Moonlight: Sob a Luz do Luar

moonlight

Segundo longa do jovem cineasta e roteirista Barry Jenkins – que, até então, só havia dirigido o hit dos festivais Medicine for Melancholy de 2008 – Moonlight acerta ao centrar sua trama no indivíduo, em seu universo particular, em sua melancolia e solidão. Evitando enveredar pelo caminho óbvio ou apresentar estereótipos, o filme narra a história de Chiron (interpretado por Alex Hibbert na infância, Ashton Sanders na adolescência e Trevante Rhodes na fase adulta), um garoto com uma vida complicada que vive na periferia de Miami e tenta resistir ao mundo fácil da criminalidade. Alvo de preconceito e bullying por conta da mãe viciada em drogas e que se prostitui para sustentar o vício, Chiron tem de lidar com os rompantes da mãe dentro de casa e com o constante abuso dos colegas na escola. Dividido em três atos distintos que focam na fase da infância, adolescência e maturidade do protagonista, Moonlight não se limita a contar uma história manjada sobre um garoto que superou barreiras e transmitir uma mensagem edificante ao final.

Continuar lendo Moonlight: Sob a Luz do Luar