Favoritos 2017 – Quadrinhos

Contagem regressiva para 2018! Uma página é virada e muitas se viraram ao longo dos anos. Inclusive das premiadas graphic novels que passaram pelas nossas mãos e hoje ocupam lugares especiais na nossa estante. Abaixo, nossas HQs favoritas de 2017.

Melhores HQs

A DIFERENÇA INVISÍVEL
Mademoiselle Caroline e Julie Dachez

1488-20170503182622

Aos 27 anos, a jovem Marguerite tem uma vida pacata e comum. Trabalha em uma grande empresa, mas o emprego pouco a satisfaz. Mora com o namorado e segue uma rotina que não muda. Seus hábitos são sempre os mesmos e até suas roupas são praticamente iguais. O barulho ao redor, a multidão, a ideia de socializar e de alterar alguma coisa em sua rotina não apenas a desgastam mentalmente, como perturbam seu emocional. No meio da estrada, durante uma tentativa de viajar com o namorado, Marguerite sofre um breakdown, acreditando que não irá suportar a ideia de passar dois dias na casa de desconhecidos. Essa e outras situações a levam a procurar ajuda e quando descobre que é Asperger, sua vida muda completamente. Para melhor. Ela sente que, enfim, pode partir em busca de si mesma, interagir com outras pessoas que possuem Transtorno do Espectro Autista, aprender a lidar com as dificuldades que surgem em seu caminho diariamente e a conviver com suas diferenças de maneira pacífica e feliz. Afinal, ser diferente é legal.

PACIÊNCIA
Daniel Clowes

81blmm-osml

Um assassinato, uma inusitada viagem temporal e uma história de amor atípica. É isso que o leitor encontra em Paciência de Daniel Clowes. Após chegar em casa do trabalho e encontrar a esposa grávida assassinada, o fracassado protagonista é incriminado e preso. Tendo perdido as únicas coisas que valiam a pena em sua vida, mergulha em um mar sem fim de depressão até descobrir uma curiosa forma de voltar no tempo. O autor não se preocupa em explicar demais e nem assumir um viés científico que justifique a viagem temporal, se concentrando na história e nos personagens e, especialmente, na busca desenfreada por desvendar o mistério do assassinato de sua esposa, o que é uma alternativa acertada. Com um visual psicodélico, tomado por cores chapadas, de poucas nuances, que surgem em profusão aludindo a uma estética sessentista e diálogos repletos de linguagem de baixo calão, Paciência foi a história em quadrinhos mais surpreendente do ano.

UNFOLLOW – 140 TIPOS
Rob Williams e Michael Dowling

unfollow

Em 2017 esse encadernado da Vertigo chegou ao Brasil causando alvoroço entre os leitores de HQs. A premissa instigante envolvendo reality shows, redes socias e uma busca desenfreada e sangrenta por dinheiro, fama e poder manteve os quadrinhófilos cativos às páginas e sedentos pelos próximos volumes. Definido como uma mistura de A Rede Social com Battle Royale, Unfollow – 140 Tipos acompanha o sádico e controlador Larry Ferrell que cria a revolucionária rede social Headspace. Definhando em uma cama, prestes a morrer, Ferrell tem a ideia de distribuir sua fortuna avaliada em 18 bilhões de dólares em partes iguais entre 140 usuários aleatórios de sua rede social. No entanto, se um destes morrer, a fortuna é redistribuída e, assim, sucessivamente, até que reste apenas um sobrevivente a angariar os 18 bilhões sozinho. A graphic novel nos faz refletir sobre a ganância, o poder, o domínio da internet sobre nós e quem escolhemos para enaltecer como heróis (participantes de reality shows, por exemplo). Há uma crítica contundente à televisão, ao culto exacerbado à subcelebridades (através da figura de um personagem interessantíssimo com complexo de Messias) e as mídias sociais que consomem muito de nosso precioso tempo e esgotam nossas energias.

A HQ Mais Tocante

NÃO ERA VOCÊ QUE EU ESPERAVA
Fabien Toulmé

41yh2gwc8cl

Inteligente, bem-humorada e sensível, essa HQ autobiográfica narra o inesperado e indesejado encontro de um pai com sua filha portadora de síndrome de Down. Da rejeição inicial até a posterior aceitação e, por fim, o amor que cresce dia após dia pela recém-chegada especial em todos os sentidos. Não Era Você Que Eu Esperava mostra como a ignorância diante de uma deficiência pode se converter em aprendizado. O autor francês é honesto em seu relato, não omitindo sua decepção ao tomar conhecimento da trissomia de sua filha, o que apenas o torna humano e mostra que a garotinha tem um talento inegável para cativar sua admiração e seu coração. Interessante o trabalho cromático – as cores diversas servem tanto ao propósito de representar a passagem de tempo quanto para ilustrar o emocional do protagonista.

Melhor Relançamento

BLACKSAD – ALGUM LUGAR EM MEIO ÀS SOMBRAS
Juan Díaz Canales e Juanjo Guarnido

51bt2bi-nujl

O diferencial de Blacksad, que evita que ela esbarre em chavões narrativos, é exatamente reinventar o conceito tão saturado de animais antropomórficos das animações infantis e inseri-los em uma atmosfera noir. Os paralelos entre a vida selvagem e o caos urbano (quem nunca comparou a cidade grande a uma selva?) aliado a arte distinta e proeminente de Guarnido, com um traço rico em detalhes, fazem de Blacksad uma graphic novel soberba. Felizmente, a editora SESI-SP relançou a obra este ano e ela ocupa posições de destaque nas listas de melhores do ano de muitos sites e páginas nacionais dedicadas a HQs. Aqui, não poderia ser diferente.

Melhor HQ Baseada em Fatos

MEU AMIGO DAHMER
Derf Backderf

capa-site-meu-amigo-dahmer-hq-darkside-books

Sei que parece horripilante sentir alguma empatia por um assassino em série que canibalizava os restos mortais de suas vítimas. Mas antes de se tornar esse monstro, Jeff Dahmer foi um adolescente que tentou se encontrar, sem sucesso. O autor mostra o frágil lado humano do retratado, antes de se perder para sempre. Como o próprio autor sugere, a simpatia acaba quando ele começa a matar… Mas embora a mente dele tenha sido um lugar horrível para se viver, creio que a tragédia e a carnificina poderiam ter sido evitadas. Bastava que aqueles ao seu redor, olhassem mais atentamente para ele ou parassem de fazer vista grossa… Bastava, também, que ele quisesse procurar ajuda. O que fica evidente, é que ele desistiu de si mesmo. Enfim, recomendo a leitura de Meu Amigo Dahmer, lançamento primoroso da DarkSide Books, repleto de material extra. Espetacular o traço. O estilo caricatural imprime mais leveza a uma história densa.

Melhor Novela Gráfica/Livro Ilustrado

HARVEY – COMO ME TORNEI INVISÍVEL
Hervé Bouchard

42134727

Harvey é extremamente cativante e a história é de uma sensibilidade ímpar. A novela gráfica acompanha um garotinho muito imaginativo que, diante da dificuldade de compreender e aceitar a repentina morte do pai, se refugia em seu universo particular de fantasia. Ao encarar, pela primeira vez, a imagem do pai no caixão (após um instante de relutância), ele se sente sumir, desaparecer, tornar-se invisível tal qual seu herói Scott Carré, O Incrível Homem Que Encolheu, fica diminuto (aliás, excelente analogia). Em uma bela união de texto e ilustrações, e sem apelar para demagogias, Harvey – Como Me Tornei Invisível de autoria de Hervé Bouchard e Janice Nadeau, apresenta ao leitor uma irresistível atmosfera lúdica através dos olhos inocentes de seu protagonista, e nos faz confrontar novamente nossos próprios momentos de perda, luto e superação. Uma das minhas leituras favoritas do ano, merecidamente premiada.

HQ Mais Subestimada

ORIGENS SECRETAS: OS MAIORES VILÕES DE GOTHAM
Neil Gaiman e outros

915euqj9chl

Não vou entrar no mérito de esta ser uma publicação caça-níquel por se tratar da compilação de algumas histórias já publicadas e republicadas em títulos recentes do Morcego lançadas pela mesma editora. Para quem prefere enxergar com bons olhos, pode ver como uma antologia de alguns ótimos trabalhos de Neil Gaiman a frente de títulos Batmanicos. Enfim, para quem já tem conhecimento dessa informação, acaba não indo com muita sede ao pote e nem esperando muito dessa HQ. No mais, é um trabalho bem organizado, bem pontuado, com textos afiados e arte mais do que competente.

Melhor HQ de Gênero

ALENA
Kim W. Andersson

alena1

O sueco Kim W. Andersson é conhecido por ser o criador do terror romântico. Essa mistura inusitada, inteligente e bem sacada gerou obras como Love Hurts e Alena. Esta última lançada há pouco no Brasil pela Avec Editora. A obra trata do controverso tema bullying sob uma ótica interessante e surpreendente, sem lirismo na abordagem. E essa é exatamente a proposta. A narrativa é fluida e bem construída, dotada de passagens e diálogos inquietantes. Alena impacta devido ao gore presente em suas páginas, recorrendo à violência gráfica sem meios termos. Tudo isso com um traço elegante e uma cartela de cores bem adequada, pois cada tom serve à narrativa com um propósito específico. A edição brasileira é linda, com uma tradução bem cuidada. Vale a pena ter na estante. Alena é de causar frio na espinha

HQ Mais Decepcionante

SAVAGE THINGS
Justin Jordan, Jordan Boyd, John Paul Leon, Ibrahim Moustafa

469745-_sx360_ql80_ttd_

Parte de um conceito excelente: há 25 anos, crianças com potencial sociopata foram sequestradas por uma célula secreta do governo americano para servirem ao propósito de eliminar inimigos do estado. Porém, os jovens agentes do caos se mostram além de qualquer controle e cabe a mesma organização que os reuniu, exterminá-los. O plano fracassa e, agora, as outrora crianças, lançam mão de seu sadismo e potencial destrutivo a fim de disseminar o terror e o caos pelos Estados Unidos. Contar mais a respeito da HQ, é entregar peças fundamentais de sua trama de mão beijada. Savage Things é bem construída e com uma arte rica em detalhes. Mas peca justamente em seu último volume. É certo que ela não se aprofunda muito nos personagens ao longo de suas oito edições, mas o final é apressado, com acontecimentos atropelados e fecha uma história com grande potencial de maneira decepcionante. não fazendo justiça à qualidade das edições anteriores da obra. Uma pena, pois trata-se de um universo que valia a pena ser mais explorado.

Andrizy Bento
Raphael Skywalker

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s