu rastro em busca de dinheiro e vingança, pondo em prática o grande golpe que planejou cuidadosamente por muito tempo. Mas será que Nina também não vai se tornar vítima de suas próprias mentiras e desejos, colocando em xeque suas mais enraizadas convicções mesmo sem perceber? Agora, uma teia de segredos, decepção e morte está prestes a ser revelada.

* EDITORA TRINTA ZERO NOVE *

Os Escritores de Cartas à Mão Armada
Olufunke Ogundimu

História sobre uma comunidade nigeriana que recebe cartas de assaltantes à mão armada a anunciar a sua chegada e uma lista de pertences que tencionam levar. Os assaltantes também enviam cópias destas cartas à polícia, aconselhando as suas potenciais vítimas a não se incomodarem. Usando o pronome coletivo “nós” para implicar uma voz narrativa coroada, Ogundimu retrata efetivamente, com um sentido de humor peculiar, a confusão coletiva e a determinação de civis indefesos e o estado lamentável do policiamento no país. Conto vencedor do Prémio Pushcart e finalista do Caine Prize em 2018.

* UNIVERSO DOS LIVROS *

Tudo O Que Sentimos
Kerry Lonsdale

O tão aguardado desfecho da trilogia Everything, best-seller no The Wall Street Journal, composta pelos livros: Tudo o Que Restou (Everything, vol. 1), Tudo o Que Deixamos Para Trás (Everything, vol. 2) e Tudo o Que Sentimos (Everything, vol. 3). O premiado fotógrafo Ian Collins cometeu apenas um erro em sua vida – mas isso custou a liberdade de sua mãe e destruiu sua família. Com isso, Ian praticamente teve de se criar sozinho. Durante anos, ele permaneceu distante do pai, ao passo que a mãe levava uma vida escusa e sem manter contato. Enquanto isso, ele continuou sua busca por ela. Ao longo dos anos, Ian conquistou o estereótipo do sucesso: reconhecimento profissional, uma esposa amorosa e uma filha adorável. Apenas duas coisas lhe escapam, porém: um trabalho na National Geographic e encontrar sua mãe. Quando a revista de renome lhe oferece o projeto dos sonhos no mesmo dia em que o ex-noivo desaparecido de Aimee, sua esposa, ressurge do passado, Ian é obrigado a tomar uma decisão: dedicar-se a uma realização há muito esperada ou se lançar à busca de uma mulher que pode ser a chave para solucionar os grandes mistérios de seu passado. O valor da aposta é alto e, afinal, Ian pode perder a coisa que lhe é mais importante no mundo: sua família.

* VALENTINA *

Pudim
Julie Murphy

Se a mensagem de Dumplin’ foi a de aceitar o próprio corpo, a de Pudim é a de exigir que o mundo faça o mesmo. NÃO QUEBRE AS REGRAS. MUDE-AS! Desde a infância, Millie Michalchuk sempre passava as férias de verão em um spa para perder peso. Mas não este ano. Porque agora ela planeja realizar seu sonho secreto – e finalmente beijar o crush. Quando as circunstâncias a forçam a conviver ao longo de um semestre com Callie Reyes, beldade que está sendo cotada para se tornar a próxima capitã da equipe de dança, todos se surpreendem – principalmente elas. Afinal, as duas talvez tenham bem mais em comum do que jamais poderiam imaginar. Pudim é a irresistível e deliciosa sequência de Dumplin’, sucesso da Netflix. Uma história sobre amizades inesperadas, improváveis paixonites agudas, empoderamento feminino plus size e redefinição da palavra “gorda” – mais um romance arrebatador de Julie Murphy, 1º lugar na lista de best-sellers do New York Times.

* VESTÍGIO *

Eiffel: A História de Amor Que Mudou Paris Para Sempre
Nicolas d’Estienne d’Orves

Paris, 1886. Obcecado por “sua” torre de metal, um colosso de aço de 300 metros de altura que ele se desafiou a construir no meio do Campo de Marte, Gustave Eiffel não sai mais de seu escritório. Claro, a Exposição Universal merece todo esse esforço, assim como a França, que precisa reconquistar seu orgulho e sua glória. Mas será esta a única razão pela qual o homem apelidado de “o mago do ferro” está constantemente rabiscando planos para encontrar a forma perfeita? Desde aquele jantar com o ministro do Comércio, e a ideia maluca que Gustave lançou em frente de toda Paris, o engenheiro está possuído. Quaisquer que sejam os seus esboços, é Adrienne, seu amor perdido que reapareceu naquela mesma noite, que toma forma, o magnífico arco de suas costas, descendo do pescoço até a cintura. Ele é, então, atingido por uma iluminação: não é uma linha reta que deve subir dos pés ao topo, mas uma curva, encarnada, viva. “Vamos construir um sonho!” A partir de agora a vida de Eiffel depende apenas de um A maiúsculo, o de sua torre, que se eleva ao céu de Paris, pronta para perfurá-lo e conquistá-lo.

Andrizy Bento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s