Capitão América: Guerra Civil

capitao-america-guerra-civil

A Marvel continua sua bem-sucedida estratégia de apostar em um universo compartilhado no cinema, projetando nas telonas o desejo de todos os fanboys dos títulos em quadrinhos da editora ao reunir seus maiores ícones em uma mesma saga.

Após um filme repleto de acertos e erros como foi Vingadores: A Era de Ultron, em que o diretor Joss Whedon parecia um refém do padrão Marvel e apostava em excessos ao invés de desenvolver uma trama mais linear e com um escopo definido, não poderia haver uma escolha melhor para comandar o novo longa do estúdio do que os irmãos Joe e Anthony Russo. Eles já haviam assinado um dos filmes mais interessantes e bem resolvidos da Marvel até agora, Capitão América 2: O Soldado Invernal. Os cineastas mostram habilidade espantosa ao trabalhar com diversos plots e personagens em uma trama de pouco mais de duas horas, dando espaço suficiente para cada arco se desenrolar e cada herói brilhar, mas sempre com certa moderação. Assim, eles aliam o fanservice característico das produções do estúdio às cenas de ação bem conduzidas e uma boa narrativa, ainda que não desprovida de problemas.

Continuar lendo Capitão América: Guerra Civil