Nas Prateleiras: Lançamentos de Livros – Fevereiro (2021)

Se, no post dos lançamentos literários de janeiro, eu apontei que aquele era um ótimo mês para os fãs de George Orwell, eu retiro o que disse. Fevereiro é, definitivamente, o mês em que os leitores do autor inglês irão se esbaldar com os lançamentos. As obras mais consagradas do escritor, 1984 e A Fazenda dos Animais (outrora publicada por aqui como A Revolução dos Bichos) ganham novas edições pelas editoras Antofagica, Aleph, Martin Claret, Melhoramentos (ilustrada) e Buzz Editora; além da Temporalis, que lança os dois livros em um único volume e a Companhia das Letras, que traz as duas obras reunidas em um box. Falando em box, a Record preparou uma coletânea com os três maiores clássicos do colombiano Gabriel García Márquez: Cem Anos de Solidão, Crônica de uma Morte Anunciada e O Amor nos Tempos do Cólera. A editora também lança o primeiro thriller político da autora best-seller de dramas românticos, Danielle Steel, intitulado Jogos Perigosos. Para os fãs da Família Bridgerton, a Arqueiro traz um lançamento imperdível: a edição de luxo de O Visconde Que Me Amava, livro que integra a famosa série de Julia Quinn, cujo primeiro volume já ganhou adaptação para a Netflix. E por falar nisso, a mesma Arqueiro ainda publica uma edição econômica de Amigas Para Sempre da autora Kristin Hannah, que inspirou a série homônima da Netflix. Livro 5 da famosa série de Sarah Morgan, Férias nos Hamptons: Para Nova York, Com Amor, é um dos destaques da editora Harlequin Books. E, para fechar, um lançamento que promete é o de O Habitante Das Trevas de H.P. Lovecraft, ilustrado pelo aclamado quadrinista argentino, Salvador Sanz. Abaixo, você confere capas e sinopses das principais novidades literárias de fevereiro.

Box Albert Camus
Albert Camus
Record

Quatro livros indispensáveis da obra de Albert Camus, um dos autores mais importantes do século XX, pela primeira vez em uma coletânea de luxo. Esta edição conta com um livreto escrito pelo jornalista e crítico literário Manuel da Costa Pinto, apresentando o texto inédito Um romance sempre é uma filosofia posta em imagens e fotos de Albert Camus. É inegável a importância de Albert Camus na produção literária do século XX no ocidente, um autor que dedicou a vida a explorar o absurdo da condição humana. E essa edição conjunta é uma celebração de sua obra, que reúne seu primeiro ensaio filosófico – O Mito de Sísifo – e os três romances que Camus publicou em vida – O Estrangeiro, A Peste e A Queda. Segundo Manuel da Costa Pinto, “Camus sempre insistiu em que, apesar da heterogeneidade formal e estilística das suas obras, todas giravam em torno de alguns temas obsessivamente revisitados a cada momento criativo”. E é pensando nestes temas camusianos que a Editora Record publica esse box com novo projeto gráfico que enaltece esses quatro livros obrigatórios em qualquer estante.

Box Gabriel García Márquez
Gabriel García Márquez
Record

Coletânea dos três maiores livros de Gabriel García Márquez, um dos mais importantes autores da América Latina e grande mestre do realismo mágico. Gabriel García Márquez, ou Gabo, foi, além de jornalista e roteirista, um dos maiores autores da América Latina e do mundo do século XX, e essa é uma coletânea para honrar suas maiores obras. Depois que Cem Anos de Solidão foi publicado, em 1967, não só a vida de García Márquez mudou como todo o paradigma do que se entendia como literatura latino-americana. O mundo voltou seus olhos para o que era produzido pelo autor colombiano da cidade de Aracataca, e Gabo apresentou ao mundo a realidade de um continente sofrido, preso ao real, mas nem por isso incapaz de abraçar a mágica da vida. Além dos três livros de Gabo, esse box ainda é acompanhado do livreto García Márquez em estado puro, com texto do jornalista e tradutor de Cem Anos de Solidão, Eric Nepomuceno, e fotos de Gabo. Nele, Nepomuceno nos oferece um panorama histórico do momento de escrita dos três livros e como cada um deles influenciou a vida e a obra de García Márquez em um relato que só alguém que conheceu o autor pessoalmente seria capaz produzir. É um texto que enriquece ainda mais essa coletânea fundamental para qualquer leitor ávido de García Márquez ou para quem deseja uma belíssima introdução aos seus livros. O box reúne, além de Cem Anos de Solidão, Crônica de uma Morte Anunciada e O Amor nos Tempos do Cólera.

Memória de Minhas Putas Tristes
Gabriel García Márquez
Record

O último romance de García Máquez, que já vendeu quase 400 mil exemplares no Brasil, ganha capa nova. Memória de Minhas Putas Tristes é um romance nostálgico, cujo narrador, do qual não sabemos o nome, resolver dar-se de presente uma noite com uma virgem para comemorar seus 90 anos. Tudo que sabemos sobre ele é que trabalha para um jornal como crítico de música e que passou a vida em meio a prostitutas. Podemos dizer que é um homem culto e que nunca pensou em se casar. Ele, inclusive, abandonou a noiva no dia do casamento. Sabemos também que o apetite sexual desse nonagenário é impressionante e que ele faz sexo com frequência. Para realizar o sonho sexual, o narrador recorre a uma velha conhecida, uma cafetina aposentada, que já havia intermediado negócios para ele (prostitutas), no passado, e pede a ela que organize esse encontro. As dificuldades de atender ao pedido ficam claras desde o início. Mas ele vai conseguir o que quer, não importa o quanto custe. Essa senhora se vê então com uma difícil tarefa: como encontrar uma virgem? A cafetina então acha uma menina de 14 anos que trabalhava pregando botões e que cuidava dos irmãos mais novos. Ela estaria esperando o idoso em um quartinho reservado para os clientes mais ilustres. O narrador coloca sua melhor roupa e vai até o bordel. Como a adolescente fica nervosa, a cafetina oferece a ela um chá com efeito calmante e a jovem adormece. A senhora então sugere ao narrador que realize seu sonho de tirar a virgindade da menina sem acordá-la, para protegê-la da dor da experiência. Ele se despe, mas fica com receio de tirar vantagem da menina. Então encontra uma solução: ele simplesmente dorme ao lado da menina, desfrutando da sensação de estar ao lado de uma mulher. Só quando acorda ao lado da ainda pura ninfeta é que esse personagem vai ganhar a humanidade que lhe faltou enquanto fugia do amor. Um livro para fãs do autor, assim como fãs do realismo mágico latino-americano. Para leitores de Jorge Luis Borges, Julio Cortázar, Pablo Neruda, Mario Vargas Llosa e Isabel Allende.

Corruptos
A.A. Natale
Editora Labrador

O deputado foi filmado nu, amarrado de bruços na cama e com um pequeno espanador enfiado no rabo, no centro de círculos desenhados com batom em suas nádegas. O grupo de amigos que estava por trás dessa trama ainda assinalou nas costas do parlamentar: “corrupto e bandido”. Nada podia ser mais ridículo que isso… O filme circulou nas redes e minou totalmente o moral do coronel de grotão. Ávido por vingança, na busca por descobrir quem estava por trás daquele golpe, o deputado acaba caindo em outra armadilha, cujo objetivo era mais ambicioso do que ele poderia imaginar.

A Cor do Horizonte
Édivon Jr.
Editora Labrador

Um casal sem filhos, afastado e em crise, vivendo em mundos absolutamente distintos apesar de habitarem a mesma casa, é surpreendido por um evento extremo que os obriga a permanecer por tempo indeterminado dentro do apartamento em que residem. A perda da liberdade e da individualidade, a sensação de estranhamento com a presença de alguém que se escolheu para viver junto e com quem já se compartilhou momentos de intensa cumplicidade, além de muitos outros sentimentos que permaneciam até então ocultos e acomodados, dormindo no fundo da alma de cada um deles, escancaram-se e põem a relação em xeque. Ambos precisarão lidar com a inusitada situação, redefinir o seu espaço dentro da própria casa e do relacionamento e buscar a reaproximação e o resgate da intimidade e da felicidade não apenas como indivíduos, mas também como casal. Um caminho difícil de trilhar, que mistura lembranças, mágoas, dores e alegrias, sem garantias do que os espera no final.

Horas Maluquinhas
Ziraldo Alves Pinto, Mig Mendes
Melhoramentos

Livro de atividades do Menino Maluquinho para a criançada se divertir brincando e colorindo! O Maluquinho ainda é garoto, mas tem uma coisa nesta vida que ele logo aprendeu: tem hora pra tudo. Tem hora de correr, hora de pedalar, hora de chutar bola, hora de tomar sorvete, hora de bater papo… Mas tem também aquelas horas de ficar em casa, numa boa, ouvindo um sonzinho e mexendo com seus lápis e suas canetas, divertindo-se e inventando mil coisas na sua cabeça. Para essas horas maluquinhas, o melhor amigo é um livro como este. Vai dizer que você não concorda com o Menino Maluquinho?

Esforços Olímpicos
Anelise Chen 
Todavia

Vencer é mesmo importante? Falhar é uma falta mortal? Tais indagações atravessam este romance de estreia de Anelise Chen, uma nova e original voz na ficção contemporânea, que figurou em 2019 entre os cinco melhores livros de autores com menos de 35 anos numa seleção anual promovida pela prestigiosa National Book Foundation, nos Estados Unidos. Tudo começa quando um dos melhores amigos de faculdade de Athena (a narradora) comete suicídio. O evento transtorna sua vida a tal ponto que ela começa a se perguntar o quanto estamos presos às narrativas de vitória. Algo que lhe é especialmente caro e relevante, pois está desenvolvendo uma pesquisa na área de esporte ― o que ela acreditava que a poderia salvar do cinismo. Nessa mistura de escrita personalíssima, meditação sobre perdas e ganhos e uma série quase infindável de episódios em torno da história dos esportes, Esforços Oímpicos seduz pelo brilhantismo narrativo. É, além disso, uma profunda reflexão sobre não se deixar abater pelas inevitáveis derrotas propiciadas pela vida.

Para Ensinar e Aprender Xadrez
Adriano Caldeira
Principis

Nesta obra, o autor apresenta os princípios do jogo de xadrez. Partindo de jogadas mais simples até chegar às mais complexas, esse livro contribui para a renovação do interesse por este jogo milenar.

Copo Vazio
Natalia Timerman 
Todavia

Mulheres abandonadas. Desde sempre, a literatura é permeada de histórias trágicas de figuras fascinantes, como Medeia e Dido, que se desfazem diante do abandono masculino. Emma Bovary e Anna Kariênina, personagens inesquecíveis, também sucumbem. A mesma Simone de Beauvoir de O Segundo Sexo escreveu A Mulher Desiludida, antologia de contos sobre personagens despedaçadas, uma delas por essa mesma via. No século XXI, Elena Ferrante atualiza a tradição, criando personagens que definham ou enlouquecem depois de dispensadas ― é o caso de Olga, em Dias de Abandono, que se vê confrontada com novas questões: Como pode uma mulher padecer “de amor” nos anos 2000? A própria ideia de abandono já não soa anacrônica em nossos dias? Agora é a vez de Natalia Timerman e seu Copo Vazio. O romance conta a história de Mirela, uma mulher inteligente e bem-sucedida, que acaba submergida em afetos perturbadores quando se apaixona por Pedro. O livro perscruta a vulnerabilidade de sua protagonista sem constrangimentos. Há algo de ancestral, talvez atemporal, no sofrimento de Mirela, que ecoa a dor de todas essas mulheres. Mas há também elementos contemporâneos: a forma de vida nas grandes cidades e as redes sociais são questões que acentuam os dilemas. Mirela tem emprego, apartamento, família e amigos, porém parece ser bastante solitária. Quando conhece Pedro, ela se preenche de energia e entusiasmo, e fica obcecada não só por ele, mas por essa versão de si mesma. O que fazer quando ele desaparece de repente, sem explicações? Depois de publicar contos, poemas e ensaios, Natalia Timerman comprova a versatilidade de sua escrita num mergulho de fôlego no mundo psíquico de sua protagonista.

O Habitante Das Trevas – Edição de luxo
H.P. Lovecraft, Salvador Sanz
Skript Editora

Pela primeira vez no Brasil, o livro ilustrado de O Habitante das Trevas pelo argentino Salvador Sanz. Considerado um dos contos mais aterradores do pai do Horror Cósmico, H.P. Lovecraft. Foi originalmente publicado na Weird Tales de dezembro de 1936. O impacto do trabalho de Lovecraft na cultura pop é tremendo, sendo influência para escritores e cineastas como Stephen King, Neil Gaiman, Alan Moore, Mike Mignola, Guilherme Del Toro, Ridley Scott e John Carpenter. Embora todos já tenham visto ou lido histórias que referenciam Lovecraft ou Cthulhu, muitos não leram as obras originais. O Habitante das Trevas é uma excelente porta de entrada para o universo lovecraftiano. As ilustrações foram produzidas pelo quadrinista mundialmente conhecido, Salvador Sanz.

Oração aos Moços 
Ruy Barbosa
Edipro

Como paraninfo dos formandos de Direito do Largo de São Francisco, em 1920, Ruy Barbosa dedica Oração Aos Moços àqueles que teriam a responsabilidade de exercer a advocacia no Brasil. Seu texto comoveu, comove e faz refletir a todos, em qualquer tempo, principalmente no presente.

Garimpo de Almas
Stepan Nercessian
Tordesilhas

Atravessando a velhice, um homem comum acessa suas memórias – reais e fabricadas – para construir um retrato brutal e sincero sobre a experiência da subjetividade humana. A partir da visita de almas não anunciadas, vozes em busca de alguém que as ouça, se constrói essa colcha de retalhos narrativa, em que um homem comporta cem. Em uma prosa moldada pelo fluxo de pensamento, Stepan Nercessian estreia em um romance inventivo sobre memória, amor e morte.

O Melhor de Edgar Allan Poe
Edgar Allan Poe
Excelsior

Ao longo de quase dois séculos, Edgar Allan Poe se consolidou como uma das maiores referências mundiais para o gênero do horror, contribuindo intensamente também com o modo de pensar e produzir diversos gêneros textuais literários e não literários. Por intermédio de sua técnica altamente elaborada e original, Poe foi e continua sendo capaz de provocar no leitor a agonia que é característica de suas obras, seja percorrendo as entranhas de forças misteriosas do sobrenatural, descrevendo cenas de uma angústia psicológica quase palpável ou mesmo abordando temas como a iminência da morte ou a implacabilidade de suas consequências. Ao entrelaçar lados opostos de uma mesma grandeza – o assombro e a devoção, o angelical e o demoníaco – em um tom uníssono e coeso, ele confere uniformidade à estrutura e ao ritmo de suas obras criando o efeito estético único que já cativou milhões de leitores ao redor do globo. Nesta edição cuidadosamente preparada para os leitores de um dos escritores mais influentes no mundo contemporâneo, incluímos seus textos mais celebrados, como o poema O Corvo (na clássica tradução de Machado de Assis), A Ruína da Casa de Usher, O Coração Delator, O Poço e o Pêndulo, O Gato Preto, entre outros.

Loira Suicida
Darcey Steinke
Companhia das Letras

Uma jornada repleta de sexo, angústia e loucura, um relato magnético sobre a grande festa libidinosa que foi a Califórnia do início dos anos 1990. Marco do feminismo libertário americano, Loira Suicida é uma espécie de diário no qual a jovem Jesse registra sua incursão pelos domínios mais baixos da San Francisco dos anos 1990. Filha de um ministro da igreja luterana, a protagonista do romance abre mão dos valores de classe média para seguir, ao lado do namorado gay, uma peregrinação por um submundo feito de drogas, bebida e sexo. Influenciada por todo um cânone de escritores marginais (Georges Bataille, Jean Genet, Alexander Trocchi, William S. Burroughs etc.) e dialogando com a literatura queer e noir dos anos 1980 e 1990 ― e com autores como Virginie Despentes, Eileen Myles, Jean Rhys, Marguerite Duras, entre outros ―, Darcey Steinke arma uma história a um só tempo melodramática e mordaz, honesta e intensa, em que os labirintos do desejo se chocam à euforia de uma época que parecia começar a girar irremediavelmente em falso. Um romance vigoroso sobre uma mulher e os descaminhos de uma furiosa busca por encontrar o seu lugar no mundo.

Jogos Perigosos
Danielle Steel
Record

Uma trama de corrupção e traição na Casa Branca com reviravoltas de tirar o fôlego. A correspondente Alix Phillips está acostumada a transitar por zonas de guerras, a cobrir tiroteios e manifestações violentas. Ela e o fiel cinegrafista Ben não medem esforços para conseguir uma boa matéria e levar ao telespectador a melhor cobertura e as imagens mais impressionantes. Os dois estão constantemente colocando a própria vida em risco em nome da verdade. Ela só não tinha ideia de que um escândalo político na Casa Branca envolvendo o atual vice-presidente, Tony Clark, poderia ser o pior pesadelo de sua vida. A influente jornalista se vê então frente a um dilema ético: contar ao mundo que Tony Clark, o nome mais cotado para se tornar o próximo presidente dos Estados Unidos e, consequentemente, o homem mais poderoso do mundo, está envolvido em um esquema de corrupção ou preservar sua vida e a de sua família. Olympia Foster pode vir a ser uma grande aliada. Ela é viúva de um renomado senador e político carismático que tinha tudo para chegar à presidência, se não tivesse sido brutalmente assassinado. Traumatizada, ela acabou se tornando frágil e reclusa, encontrando consolo na companhia e na amizade de Tony – braço direito e melhor amigo de seu marido. O vice-presidente acabou assumindo o papel de seu grande protetor e confidente, além de representar uma figura paterna para seus filhos. E, se existe alguém que pode ajudar Alix a desmascarar Tony Clark, é Olympia Foster. Mas será que ela seria capaz de trair seu grande amigo? À medida que as investigações se aprofundam e nomes do cenário político vêm à tona, Alix e Ben se dão conta de que estão frente a frente com um perigo muito mais sinistro do que imaginavam. Juntos, eles vão descobrir o que é ter medo da morte – ou, pior, de perder as pessoas que eles mais amam. Jogos Perigosos é o primeiro thriller político de Danielle Steel. Uma trama de traição e corrupção, com personagens fascinantes e reviravoltas de tirar o fôlego.

Tudo é Rio
Carla Madeira
Record

Tudo é Rio é o livro de estreia de Carla Madeira. Com uma narrativa madura, precisa e ao mesmo tempo delicada e poética, o romance narra a história do casal Dalva e Venâncio, que tem a vida transformada após uma perda trágica, resultado do ciúme doentio do marido, e de Lucy, a prostituta mais depravada e cobiçada da cidade, que entra no caminho deles, formando um triângulo amoroso. A metáfora do rio se revela por meio da narrativa que flui – ora intensa, ora mais branda – de forma ininterrupta, mas também por meio do suor, da saliva, do sangue, das lágrimas, do sêmen, e Carla faz isso sem ser apelativa, sem sentimentalismo barato, com a habilidade que só os melhores escritores possuem.

Um Enlace Entre Inimigos – Edição especial limitada
Lucy Vargas
Bertrand

Um dos personagens mais queridos de Um Acordo de Cavalheiros finalmente tem sua história revelada! A vingança na alta sociedade é mais quente do que o chá das cinco. Séculos de intrigas, traições e mortes levaram os sobreviventes de duas célebres famílias da aristocracia ao colapso. Nathaniel Mowbray é o último duque de uma linhagem amaldiçoada. Um homem de olhos prateados com muitas vidas em uma cuja fama de vilão esconde a terrível culpa que carrega. Jamais cruze o seu caminho. Isabelle Bradford é bela como uma deusa. Uma debutante que rouba corações e joias. Mentirosa e ardilosa, sua missão é seduzir e derrubar o último duque. Ela é uma Hitton. Ele é um Hayward. Não há rixas familiares que se comparem em fama, sangue e paixão. Quando matar e trair por amor é o esperado, todos são suspeitos. Não há mocinhos nessa história. Os Hitton e os Hayward têm uma última batalha pela frente. Por suas vidas e contra a paixão que os domina. No fim, basta saber até onde iriam um pelo outro ou contra o outro. Uma coisa é certa: alguém terá de pagar o preço.

É Assim Que Se Perde a Guerra do Tempo
Amal El-Mohtar, Max Gladstone
Suma

Vencedor dos prêmios Hugo, Nebula e Locus. Uma história que atravessa tempo e espaço para narrar o destino de duas viajantes do tempo rivais que se apaixonam e precisam mudar o passado para garantir um futuro juntas. Entre as cinzas de um mundo em ruínas, uma soldada encontra uma carta que diz: Queime antes de ler. E, assim, tem início uma correspondência improvável entre duas agentes de facções rivais travando uma guerra através do tempo e espaço para assegurar o melhor futuro para seus respectivos times. E então, o que começa como uma provocação se transforma em algo mais. Um romance épico que põe em jogo o passado e o futuro. Se elas forem descobertas, o destino será a morte. Ainda há uma guerra sendo travada, afinal. E alguém precisa vencer.

O Visconde Que Me Amava – Edição Luxo
Julia Quinn
Editora Arqueiro

Edição especial em capa dura e pintura trilateral. O Visconde Que Me Amava foi finalista do prêmio RITA. Os livros de Julia Quinn já atingiram a marca de 10 milhões de exemplares vendidos, sendo mais de 3,5 milhões da série Os Bridgertons, que foi adaptada pela Netflix. Anthony Bridgerton herdou o título de visconde aos 18 anos, depois da morte repentina de seu pai. Na década seguinte, dividiu seu tempo entre as responsabilidades perante a família e a busca do prazer sensual – atividade que lhe conferiu a fama de Libertino (com “L” maiúsculo). Agora, ele é o solteiro mais cobiçado da temporada de 1814… E está pensando em se casar. O Visconde Que Me Amava é um dos livros mais queridos dos leitores de romance de época. Além de protagonistas apaixonantes, traz cenas memoráveis, envolvendo abelhas e um jogo de pall mall que mostra muito bem o lado competitivo da família Bridgerton. Esta edição especial, em formato pequeno e capa dura, vem para atender aos pedidos dos fãs da série, depois do sucesso da versão comemorativa do primeiro volume, O Duque e Eu.

Os Tais Caquinhos
Natércia Pontes
Companhia das Letras

Um romance poderoso e áspero sobre uma família, um apartamento caótico e as dolorosas descobertas da adolescência. Faltava muita coisa no apartamento 402. Mas sobravam muitas outras: caixas de papelão, bandejas de isopor, cacarecos, baratas, cupins, muriçocas, poeira, copos sujos. Abigail, Berta e Lúcio formam um trio nada convencional. Duas adolescentes dividem o apartamento com o pai, um homem amoroso, idiossincrático, acumulador, pouco afeito à vida prática, que torce para que a morte venha logo lhe buscar e dá conselhos incomuns às filhas: “É muito bom sentir fome”. Os Tais Caquinhos é um romance de formação trágico e comovente, capaz de arrancar risos nervosos. Ao descrever o dia a dia de uma família simbiótica em meio à cordilheira de lixo que só faz crescer, Natércia Pontes desenha um fascinante retrato de três pessoas que buscam conviver com seus sonhos e suas fantasias, suas manias e seus anseios, seus medos e suas revelações.

O Senhor Do Mundo
Robert Hugh Benson
Sétimo Selo

O mundo imaginado por Benson — uma hipérbole a partir dos erros que ele então já enxergava — caminha rumo ao autoritarismo de um governo mundial, onde as liberdades individuais são suprimidas por meio da imposição de regras de conduta e de uma nova moralidade. Certamente, Benson jamais imaginou que o seu romance chegaria, no início do século XXI, a se tornar tão realista. Na obra, uma iminente guerra ameaça a paz universal, situação que permite a um jovem desconhecido ganhar popularidade em todo o mundo. Ele aspira a ser cultuado pelo humanismo de uma falsa religião global, que exclui e criminaliza toda e qualquer expressão que ainda possa existir de uma espiritualidade verdadeiramente transcendente. Trata-se, portanto, do advento do anticristo. Permanece ainda, porém, algo da tradição que construiu o Ocidente: a Igreja Católica, que, embora em meio a uma crise, se apresenta como a única resistência frente ao totalitarismo.

Para Ressignificar um Grande Amor
Akapoeta, Anália Moraes
Paralela

Em seu novo livro, João Doederlein (Akapoeta) nos conduz por seu processo de cura e autoconhecimento, resgatando uma lição importante para todos nós: a vida não é feita de certezas, e recriar faz parte do ciclo.

Algo Antigo
Arnaldo Antunes
Companhia das Letras

Novo livro de poemas de um dos artistas mais inventivos da atualidade. O isolamento, o noticiário e a política são eixos centrais de versos que, com humor e sensibilidade, impressionam por sua atualidade e contundência.

O Último Adeus de Sherlock Holmes
Arthur Conan Doyle
Martin Claret

O detetive mais famoso da literatura mundial retorna em mais uma série de contos em O Último Adeus de Sherlock Holmes. Vendido em forma de livro em 1917, os contos foram originalmente publicados na revista Strand Magazine, entre os anos de 1893, 1908 e 1917. Sherlock havia se aposentado no volume anterior, mas os fãs do detetive não deixaram Conan Doyle em paz e, com a eclosão da Primeira Guerra Mundial, o detetive volta à ativa como um agente secreto. Aqui, você pode ler e se deliciar com os novos casos emocionantes narrados por Watson: Vila Glicínia, O círculo vermelho, Os planos do submarino Bruce-Partington, O detetive agonizante, A caixa de papelão, O desaparecimento de lady Frances Carfax, O pé do diabo e O último adeus.

Os Arquivos de Sherlock Holmes
Arthur Conan Doyle
Martin Claret

“Era uma satisfação para o dr. Watson encontrar-se uma vez mais na sala em desordem do primeiro andar de Baker Street, ponto de partida de tantas aventuras memoráveis.” No entanto, ele não esperava encontrar o seu amigo Sherlock Holmes correndo perigo. O incrível detetive inglês estava prestes a concluir o caso da Pedra Mazarino e estava sendo ameaçado de morte. O toque da campainha parecia anunciar a Watson um destino trágico para aquela noite. Essa é uma das mais fabulosas histórias narradas por Watson sobre as aventuras do detetive inglês mais arguto do mundo, e este é o último livro escrito por Conan Doyle sobre Sherlock Holmes. O volume reúne 12 contos: A pedra Mazarino, O problema da ponte de Thor, O homem que andava de rastros, O vampiro de Sussex, Os três Garidebs, O cliente ilustre, Os três frontões, O soldado pálido, A juba do leão, O fabricante de tintas aposentado, A inquilina de rosto coberto e O velho solar de Shoscombe.

A Divina Comédia: Edição com brinde
Dante Alighieri
Martin Claret

Em versos decassílabos, A Divina Comédia é dividida em três partes: Inferno, Purgatório e Paraíso. O principal objetivo da obra é a edificação moral do pecador em busca do caminho do perdão divino. Com seu companheiro Virgílio, o poeta atravessa os tortuosos caminhos do Inferno e Purgatório até atingir o Paraíso, onde encontra Beatriz, que representa a sabedoria cristã, a única que pode levá-lo a Deus. Um clássico da literatura em nova edição especial com brinde: um pôster exclusivo.

Contos do Escritório
Roberto Mariani
Martin Claret

Uma edição com oito pequenas obras-primas, Contos do Escritório desnuda a fina trama mental dos homens de terno e gravata da Argentina no início do século XX. Através do uso do grotesco, o autor não se limita apenas a fotografar a realidade ao seu redor, mas desnudá-la em suas histórias. O trabalho de Roberto Mariani, autor argentino inédito no Brasil, chega aos leitores em uma tradução realizada por Renata Moreno.

A Revolução Dos Bichos
George Orwell, Talita Hoffmann
Antofagica Editora

Um dos maiores e mais controversos clássicos da literatura mundial, agora em edição ilustrada pela artista Talita Hoffmann. Os animais da Fazenda Imperial estão cansados da opressão. Depois de perceber que os louros de todo seu duro trabalho acabam nas mãos dos humanos, eles organizam uma revolução e tomam o controle da fazenda. Surge então a esperança de uma sociedade em que todos os animais sejam iguais, trabalhando e desfrutando do bem comum. Mas, além de enfrentar os senhores, os animais precisarão lidar com as divergências entre os irmãos. George Orwell sempre lutou contra injustiças, dentro e fora dos livros, afiliando-se a partidos progressistas durante sua vida. Mesmo nestes, posicionou-se à esquerda, pegando em armas ao lado dos socialistas libertários durante a Guerra Civil Espanhola. Com este conto de fadas político, publicado em 1945, o autor fez uma crítica afiada à ameaça totalitária que acompanha grupos que ascendem ao poder – e que, assoberbados pela autoridade, lá resolvem se manter a qualquer custo. Com nova tradução feita por Rogerio Galindo e mais de 60 artes de Talita Hoffmann, a edição da Antofágica conta com o prefácio que o próprio Orwell escreveu à edição ucraniana de 1947, comentando a instrumentalização de sua obra como panfleto anticomunista, um ensaio do jornalista e escritor Xico Sá como apresentação, e posfácios do especialista em Revolução Russa, Daniel Aarão Reis, que se aprofunda no contexto histórico da obra, e do tradutor Rogerio Galindo, que traça um panorama da vida e obra de Orwell. A Fazenda Imperial informa: Ao fazer a leitura do QR Code da cinta com seu smartphone, você tem acesso a duas videoaulas de Débora Reis Tavares, especialista em Orwell, para enriquecer a experiência de leitura. A primeira aula é indicada antes de iniciar o livro, pois traz o contexto geral da obra — aspectos da trama e o momento da História em que está inserido. A segunda aula é indicada para depois do término, como uma espécie de posfácio levantando alguns pontos interessantes da obra.

1984
George Orwell, Rafael Coutinho
Antofagica Editora

Obrigado por acessar sua teletela e aproveite para conhecer uma das mais marcantes obras de ficção do século XX, agora em nova edição com 115 ilustrações de Rafael Coutinho, nova tradução de Antônio Xerxenesky e apresentação de Gregório Duviviver. O Grande Irmão está te observando. Em uma sociedade em constante estado de guerra contra outros países e contra os inimigos do sistema, cada cidadão deve viver sob a permanente vigilância das teletelas. Qualquer sinal de comportamento ou pensamento desviante da ideologia do Grande Irmão é severamente punido pela Polícia do Pensar. Funcionário do Ministério da Verdade responsável por reescrever notícias e registros históricos, Winston Smith atua alterando o passado e, assim, o presente. Treinado para obedecer e calar, ele começa, no entanto, a questionar essa realidade. Seus atos de rebeldia contra o sistema, como ousar manter um caderno subversivo, parecem mínimos, até que ele se depara com a oportunidade de fazer algo maior e colocar sua vida em risco por uma sonhada mudança. Publicado originalmente em 1949, este clássico de George Orwell é uma obra fundamental sobre opressão e totalitarismo e possibilita inúmeros paralelos com o momento que vivemos, 70 anos depois. A nova edição da Antofágica, além de contar com tradução de Antônio Xerxenesky, ilustrações de Rafael Coutinho e apresentação de Gregório Duvivier, também traz textos extras de Luiz Eduardo Soares, especialista em segurança pública, Débora Reis Tavares, estudiosa de Orwell, Ignácio Loyola Brandão, um dos principais autores contemporâneos e membro da Academia Brasileira de Letras e do jornalista Eduardo Bueno, criador do canal Buenas Ideias no Youtube. O Ministério da Verdade informa: Ao fazer a leitura do QR Code da cinta com seu smartphone, você tem acesso a três videoaulas de Débora Reis Tavares, especialista em Orwell, para enriquecer a experiência de leitura. Cada aula é indicada para um momento da leitura: – Antes de iniciar o livro, comentando o contexto geral da obra; – Durante a leitura, com alguns insights sobre o que está acontecendo na trama; – Depois do término, como uma espécie de posfácio levantando alguns pontos interessantes da obra.

A Revolução dos Bichos
George Orwell, Cibelle Arcanjo, Butcher Billy
Editora Aleph

Escrito durante a Segunda Guerra Mundial e publicado em 1945, A Revolução dos Bichos – uma alegoria política baseada na Revolução Russa e na ditadura stalinista – foi eleito um dos cem melhores romances em língua inglesa do século 20. Cansados dos maus-tratos e da exploração a que são submetidos na Fazenda do Solar, os animais se rebelam contra seu mestre, o expulsam e assumem o controle da propriedade. Liderados pelos porcos, os bichos estabelecem uma sociedade igualitária baseada no Animalismo, um sistema de ideias contrário à tirania dos seres humanos e que, na prática, garantiria liberdade, justiça e fartura de alimentos a todos. Mas, com o passar do tempo, as esperanças de um futuro mais feliz vão se perdendo. O ideais da rebelião são corrompidos e depois esquecidos. Os porcos, novos donos do poder, repetem antigos hábitos e, aos poucos, instauram um novo regime de opressão.

1984
George Orwell, Butcher Billy, Cibelle Arcanjo
Editora Aleph

Obra máxima de George Orwell, 1984 é um dos livros mais influentes do século 20. Eternizada pela crítica ao totalitarismo e à usurpação dos direitos individuais, esta distopia assustadora marcou toda uma geração de leitores. Em uma sociedade extremamente regulada e aterrorizada por um regime totalitário, Winston Smith se sente encurralado. Funcionário público no Ministério da Verdade, onde trabalha alterando documentos para atender aos interesses do Partido, ele se vê desiludido com o sistema e com a própria existência. O desejo de se rebelar, porém, esbarra na constante vigilância das teletelas e no aparato repressivo do governo, que transformou a liberdade e a individualidade em crimes e persegue quem ousa desafiar as suas regras. Ao se aventurar em um romance secreto com Julia, com quem partilha o desprezo pelo Partido, Winston percebe que sua ânsia pela verdade pode se tornar uma possibilidade real de mudança. Mas combater o regime não será nada fácil, e o Grande Irmão cobrará seu preço.

George Orwell: 1984 + A Revolução dos Bichos
George Orwell
Temporalis

Dois clássicos da literatura muncial reunidos em um único volume! Lidos e discutidos em muitas escolas e universidades nas últimas gerações como exemplos de peso moral e presciência política, muito além das leituras obrigatórias, ainda são explorados por prazer, emoção e instrução, mesmo por jovens que não tenham sido compelidos a isso. Hoje, com a ampla e segura reputação alcançada pelo autor, pode ser chocante lembrar que ambas as suas obras-primas quase foram abortadas ao nascer, seja por publicações negadas ou pela destruição da guerra. Já em um passado menos distante, esses livros costumavam ser proibidos em países sob o regime comunista, e ainda são ocasionalmente suprimidos em nações de partido único. Orwell provavelmente não imaginava em vida alcançar tamanha projeção. Já a censura contínua o teria surpreendido muito menos. A Revolução dos Bichos foi escrita durante a Segunda Guerra Mundial, em uma época em que Londres estava sendo bombardeada pelos nazistas. Orwell desprezava Hitler e o fascismo e tinha lutado como soldado voluntário pela República Espanhola, mas ele escolheu este momento pouco propício para escrever uma sátira mortal sobre a ilusão do Comunismo Soviético. Em 1984, o autor fez uso extenso de seu próprio conhecimento de crueldade. Em sua vida, ele testemunhou o comportamento autoritário entre meninos em internatos ingleses; depois, enquanto servia como policial na Birmânia; por último em campo de guerra. O romance demonstra a impotência e a vulnerabilidade do cérebro humano frente às práticas de manipulação em massa. Venceu censuras, transgrediu regimes unilaterais e formou senso crítico em diferentes gerações, tornando-se, sem nenhuma dúvida, uma das maiores obras da história da literatura.

A Fazenda dos Animais
George Orwell, Fernando Vilela (Ilustrador)
Melhoramentos

Com prefácio de Eduardo do Bueno, do canal Buenas Ideias, capa do premiado artista brasileiro Fernando Vilela e tradução da escritora Sandra Pina. A Fazenda dos Animais é a clássica fábula de George Orwell, publicada anterioramente no Brasil com o título A Revolução dos Bichos. Nela, o autor discute os regimes totalitários, a exploração dos trabalhadores e como uma rebelião bem-intencionada pode ser usada para oprimir ainda mais os que lutam contra a opressão. Esta edição traz a novíssima tradução de Sandra Pina e prefácio de Eduardo Bueno, que conta a trajetória de George Orwell e dessa obra-prima da literatura no mundo e no Brasil, além de uma capa exclusiva com cores especiais assinada pelo artista plástico Fernando Vilela.

A Fazenda dos Bichos: Edição com brinde
George Orwell, Leonardo Castilhone
Martin Claret

Pensador honesto e destemido, ferrenho crítico dos abusos e crimes cometidos pelos mais diversos regimes totalitários do século XX, simpatizante das ideias socialistas e, não obstante, defensor dos valores milenares da democracia ocidental, o escritor inglês, George Orwell, fala nesse romance, de modo tão sutil quanto irrefutável, da revolução comunista de 1917 e dos acontecimentos dramáticos que lhe sucederam, da liberdade e da opressão que sempre andam de mãos dadas. Acaba criando uma profunda alegoria, porém não se enganará quem o ler tendo em mente aquele ditado russo de que, seja qual for a fantasia, há nela uma alusão à realidade. “O que está descrito em meu livro é fabuloso, mas não impossível”, parece dizer Orwell, com seu costumeiro sorriso triste e jocoso. “Cuidado aí, leitores!”. Na compra da edição, ganhe um pôster exclusivo de brinde!

1984 
George Orwell
Buzz Editora

Após uma guerra devastadora o mundo é dividido em três superpotências: Eurásia, Lestásia e Oceânia. Esta última é comandada pelo Grande Irmão, um ditador cujo governo observa dia e noite todos os habitantes do pais, impedindo-os de cometerem crimes como o amor e o pensamento livre. Vivendo sobre essa ditadura distópica, acompanhamos Winston Smith, um funcionário do Ministério da Verdade que sonha com um mundo livre e solto das amarras do Grande Irmão. Sua vida é completamente transformada ao conhecer Julia, uma mulher também acometida pelos pensamentos revolucionários de Winston.

Caixa Orwell: 1984 e A Fazenda dos Animais
George Orwell , Vânia Mignone
Companhia das Letras

As duas obras-primas de um dos autores fundamentais do nosso tempo, em edições especiais com ensaios visuais exclusivos, retrospectiva de capas históricas e ampla fortuna crítica escrita por grandes nomes da teoria literária. 1984 e A Fazenda dos Animais, dois dos romances mais emblemáticos do século XX, reunidos em um box especial para colecionadores. Em um projeto gráfico especialíssimo, com capa em tecido, corte impresso e ensaio visual das artistas brasileiras Regina Silveira e Vânia Mignone, as novas edições trazem apresentação do crítico Marcelo Pen e ensaios que dão conta da história da recepção crítica dos romances desde o seu lançamento. São textos inéditos no Brasil de autores como Golo Mann, Irving Howe, Raymond Williams, Thomas Pynchon, Homi K. Bhabha, Martha C. Nussbaum, Bernard Crick, Edmund Wilson, Harold Bloom, Daphne Patai, George Packer, entre outros, verdadeiros guias de leitura para mergulharmos no universo de Orwell. A Fazenda dos Animais conta também com nova tradução, feita por Paulo Henriques Britto, e um texto exclusivo relembrando a história das edições brasileiras do romance e abordando ligações entre política e literatura ― e o que levou o livro a ter sido conhecido como A Revolução dos Bichos no país.

Por Que Escrevo
George Orwell
Penguin

Breve coletânea de um dos maiores ensaístas contemporâneos, Por Que Escrevo traz textos sobre o poder dos livros e da leitura, a importância da linguagem e a necessidade de se escrever. Tudo isso com a habilidade característica do autor de 1984. Seja demonstrando a falácia da linguagem política, dissecando o preço real dos livros ou proclamando verdades dolorosas sobre a guerra, os ensaios de George Orwell são atemporais e mostram sua relevância para qualquer período, país ou leitor. Ao falar sobre o poder da escrita, o autor de A Fazenda dos Animais e 1984 analisa não só a própria produção, como também o papel que a literatura ― em seu sentido mais amplo ― exerce tanto na formação política do indivíduo quanto em sua forma de enxergar o mundo. Incluindo os ensaios Por que escrevo, Política e a língua inglesa, Livros vs. cigarros e O leão e o unicórnio, esta edição traz uma seleta dos ensaios mais emblemáticos de um dos principais pensadores modernos.

O Tigre Branco
Aravind Adiga
HarperCollins

Romance vencedor do Man Booker Prize de 2008 e que inspirou o filme da Netflix. Em uma história irônica e divertida, o protagonista de O Tigre Branco relata o trajeto bastante inusitado que percorreu para subir na vida e conseguir se tornar alguém importante no cenário nacional: assassinar seu patrão. Em cartas dirigidas ao primeiro-ministro chinês, Balram Halwai revela uma visão crítica aguçada da sociedade indiana e do mundo contemporâneo, e justifica seu crime classificando-o como um “ato de empreendedorismo”. O leitor vai se surpreender a cada passo do romance de estreia do jovem autor indiano Aravind Adiga. O Tigre Branco foi considerado pelos jurados do Man Booker Prize, um dos maiores prêmios da literatura, um livro de imenso valor literário e extremamente original, por apresentar aspectos da Índia normalmente ignorados e personagens que revelam um lado humano desconcertante.

Asfalto Selvagem: Engraçadinha, Seus Amores e Seus Pecados
Nelson Rodrigues
HarperCollins

Um dos mais importantes romances nacionais, Asfalto Selvagem reúne em uma só narrativa paixão, suspense, devoção religiosa, erotismo, incesto, tragédia, humor e um olhar implacável sobre as obsessões que nenhum de nós ousa confessar. Quase nada escapa da pena demolidora de Nelson Rodrigues: instituições, ideologias, desejos. Se parece audacioso no século XXI, o que se pode dizer sobre o impacto causado nos leitores do jornal Última Hora, em que foi publicado em forma de folhetim entre 1959 e 1960? Um escândalo. E um imenso sucesso. Eis a genialidade do autor: Nelson realiza a rara proeza de escrever um romance profundo e ao mesmo tempo popular. Obra irresistível para os leitores de então e para os atuais, Asfalto Selvagem continua a descortinar as tensões mais subjacentes da moralidade urbana brasileira por meio de um texto deliciosamente perturbador e personagens inesquecíveis.

Coleção Nelson Rodrigues: Cidade + Meu Destino É Pecar + O Casamento
Nelson Rodrigues
Nova Fronteira

CIDADE: Em 1937, Nelson Rodrigues publicou um texto intitulado “O irmão”, no jornal O Globo. Este é o primeiro capítulo do que o dramaturgo anunciou como o “romance Cidade ”, que estaria no prelo. O capítulo de um romance não acabado já revela uma narrativa ágil e perturbadora, concluída a várias mãos, por alguns dos ícones da nossa literatura: André Sant’Anna, Carlito Azevedo, Aldir Blanc e Veronica Stigger. O último capítulo conta com a participação especial de Suzana Flag, pseudônimo feminino de Nelson –, que nos traz o melhor da técnica folhetinesca, fazendo dessa história, sem dúvida, um relato surpreendente. MEU DESTINO É PECAR: Escrito sob pseudônimo de Suzana Flag, este romance de Nelson Rodrigues conta a história da bela Leninha, obrigada a se casar com o rude Paulo por causa das dívidas da família. Após a cerimônia, Leninha vai morar na fazenda do marido. Não aceitando a situação, ela planeja fugir, mas se torna prisioneira em sua nova casa. E, para completar, se apaixona pelo irmão de Paulo, um homem bonito e cheio de mistérios. O CASAMENTO: A apenas um dia do casamento de Glorinha e Teófilo, o médico da noiva avisa ao pai dela que seu futuro genro foi flagrado em um incidente homossexual. Esse é o ponto de partida para Nelson Rodrigues desfilar sua genialidade irônica e o humor negro tão característicos de sua narrativa. Escrito por encomenda para Carlos Lacerda, O Casamento, único romance de Nelson, foi publicado em 1966 e alcançou sucesso extraordinário em poucas semanas. O autor já se preparava para uma brilhante carreira nas livrarias quando foi tomado de surpresa pela notícia da morte de Mário Filho poucos dias após o lançamento do livro. Antes que pudesse se recuperar da perda de seu irmão, o romance foi proibido pelo ministro da Justiça do governo de Castello Branco, tendo sido considerado subversivo e indecoroso.

Nosferatu
Joe Hill
HarperCollins

Vic McQueen não é como as outras crianças. Ela consegue encontrar coisas impossíveis de serem achadas ao atravessar de bicicleta uma ponte perto de sua casa. Mas, em um dia particularmente ruim em que estava procurando problemas, Vic acaba encontrando Charles Manx. Manx é um homem que dirige seu velho Rolls-Royce com a placa NOS4A2, capturando crianças e levando-as para um lugar em que todos os dias é Natal. Parece um sonho, mas a aparência e os maneirismos de Manx dão a entender que é justamente o oposto. Vic consegue escapar das garras do homem, mas, anos depois, quando seu filho desaparece, ela descobre que Manx está vivo e que o NOS4A2 tem um novo passageiro: seu filho.

Mrs Dalloway
Virginia Woolf
Martin Claret

Clarissa Dalloway inicia um belo dia de verão caminhando por uma Londres da qual estivera isolada. Dividida entre os preparativos de uma festa e as lembranças de um passado bucólico, ela faz o balanço da vida que tem vivido. E é assim que mergulha em emoções submersas e questionamentos existenciais, em uma viagem de autoconhecimento e reflexão que, de certa forma, é também uma viagem nossa.

Férias nos Hamptons: Para Nova York, Com Amor Livro 5
Sarah Morgan
Harlequin Books

Felicity “Fliss” Knight tem uma empresa de sucesso em Nova York com sua irmã gêmea, Harriet, e ama tudo sobre a cidade… Até que seu ex-marido começa a trabalhar na esquina de sua casa. Faz dez anos que Fliss não vê Seth Carlyle, mas um vislumbre dele ― ainda bonito demais, ainda bom demais para ela ― é o suficiente para fazer seu coração doer. Então, quando sua avó precisa de ajuda nos Hamptons, Fliss se agarra à oportunidade de escapar do passado. O relacionamento deles pode ter sido breve, mas Seth conhece Fliss ― se ela está fugindo para a casa da avó, é porque ainda sente algo. Ele a deixou escapar uma vez, mas isso não vai acontecer de novo. E não existe lugar melhor para obter respostas. Agora, Fliss e Seth estão nos Hamptons, que por muito tempo foi sinônimo de liberdade e alegria. Mas será o suficiente para que os dois confrontem sentimentos antigos, palavras não ditas e a oportunidade de um futuro… juntos? O novo livro da famosa série de Sarah Morgan traz uma mudança de cenário, mas continua tão apaixonante quanto suas outras histórias: Amor em Manhattan, Pôr do sol no Central Park, Milagre na 5ª Avenida e Simplesmente Nova York.

Se Você Me Visse Agora
Cecelia Ahern
HarperCollins

Elizabeth é uma mulher organizada: sua vida e suas emoções estão tão arrumadas que sobra pouco espaço para espontaneidade. É como ela reage ao caos de sua família ― a mãe que a abandonou quando ela era criança, um pai emocionalmente distante e uma irmã rebelde que parece estar seguindo os passos da matriarca, deixando o filho de 6 anos, Luke, aos cuidados de Elizabeth sempre que pode. Quando Ivan, o misterioso amigo adulto de Luke aparece na vida deles, Elizabeth não sabe bem o que fazer. Sempre em busca de uma aventura e revirando a vida dos dois por completo, Ivan abre os olhos de Elizabeth para uma nova forma de viver. Mas seria Ivan bom demais para ser verdade? E se Elizabeth abriu seu coração apenas para arriscar que se magoe novamente? Se Você Me Visse Agora é uma história recheada de amor ― e um toque de mágica.

53S76O: Draco Cola, A Cauda do Dragão
Douglas Portelinha
Chiado Editora

Uma embaixatriz que comanda uma agência de espionagem, um cartógrafo e navegador que trocou seu nome e assumiu uma nova nacionalidade por razões não muito claras, um cavaleiro templário com a missão de conseguir mais conhecimento e informações para transformar uma pequena nação em um Império Naval. Esta aventura se passa em uma época de acontecimentos extraordinários, descobertas fantásticas, avanços tecnológicos e transformação das artes, como se fosse nos dias de hoje. As pessoas também usavam a tecnologias de ponta que se tinham na época. Em vez de GPS, astrolábio e bússola, em vez de grandes navios de contêineres cruzando os mares, caravelas e naus. Um alquimista surpreende seus convidados soltando um mecanismo autônomo fantástico em forma de mosquito que voa e sempre volta na palma de sua mão. A história antecipa invenções que em pouco tempo apareceriam como relógios, lápis e telescópio e também mostra no lugar de nobres e fidalgos com roupas espalhafatosas, nobres de ternos como se fossem executivos.

Novelas Exemplares
Miguel de Cervantes
Martin Claret

Querido leitor, ao ler estas novelas você estará entrando em outro tempo, no famoso Século de Ouro da literatura espanhola, que nos ofereceu parte do cânone ocidental. Grandes clássicos saíram da pena de autores como Góngora, Quevedo, Calderón, Lope de Vega, e o autor destas Novelas Exemplares, Miguel de Cervantes. O volume contém as seguintes novelas: A Ciganinha, O Amante Generoso, Rinconete e Cortadillo, A Espanhola Inglesa, O Licenciado de Vidro, A Força do Sangue, O Estremenho Ciumento, A Ilustre Fregona, As Duas Donzelas, A Senhora Cornélia, O Casamento Enganoso, O Colóquio dos Cães.

As 29 Poetas Hoje
Várias autoras, Heloisa Buarque de Hollanda (Compiladora)
Companhia das Letras

Entre a poesia escrita e a falada, o humor e a revolta, o tom intimista e a voz performática, esta antologia reúne uma geração efervescente de jovens poetas brasileiras. Quarenta e cinco anos depois do lançamento de 26 Poetas Hoje ― antologia que marcou época e se tornou um documento incontornável dos anos 1970 ―, Heloisa Buarque de Hollanda se perguntou: quem está fazendo a poesia agora? Ao se dar conta da surpreendente presença das mulheres, cada uma com sua dicção e seu estilo, Heloisa reuniu vozes de uma geração pulsante e combativa, que impressiona pela força, pela coragem e pelo talento. As 29 Poetas Hoje é uma antologia que fala sobre identidade, sexo, amor, fúria, política e o Brasil de agora. Participam: Adelaide Ivánova; Maria Isabel Iorio; Ana Carolina Assis; Elizandra Souza; Renata Machado Tupinambá; Bruna Mitrano; Rita Isadora Pessoa; Ana Fainguelernt; Luz Ribeiro; Danielle Magalhães; Catarina Lins; Érica Zíngano; Jarid Arraes; Luna Vitrolira; Mel Duarte; Liv Lagerblad; Marília Floôr Kosby; Luiza Romão; Raissa Éris Grimm Cabral; Cecília Floresta; Natasha Felix; Nina Rizzi; Stephanie Borges; Regina Azevedo; Valeska Torres; Bell Puã; Yasmin Nigri; Dinha; Marcia Mura

As Cabeças das Pessoas Negras
Nafissa Thompson-Spires
Companhia Editora Nacional

Em seus contos de estreia, Nafissa Thompson-Spires lança luz sobre as tensões latentes enfrentadas pela comunidade negra estadunidense. Com uma resistência corajosa à categorização e às respostas fáceis, em cada história a autora mergulha na vida de personagens tão reais que poderíamos cruzar com eles na rua. Alguns têm um humor ácido – como as duas mães que trocam mensagens sarcásticas por meio de bilhetes colocados nas mochilas das filhas – enquanto outros são absolutamente pungentes. Os personagens do conto que dá nome à obra, e que narra as terríveis consequências do incidente em que um cosplayer é confundido com uma ameaça, são bons exemplos disso. Em tempos em que se faz absolutamente necessário questionar nossos pensamentos a respeito da raça, da negritude e dos preconceitos que cercam esses temas, As cabeças das pessoas negras marca a chegada de uma escritora admirável, uma nova voz que todos precisam ouvir.

O Limite de Tudo
Jeff Giles
Rocco

Ela o nomeou e, depois disso, passaram a pertencer um ao outro. O ano não está sendo fácil para Zoe, uma garota de dezessete anos que acaba de perder o pai. A fase do luto parece nunca ter fim: a polícia ainda não resgatou o corpo do pai da caverna na qual ele desaparecera e o casal de vizinhos idosos que ajudara a criá-la está desaparecido. Além disso, Jonah, seu irmão, se perde na floresta no meio de uma nevasca, forçando-a a ir atrás dele, e os dois são atacados por um homem cruel. Quando tudo parece estar perdido, são salvos por um estranho caçador de recompensas, que ganha o nome de X. Mas X não é um caçador de recompensas qualquer – ele vem de um mundo infernal chamado Terrabaixa e é capaz de fazer coisas que nenhum humano conseguiria. Ao ser enviado para capturar a alma do homem que atacou Zoe e se mostrar para ela, ele quebra as regras da Terrabaixa e terá que pagar por isso – o que pode significar o maior dos sacrifícios para os dois. O Limite de Tudo leva os leitores à sombria Terrabaixa, a montanhas inóspitas e cavernas perigosas de Montana, e a uma viagem sem precedentes ao mundo do amor e dos sacrifícios que fazemos por ele. Primeiro de uma duologia que tem tudo para agradar ao público que gosta de séries de fantasia.

O Silêncio das Filhas
Jennie Melamed
Rocco

Não deverás esquecer teu ancestral. Não permitirás mulheres, que não sejam irmã, filha ou mãe, se reunirem sem um homem para orientá-las. Não deverás desobedecer a teu pai. Não furtarás. Fanatismo e intolerância se perpetuam há várias gerações e regem a vida das mulheres dessa ilha, que são controladas pelos patriarcas. O destino não lhes pertence. Até que um dia a pequena Caitlin testemunha uma cena chocante e não consegue mais ficar em silêncio em relação aos seus sentimentos. Em uma pequena ilha isolada e segura, descendentes de dez famílias vivem numa comunidade fechada regida por suas próprias regras. Sem tecnologia, sem moeda e com práticas sexuais perturbadoras, a ilha é governada pelos Viajantes, um grupo de homens privilegiados que faz incursões às Terras Devastadas para buscar os restos e detritos de um mundo arrasado que possam ajudar na subsistência dos ilhéus. Semelhante a uma aldeia medieval de rígida estrutura patriarcal e religiosa, os habitantes cultuam os Ancestrais, os primeiros a chegar à ilha. As mulheres são subservientes aos homens, que reinam fortes e absolutos, e criadas para ficar em casa, costurar, cozinhar, limpar, casar e engravidar. A procriação é controlada, o saber e a história, racionados. O Silêncio das Filhas é narrado a partir de perspectivas múltiplas, todas femininas. Amanda, casada e grávida, que começa a questionar os mandamentos dos Ancestrais. Vanessa, que tem mais conhecimento do que a maioria das meninas por ter acesso à biblioteca do pai, um Viajante. Caitlin, uma garota tímida e insegura que testemunha algo que vai contra tudo o que os Ancestrais ensinaram. E Janey, uma líder emergente que não aceita os papéis de gênero que a comunidade lhe impõe. A tensão narrativa se constrói a partir da caracterização habilidosa e lírica das vozes centrais, do ambiente inóspito em um futuro distópico de uma ilha congelante nos invernos e infestada de mosquito nos verões, da desconfortável normalidade social dos abusos dos homens com suas filhas. Através das vozes das meninas, amadurecendo física e emocionalmente ao longo das estações, acompanhamos tudo o que acontece de dramático e surpreendente em uma sociedade aterrorizadora, misógina e sombria que caberá a elas enfrentar e mudar.

The Dare: O Jogo de Taylor e Conor: 4
Elle Kennedy
Paralela

No quarto spin-off da série Amores Improváveis, Elle Kennedy oferece aos leitores o que eles mais amam: humor, romance e cenas muito, muito quentes.

“A faculdade devia ser a chance de abandonar meu complexo de patinho feio e me tornar um lindo cisne. Em vez disso, fui parar em uma irmandade cheia de meninas malvadas. Já está sendo difícil me enturmar, então, quando minhas irmãs da Kappa Chi propõem um desafio, eu não posso dizer não. A missão: seduzir o mais novo (e gato) jogador de hóquei da Briar. Todo mundo conhece Conor Edwards. Ele está em todas as festas de fraternidade, e na cama de todas as meninas. É do tipo que você se apaixona antes de perceber que ele nunca olharia para você. Mas o sr. Popular me surpreende ― em vez de rir de mim, ele me acompanha até o quarto e finge que estamos nos pegando. Por incrível que pareça, agora ele quer continuar fingindo. Conor adora um joguinho e acha que vai ser divertido enganar as meninas da Kappa. Mas resistir ao seu charme de surfista é quase impossível, e estou começando a desconfiar que ele tem muito mais a oferecer do que seu fã-clube imagina. O problema é que eu sou péssima nessas brincadeiras. E quanto mais tempo esse jogo bobo durar, maior o perigo de tudo isso explodir na minha cara.” CONTEÚDO ADULTO.

Sortudas?: #avidanaoéumapubli
Dawn O’Porter
Primavera

A vida de alguém é tão perfeita quanto parece? Beth mostra que as mulheres realmente podem ter tudo; Ruby vive de acordo com suas próprias regras; Lauren está vivendo o sonho de ser uma grande influencer. Mas… Beth não faz sexo há um ano. Ruby sente que está falhando em tudo. A felicidade de Lauren é falsa. Basta um evento chocante para fazer a verdade da vida de cada uma vir à tona. Destemido, franco e absurdamente divertido, Sortudas? é para qualquer mulher que já duvidou de si mesma.

Vikings: Nidhogg
Eduardo Kasse, Diego Guerra, Ana Lúcia Merege, Aya Imaeda
Draco

Por volta do ano 1000 d.C., a Era Viking vive o seu crepúsculo. O cristianismo tornou-se a religião mais poderosa da Europa e os povos pagãos estão desaparecendo. Seja porque estão sendo convertidos ou assassinados. Apesar do peso da velhice em seus ombros, a poderosa e respeitada Siv Hróaldrdottir ainda é uma líder forte e governa as suas terras com muita dedicação. Porém tem provado mais o sabor da derrota do que da vitória, além de ser odiada pelo rei que anseia por sua morte. Dela, de outros Jarls que bradam por Odin e dos seus velhos capitães. Parece até que os Deuses abandonaram seus filhos. Mas esta não é uma história de anciãos. Asgeir, neto de Siv, está no esplendor da juventude, e junto com outros jovens guerreiros que almejam reconhecimento e atos heroicos, busca as glórias do passado cantadas pelos skalds. E só há um desejo em seus corações: fazer os Deuses voltarem a olhar para Midgard. Vikings: Nidhogg é um romance histórico de Eduardo Kasse que conclui a saga iniciada em Vikings: Berserker e expandida nos quadrinhos Vikings: Noite em Valhala e Vikings: Morte ao Troll. Entre canções de bravura e a jocosidade dos que não temem a luta estão essas vidas tecidas pelas nornas.

Vikings: Nas Palavras Dos Skalds
Eduardo Kasse
Draco

Navegue por incríveis histórias através de palavras inspiradas. Quando as pessoas aprenderam a falar, começaram a contar e a cantar histórias sobre o mundo ao seu redor. Reuniam-se em volta da fogueira e louvavam as forças da natureza, os Deuses e seus feitos memoráveis. Relembravam seus atos heroicos com tensão e emoção e suas desastrosas falhas com jocosidades que faziam rir até a barriga doer. Na cultura nórdica os skalds eram os guardiões das histórias e as recitavam com desenvoltura, inspirados pelo Deus Bragi, o poeta de Asgard. Suas palavras sinuosas (venenosas, quando preciso) prendiam a atenção de quem as ouvia e lhes garantia bons punhados de prata e ouro. Em Vikings: nas palavras dos skalds, prepare-se para ouvir narrativas de notáveis almas que o levarão a um mundo distante. Thóra, uma queijeira órfã que encontrou seres míticos; Ulfhild, uma intrépida guerreira em busca de um inestimável tesouro escondido por Loki; Kåre, o viking negro, que junto de sua mãe enfrentará um mal desconhecido e antigo nas terras de Córdoba; e Torgils, um homem que para muitos é apenas um louco, mas para outros é um sábio que ainda fala com os Deuses. Organizada e com participação de Eduardo Kasse (Saga Vikings), as palavras de Ana Lúcia Merege, Aya Imaeda e Diego Guerra poderão ser saboreadas com cerveja, javali assado e ótimos queijos. Viaje com esses vikings que ganharam a imortalidade pelos versos dos skalds. Skål!

Morte na Água
Kenzaburo Oe
Companhia das Letras

Em um misto de mito, história e memória, Morte na Água é uma das obras-primas de Kenzaburo Oe, que trabalha com maestria ao desenvolver a narrativa de um trauma pessoal que é também o trauma de uma nação. Conhecido por sua aguda capacidade de observação da alma humana, Kenzaburo Oe é um dos principais romancistas contemporâneos. Ganhador do prêmio Nobel de literatura, seus livros angariam leitores em todo o globo. Em Morte na Água, acompanhamos o escritor Kogito Chōkō ― alter ego do próprio Oe ― em sua luta pela inspiração para seu próximo livro, que o leva de volta à sua cidade natal em busca de informações que expliquem melhor a morte de seu pai. A intenção de Kogito é escrever um romance a partir do que coletar, mas ele acaba se vendo em meio a questões muito mais profundas que envolvem desde traumas pessoais até descobertas que remontam à Segunda Guerra Mundial. O relacionamento turbulento entre pai e filho emerge com toda força, além da culpa de Kogito por não ter estado presente na noite em que o pai se afogou. É Asa, sua irmã, quem traz para a narrativa um grande baú vermelho que pode conter as explicações que o protagonista tanto procura. Ao analisar a busca por um legado particular mas também nacional, Kenzaburo Oe constrói um romance inesquecível sobre traumas pessoais e coletivos, e sobre como as narrativas que construímos para nós mesmos podem se mostrar frágeis.

“Neste livro, a serenidade e o domínio narrativo de Kenzaburo Oe são admiráveis.” ― New York Times Book Review

O Médico e o Monstro & Outras Histórias
Robert Louis Stevenson
Excelsior

O Médico e o Monstro é considerado um dos melhores livros da história, recordista em adaptação para teatro, cinema e televisão e, ao lado de Frankenstein e Drácula, um dos marcos iniciais do gênero de horror! Será que o ser humano tem dupla natureza – uma boa e a outra ruim – e convive internamente com ambas? Teríamos, então, um lado sombrio, que não costumamos revelar a todos? Neste caso, seria possível separar essas duas personalidades? Sr. Utterson, um advogado londrino, depara-se com a estranha figura do sr. Hyde enquanto faz um de seus passeios dominicais. Então, tenta entender o que aconteceu ao seu amigo e médico Henry Jekyll, que convalesce em uma cama e lhe entrega um misterioso testamento instruindo a passar todos os seus bens ao sr. Hyde, caso morra ou desapareça. Quando uma menina é pisoteada por Hyde, o advogado começa a achar que seu amigo talvez esteja sendo ameaçado por essa figura perversa. É aí que se desencadeia uma história de mistério envolvendo Henry Jekyll e o maligno Hyde. Pouco a pouco, Utterson fica obcecado pela ideia de libertar o doutor Jekyll da presença deste temível monstro. Porém, os acontecimentos vão mostrar a ele que nem tudo é como parece ser e que há algo muito sombrio a ser descoberto…. Autor do clássico A Ilha do Tesouro e considerado um dos grandes nomes da História da Literatura Mundial, Robert Louis Stevenson é um escritor que vale a pena ser redescoberto ou revisitado. Desde sua primeira publicação em 1886, O Médico e o Monstro tornou-se um clássico instantâneo, vendendo 40 mil cópias nos primeiros seis meses. – A adaptação de O Médico e o Monstro (1920), estrelada por John Barrymore, ainda na era do cinema mudo, foi o primeiro grande sucesso do gênero. – Em 1931, foi lançada uma segunda adaptação cinematográfica, agora falada, que se tornou um novo sucesso e deu o Oscar de Melhor Ator para Fredric March. – A história influenciou dezenas de outras narrativas e filmes, como Clube da Luta, O Homem Invisível, Capitão Nemo, Van Helsing, e personagens de dupla personalidade, como Hulk, Fera (do universo X-Men) e Duas-Caras (do universo Batman). Também inspirou a HQ A Liga Extraordinária, de Alan Moore. Além de O Médico e o Monstro, neste livro você poderá conhecer também os contos O Diamante do Rajá e O Pavilhão nas Dunas.

A Ilha Misteriosa
Júlio Verne
Martin Claret

Um dos principais temas que Júlio Verne aborda em suas obras mundialmente famosas é a luta do homem contra as forças da natureza. O homem é frágil e está consciente de que a natureza pode esmagá-lo num piscar de olhos, afirma o escritor, porém, uma vez armado de conhecimentos científicos e habilidades técnicas, não apenas se livra do poderio dela como também a submete, mais cedo ou mais tarde, à sua própria vontade de ferro. Dedicado à heroica jornada de cinco americanos que o destino levou para uma ilha deserta, perdida nos confins do oceano Pacífico, e fez enfrentar todas as provações imagináveis numa tentativa desesperada de salvar suas vidas, o romance A Ilha Misteriosa explora esse tema de forma tão persuasiva que acaba por se transformar num verdadeiro hino a quem se arrisca para vencer e nunca recua ante quaisquer infortúnios que o acometam. Um tanto semelhante à história de Robinson Crusoe, matizado de várias reminiscências dos outros livros do mestre francês, com destaque para Os Filhos do Capitão Grant e Vinte Mil Léguas Submarinas, aos quais dá continuação, ele declara não haver limites que o gênio humano não consiga transpor nem metas que lhe sejam inalcançáveis.

Coleção Fausto Bilíngue (Alemão) – Conjunto de caixa
Johann Wolfgang Von Goethe, Eugène Delacroix
Editora 34

Reunindo a primeira (1808) e a segunda (1832) partes de Fausto, a obra-prima de Goethe, na bela e fiel tradução de Jenny Klabin Segall, esta coleção traz um dos maiores clássicos da literatura mundial em edição bilíngue. O volume conta ainda com as ilustrações de Eugène Delacroix (primeira parte) e Max Beckmann (segunda parte), além de apresentação, comentários e notas de Marcus Vinicius Mazzari, o maior especialista brasileiro na obra do autor alemão.

Coleção D. Quixote Bilíngue (Espanhol) – Conjunto de caixa
Miguel De Cervantes Saavedra, Gustave Doré
Editora 34

Reunindo o primeiro e o segundo livros da obra-prima de Cervantes, O Engenhoso Fidalgo D. Quixote de la Mancha (1605) e O Engenhoso Cavaleiro D. Quixote de la Mancha (1615), na premiada tradução de Sérgio Molina, esta coleção traz as obras fundadoras do romance ocidental em edição bilíngue. O volume conta ainda com as clássicas ilustrações de Gustave Doré e apresentação da principal cervantista brasileira, Maria Augusta da Costa Vieira, da Universidade de São Paulo.

Niketche (Nova edição): Uma História de Poligamia
Paulina Chiziane
Companhia de Bolso

Um dos romances moçambicanos mais renomados do século XX, agora em edição de bolso. Rami é uma esposa fiel e subserviente. Ela faz o que manda a tradição, mas nem assim consegue ser amada por Tony, com quem é casada há vinte anos. Certo dia, Rami descobre que o marido tem várias amantes ― e filhos ― por todo o Moçambique, e decide conhecê-las uma a uma. “Eu, Rami, sou a primeira-dama, a rainha mãe. […] O nosso lar é um polígono de seis pontos. É polígamo. Um hexágono amoroso”, diz. A partir desse encontro surpreendente, todas terão suas vidas completamente transformadas. De origem humilde, Paulina Chiziane foi a primeira mulher moçambicana a publicar um romance ― apesar de não se considerar romancista, mas uma contadora de histórias. Em Niketche, ela mistura bom humor, consciência social e lirismo para traçar um vigoroso painel da condição feminina e da sociedade de seu país.

26 Poetas Hoje
Heloisa Buarque de Hollanda (Compilador), Vários autores
Companhia de Bolso

Reedição da mais importante antologia de poesia brasileira da década de 1970, que completa 45 anos. O ano é 1976. Em meio à censura e à repressão da ditadura, numa época batizada por Zuenir Ventura de “vazio cultural”, a professora e escritora Heloisa Buarque de Hollanda publicou uma antologia que causou furor. 26 Poetas Hoje trazia a atmosfera coloquial e irreverente que conflagraria a década de 1970, também chamada de geração mimeógrafo ou geração marginal. Eram poetas que estavam à margem do circuito das grandes editoras e que produziam seus livros de maneira artesanal, em casa, em pequenas tiragens vendidas em centros culturais, bares e nas portas dos cinemas. Ao reunir poetas que engrossavam o caldo da contracultura, o livro foi uma resposta direta aos anos de chumbo e se tornou um clássico da poesia brasileira, referência incontornável para escritores e leitores de poesia. Participam: Francisco Alvim, Zuca Saldanha, Antonio Carlos de Brito (Cacaso), Roberto Piva, Torquato Neto, José Carlos Capinan, Roberto Schwarz, Zulmira Ribeiro Tavares, Afonso Henriques Neto, Vera Pedrosa, Antonio Carlos Secchin, Flávio Aguiar, Ana Cristina Cesar, Geraldo Eduardo Carneiro, João Carlos Pádua, Luiz Olavo Fontes, Eudoro Augusto, Waly Sailormoon, Ricardo G. Ramos, Leomar Fróes, Isabel Câmara, Chacal, Charles, Bernardo Vilhena, Leila Miccolis e Adauto de Souza Santos.

Cortesã Por Uma Noite – Os Mistérios De Bow Street – Livro 1
Lisa Kleypas
Editora Arqueiro

Primeiro volume da série Os Mistérios de Bow Street. Lisa ganhou prêmios RITA e muitas menções honrosas em publicações especializadas. Já escreveu mais de 40 romances, que são best-sellers no mundo todo e foram traduzidos para 28 idiomas. Certa noite, o belo e misterioso policial Grant Morgan é chamado para investigar uma vítima de afogamento no rio Tâmisa. Quando chega lá, fica surpreso ao reconhecer Vivien Rose Duvall, um de seus grandes desafetos, a mais famosa e exclusiva cortesã dos salões londrinos. Grant fica mais surpreso ainda ao perceber que a moça está viva. Sem saber o que fazer, ele decide levá-la para casa, apesar de seu desprezo por ela. Quando Vivien acorda, porém, os dois percebem que ela não se lembra de nada. Durante a investigação, logo fica claro que a moça sofreu uma tentativa de assassinato e que sua vida ainda está correndo perigo. Enquanto tenta protegê-la, Grant se sente cada vez mais atraído por ela. E Vivien, incapaz de recuperar a memória, se entrega de corpo e alma a seu salvador. Nesse mistério envolvente cheio de pinceladas de romantismo, duas vidas se cruzam de maneira inesperada e uma paixão avassaladora coloca em dúvida tudo que eles achavam que sabiam.

Lições Inesperadas Sobre o Amor
Lucy Dillon
Arqueiro

Autora best-seller do Sunday Times. Jeannie sempre sonhou com uma grande paixão, e agora finalmente está vivendo um romance avassalador com Dan, um jovem veterinário. Depois de menos de um ano de namoro, ele a pede em casamento durante um fim de semana romântico em Nova York. Os meses de noivado voam e de repente ela se vê no carro a caminho do casamento. Tudo parece perfeito e mágico demais para ser verdade. Mas ela não consegue afastar do peito a sensação sufocante de que está tomando a decisão errada. Jeannie tem uma última chance de voltar atrás. Porém, quando decide agarrá-la, um golpe do destino joga tudo o que ela conhece pelos ares. Com o futuro parecendo incerto e sombrio, Jeannie mergulha uma jornada de autodescoberta e constata que, para amar totalmente outra pessoa, primeiro precisamos aprender a ouvir nossos próprios desejos e necessidades.

Amigas Para Sempre – Edição econômica
Kristin Hannah
Editora Arqueiro

O livro que inspirou a série de mesmo nome da Netflix, estrelada por Katherine Heigl e Sarah Chalke. Este livro faz parte da coleção Pop Chic da Editora Arqueiro. Aos 14 anos, Tully Hart era linda, alegre e popular. O que ninguém imaginava era o sofrimento que ela vivia: nunca conhecera o pai, e a mãe, viciada em drogas, costumava desaparecer por longos períodos. Mas sua vida se transformou quando ela se mudou para a alameda dos Vaga-lumes e conheceu Kate Mularkey. A garota era inteligente, compreensiva e tão amorosa que logo fez Tully se sentir parte de sua família. Ao longo de mais de trinta anos, Tully ajudou Kate a descobrir a própria beleza e a encorajou a enfrentar seus medos, enquanto Kate ensinou Tully a enxergar além das aparências e a fez entender que certos riscos não valem a pena. As duas juraram que seriam amigas para sempre. Essa promessa resistiu ao frenesi dos anos 1970, às reviravoltas políticas das décadas de 1980 e 1990 e às promessas do novo milênio, até que algo abalou a confiança entre elas. Será possível perdoar uma traição da melhor amiga? Neste livro, Kristin Hannah nos conta uma linda história sobre duas pessoas que sabem tudo a respeito uma da outra – e que por isso mesmo podem tanto ferir quanto curar.

Uma Longa Jornada – Edição econômica
Nicholas Sparks
Editora Arqueiro

400 mil livros vendidos no Brasil. Este livro faz parte da coleção Pop Chic da Editora Arqueiro. Aos 91 anos, Ira Levinson sofre um acidente de carro. Enquanto luta para se manter consciente, a imagem de Ruth, sua amada esposa já falecida, surge diante dele. Ira sabe que ela não está ali, mas começa a relembrar momentos de sua longa vida juntos. Perto dali, Sophia Danko, uma jovem estudante de história da arte, acompanha a amiga até um rodeio. Lá conhece Luke Collins, o caubói que venceu a competição. Os dois logo percebem como é fácil estarem juntos. Luke é diferente dos rapazes privilegiados da faculdade. Não mede esforços para ajudar a mãe e salvar a fazenda da família. Sophia descobre um novo mundo e percebe que Luke talvez tenha o poder de reescrever o futuro que ela havia planejado. Isso se o segredo que ele guarda não puser tudo a perder. Ira e Ruth. Luke e Sophia. Dois casais que o destino cuidará de unir, mostrando que, para além do desespero, da dificuldade e da morte, a força do amor sempre nos guia nesta longa jornada que é a vida.

Frankenstein: ou O Prometeu Moderno
Mary Shelley
Autêntica

Nascido e criado na Suíça, Victor Frankenstein sempre foi ávido de conhecimento. Na universidade, embarca em uma complexa e profunda pesquisa sobre a definição da vida. Uma noite, como por milagre, chega a um processo que lhe permite fazer reviver a matéria morta. Trabalhando dia e noite, ele descobre como animar um corpo feito de pedaços de cadáveres humanos e consegue criar uma criatura sobre-humana. Quando vê sua criatura, horrorizado com a figura monstruosa, grotesca, horrenda, Frankenstein foge, deixando sozinho o ser a quem dera vida. Começa então uma série de acontecimentos dramáticos, numa narrativa que leva às últimas consequências os sentimentos humanos de amor e ódio, desejo, carência, abandono, vingança. O desfecho é comovente e nos faz refletir sobre a natureza humana, sua ambição desmedida, seu egoísmo. Publicado pela primeira vez em 1818, este é um belíssimo livro, tenso, rico, uma das obras mais admiradas da literatura mundial.

O Vampiro Lestat
Anne Rice
Rocco Jovens Leitores

Clássico do horror moderno, O Vampiro Lestat é o aclamado segundo livro das Crônicas Vampirescas de Anne Rice, agora eternizado em uma edição especial capa dura. No primeiro volume, o best-seller Entrevista Com o Vampiro, Lestat é retratado como vilão pelo conturbado vampiro Louis. Neste romance, narrado em primeira pessoa, Lestat dá a sua versão dos fatos relatados na célebre entrevista e conta sua fascinante história, desde que era um simples mortal no interior da França pré-revolucionária. Para escapar da rotina da vida no campo, o jovem Lestat de Lioncourt, seduzido pela fulgurante Paris do século XVIII, abandona sua família e segue com uma trupe de atores para trabalhar no teatro. Em Paris, seu talento chama a atenção de Magnus, um vampiro secular que está decidido a dar fim à própria existência, e, para isso, transforma Lestat em vampiro, legando a ele sua fortuna e a missão de encontrar as origens de sua espécie. Em sua busca, Lestat desvela a fantástica mitologia vampiresca que remonta ao antigo Egito e, aos poucos, toma conhecimento de quem é quem na galeria de imortais que habitam os subterrâneos do mundo. Suas aventuras através dos tempos desembocam no século XX, quando o vampiro se torna um ídolo do rock, com uma verdadeira legião de fãs e clipes na MTV. Além de se integrar ao mundo dos vivos com sua música, Lestat pretende acordar vampiros ancestrais para tentar esclarecer os enigmas de sua misteriosa forma de existência. Com essa extravagância, no entanto, Lestat acaba quebrando o código de silêncio dos vampiros e provocando a ira de criaturas ainda mais poderosas do que ele. Assim, perseguido pelos imortais e pelos mortais que percebem sua natureza, Lestat percorre o mundo, experimentando os pesares, mas também todos os prazeres que a condição de vampiro pode lhe proporcionar.

Box – Os Irmãos Karamázov (Volumes 1 e 2)
Fiódor Dostoiévski
Nova Fronteira

Último romance de Fiódor Dostoiévski, Os Irmãos Karamázov foi concluído pouco antes da morte do autor e é considerado sua obra-prima. A história se desenvolve em torno do assassinato de um homem pelo próprio filho. O enredo policial, no entanto, é apenas o ponto de partida de um dos romances que descortinam com mais vigor a compreensão do ser humano. Concentrando em cada um dos quatro filhos do velho Karamázov uma qualidade humana, Dostoiévski reflete os problemas da Rússia do século XIX e apresenta um painel dos dramas universais.

A Árvore do Yoga: O Guia Definitivo Para Yoga na Vida Diária
B.K.S. Iyengar
Mantra

“À medida que ler este livro, você descobrirá alguma coisa da riqueza e da profundidade do yoga que nos conduz da superfície da pele às profundezas da alma.”

― B.K.S. Iyengar ―

B.K.S. Iyengar, o mais respeitado professor de yoga do mundo, teve como missão a democratização da filosofia e das técnicas indianas para todos; foi o grande disseminador dessa prática milenar no Ocidente. A árvore do yoga é um guia definitivo do yoga e de sua aplicação no dia a dia. Nesta obra você vai encontrar os pensamentos de Iyengar sobre vida familiar, amor e sexualidade, saúde e práticas curativas, meditação, luto e muito mais. Indicado para iniciantes, praticantes e também aos professores avançados, é um livro fundamental para a evolução humana. A “árvore” é uma metáfora para a vida e a prática do yoga, que nos conduzirá ao caminho para descobrir uma vida longa, saudável e feliz.

Coleção Eça De Queirós: O Primo Basílio + A Correspondência De Fradique Mendes
Eça De Queirós
Nova Fronteira

A CORRESPONDÊNCIA DE FRADIQUE MENDES: Fradique Mendes, poeta culto, excêntrico e viajado, foi personagem inventada por um grupo de intelectuais ao qual pertencia Eça de Queirós, considerado o maior escritor do realismo português. Nesta obra, tem se a ilusão de que Fradique realmente existiu: sua biografia se entrelaça com figuras e eventos históricos como o escritor Victor Hugo e a unificação da Itália —, e parte de suas cartas encontra se aqui publicada. Ao longo de suas aventuras, acompanhamos os eventos do final do século XIX com a perspectiva crítica característica de Eça. O PRIMO BASÍLIO: Em O Primo Basílio, Eça de Queirós volta seu humor e sua elegância para os vícios da elite urbana. Publicado em 1878, o livro retrata a vida cotidiana da pequena burguesia lisboeta e faz uma crítica demolidora de sua futilidade e ociosidade. O triângulo amoroso no qual se envolvem Luísa, Jorge e Basílio serve de pretexto para que o autor esmiúce o comportamento de tipos sempre presentes em suas obras: os intelectuais fracassados, profissionais liberais empobrecidos e funcionários públicos que se julgam donos do país.

Andrizy Bento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s