Just – Radiohead

Já faz um tempo que estamos discutindo a ideia de falarmos sobre videoclipes por aqui. Afinal, como bons filhos dos anos 1980, que cresceram durante a década de 1990, somos egressos da geração MTV Brasil clássica, antes desta sair das mãos do grupo Abril e virar aquela emissora abjeta atual (que se dedica, na maior parte do tempo, à transmissão de intragáveis reality shows). Já até flertamos com a ideia alguns anos atrás, com um post sobre o cultuado Tonight Tonight dos Smashing Pumpkins. Mas nunca fomos em frente. Então, nesse mês de aniversário do site, é chegada a hora.

Há um sem número de videoclipes históricos que marcaram nossas vidas e, uma vez que esse importante veículo de divulgação de hits musicais, inaugurado pelos Beatles na década de 1960, carece de mais extensa e profunda bibliografia (ainda há poucas referências sobre o assunto em termos de artigos e pesquisas acadêmicas e mesmo livros), decidimos catalogar, neste espaço, fichas técnicas, informações e curiosidades sobre clipes diversos. 

Um dos mais badalados dos anos 1990 e um dos mais misteriosos também, o videoclipe de Just do Radiohead ganhou o coração da divisão mais alternativa e “antenada” da geração MTV em seus tempos áureos, justamente quando as melancólicas bandas britânicas de rock começavam a despontar.

Dirigido por Jamie Thraves, e adaptado de uma ideia que o diretor usaria inicialmente em um curta-metragem, o vídeo de Just mostra um homem (interpretado por Dorian Lough) deitando-se em uma calçada do lado de fora de um prédio residencial – dentro do qual os integrantes da banda Radiohead assistem todo o desenrolar dos eventos da janela de um dos apartamentos. Pessoas começam a se aglomerar em torno do homem, exigindo explicações e que ele elucide o motivo de estar deitado na calçada atrapalhando a circulação dos transeuntes. Após uma longa discussão, o homem finalmente concorda em revelar a razão. Nas legendas, lemos: “Sim, eu digo, eu digo porque estou deitado aqui – mas Deus me perdoe – e Deus nos ajude a todos – porque vocês não sabem o que me pedem”. A câmera dá um zoom nos lábios do homem enquanto ele faz sua revelação, mas não há mais legendas. Nós, espectadores, bem como os membros da banda, ficamos sem saber o motivo. Mas este é forte o suficiente para fazer com que toda a multidão, que até um segundo atrás discutia com o homem por este estar deitado na calçada, acabe se unindo a ele, deitando-se ao seu lado. E é assim, tão enigmaticamente como começou, que o videoclipe se encerra.

Thraves foi escolhido a dedo pela banda para dirigir Just, após seus integrantes conferirem o trabalho do diretor em seus curtas experimentais. O clipe foi rodado em dois dias, intercalando as filmagens na rua, perto da Liverpool Street Station, em Londres, com as cenas rodadas em um set, que traziam o Radiohead dentro de um apartamento.

Em uma entrevista concedida em março deste ano para a revista Rolling Stone, o diretor do vídeo enfatiza que, provavelmente, levará a resposta do misterioso final de Just para a sepultura junto com ele, a menos que um fã bilionário do Radiohead disponha-se a comprar o segredo. Particularmente, concordo com a decisão de Thraves, visto que o grande barato e atrativo do vídeo está justamente nessa ausência de resposta e em seu encerramento enigmático.

O clipe de 4 minutos foi lançado em setembro de 1995 no Reino Unido, contou com a produção de Niki Amos, fotografia de Alexander Melman e edição de Toy Kearns e foi indicado à categoria de vídeo revelação na edição de 1996 do MTV Video Music Awards, tradicional premiação da MTV americana que celebra os grandes destaques da música do ano anterior. Vale lembrar que a música Just faz parte originalmente do álbum The Bends, um dos maiores clássicos da banda, gravado entre fevereiro e novembro de 1994 e lançado em 13 de março de 1995 no Reino Unido pela Parlophone Records e pela Capitol Records nos Estados Unidos. O disco ainda trazia outras faixas memoráveis como a belíssima Fake Plastic Trees (provavelmente o hit mais lembrado da banda) e High and Dry. Posteriormente, em 2008, Just foi incluída em uma coletânea do grupo, batizada de Radiohead: The Best Of.

Obviamente, nos comentários do vídeo no youtube, há algumas especulações a respeito do que o homem diz para a multidão. Alguns são impagáveis como: “ele diz o que há dentro da maleta em Pulp Fiction” e “se você se deitar aqui, poderá ver o Radiohead tocando daquela janela”.

Assista a essa pérola:

 

Andrizy Bento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s