The Five

The Five 2

De tempos em tempos, somos bombardeados por escritores que produzem best-sellers em massa. Não vejam isso como uma crítica minha a esse tipo de autor. Só me admira a capacidade de eles escreverem sem parar e deixarem sempre abastecido o seu crescente grupo de fãs. Lembrando que alguns autores possuem fanbases inimagináveis, mas os fãs tem que esperar sentados pelos seus novos livros. Não é mesmo, George R. R. Martin?

Enfim, durante esse período sombrio para seriadores inveterados como eu, o hiatus – como eu o odeio… mas não contem para ninguém que eu tenho uma lista de episódios atrasados para assistir – bate uma carência de ter episódios novos sempre à minha disposição. Portanto, este é o período ideal para experimentações, especialmente ver coisas fora do circuito americano. Leia-se: séries britânicas. As produções seriadas oriundas do Reino Unido atendem a vários públicos e dificilmente desagradam. Honestamente não sei se isso vem da fórmula ou da estrutura, já que elas apresentam um número mínimo de episódios, ou seja, zero possibilidade de fillers.

Continuar lendo The Five