[Catálogo: Especial] Questão de Tempo

About Time

Aos 21 anos, Tim Lake (Domhnall Gleeson) é surpreendido por seu pai (Bill Nighy) quando este lhe revela um curioso segredo: o de que os homens da família possuem o incrível dom de viajar no tempo. Na verdade, eles só podem viajar para o passado, em momentos que já estiveram e alterar pequenas coisas, do contrário, podem causar algum desastre ou fazer modificações extremas que comprometeriam a linha temporal, especialmente seu futuro e daqueles ao seu redor. A velha história da teoria do caos, do efeito borboleta e etc. Para que o método funcione, é necessário se trancar em um armário ou qualquer outro lugar bem escuro e pensar no exato momento em que se quer estar.

O filme começa como uma típica comédia romântica, com um protagonista desajeitado que tem uma família legal e sonha em encontrar o amor de sua vida. Após a revelação de seu pai, decide – ainda que um tanto descrente – lhe dar um voto de confiança e experimenta voltar no tempo. Eis que o negócio funciona e é este o mecanismo que move a narrativa. Suas primeiras viagens temporais são um sucesso. Ele conserta momentos que outrora haviam sido desastrosos e, assim, sua vida parece fácil e perfeita… Até que os conflitos e dramas surgem. Não de maneira artificial. O filme não é trágico e nem tenciona passar uma lição de moral. O que vemos na tela é apenas a vida acontecendo. E enquanto a vida acontece, os problemas vão surgindo no caminho.

Continuar lendo [Catálogo: Especial] Questão de Tempo