Retrofilia: Superaventuras Marvel

Primeira edição da Superaventuras Marvel

A primeira edição da HQ Superaventuras Marvel, publicada exatamente em julho de 1982, trouxe as aventuras de O Domolidor (O Homem Sem Medo), ConanO Barbaro e Luke Cage, ambos na capa da revista número 1. A revista trazia mais ou menos de 3 a 5 histórias de personagens diferentes em cada edição. O seu fim foi em Fevereiro de 1997, infelizmente. Mesmo assim não deixou de ser uma das favoritas dos fãs brasileiros de quadrinhos, que ainda procuram muito por elas, especialmente em sebos e pela internet. Deixou saudades e ficou na memória, uma vez que trouxe para os leitores brasileiros aventuras de grandes personagens que ainda não contavam com título próprio aqui no Brasil e que puderam ser descobertos nessa revista.

Adryz Herven

Lola e o garoto da casa ao lado – Stephanie Perkins

Um friozinho delicioso, férias, chocolate quente bem cremoso e um livro fofo para passar o tempo. Deu vontade? Bom, morando no Brasil não posso assegurar o friozinho e o chocolate quente (no meu caso nem as férias), mas o livro fofo é este aqui: Lola e o garoto da casa ao lado, de Stephanie Perkins.

Sou suspeita para falar da autora, pois meu livro preferido – não me julguem – é Anna e o beijo francês, primeiro livro publicado por ela.Confesso que esperei 1 ano por ele, e não me decepcionei. Assim como na sua primeira obra, Perkins traz em Lola e o garoto da casa ao lado um romance estilo “mulher de TPM”, que não chega a ser nenhum clássico de Nicholas Sparks e tem muito menos drama, mas não deixa a desejar no quesito romance.

Lola Nolan tem 17 anos e adora se vestir com figurinos: perucas, vestidos rodados com cores fortes e muito glitter fazem parte de seu closet e são sua marca registrada. Ela vive um drama familiar bem moderninho: sua mãe não cuidou dela por preferir festas, álcool e drogas, e por esse motivo ela foi criada pelo seu tio Nathan Nolan e seu marido Andy. O fato de viver com um casal homossexual, no entanto, não é o motivo de ela se vestir de maneira pouco usual. Lola é uma adolescente com personalidade forte e extremamente decidida, menos é claro quando o assunto é Cricket Bell, o garoto da casa ao lado que foi seu primeiro amor. Ele passou dois anos morando longe e, justamente quando ela encontrou o “namorado perfeito”, resolveu voltar.

Embora não assuma, Lola nunca conseguiu esquecer Cricket, e tudo o que ela menos quer é que ele volte a fazer seu coração acelerar, principalmente depois de ele tê-la magoado. Por esse motivo ela tenta não dar importância à sua volta repentina, afinal ela é comprometida com o insuportável tatuado e cantor de banda de rock de 22 anos Max. No início da trama é possível aceitar o relacionamento deles, mas com o desenrolar da história vamos percebendo que eles são simplesmente imperfeitos demais um para o outro.

Cricket por sua vez é o amigo tímido, o vizinho que ela vê mesmo que não queira, aquele que a aceita do jeito que ela é, mesmo que isso envolva uma peruca amarela e uma capa de chuva num dia ensolarado. Sem falar que ele é completamente apaixonado por ela:viaja por 1h de trem, da faculdade para casa, só para poder passar um tempo com ela, mesmo que isso signifique vê-la com o namorado mal educado. Não importa o que aconteça, ele está sempre ao seu lado, e é só uma questão de tempo pra Lola perceber que ele é a pessoa certa.

Quem gosta de ação e drama ao extremo talvez não goste muito do livro ou ache infantil demais, mas eu não tenho do que reclamar. Lola fica confusa, dividida entre dois amores, e ela tem seu próprio tempo de resolver as coisas. Perkins soube passar isso perfeitamente e conseguiu fazer dois personagens, que tinham tudo para ser chatos e mornos, serem dois dos mais legais que já tive o prazer de conhecer, e é por isso que ela é uma de minhas autoras preferidas.

Nota 10 para o livro, para a autora e também para a Editora Novo Conceito, que ia mudar o nome do livro para Lola e o vizinho, mas ouviu os fãs da autora e manteve a tradução original. Livro totalmente recomendado.

P.S.: Aposto que vocês nunca mais verão uma simples cereja sem suspirar.

P.S. 2: Anna e St. Clair, de Anna e o beijo francês, estão presentes em Lola e o garoto da casa ao lado. Uma ótima maneira de quem gostou do primeiro livro matar as saudades do casal.

Curiosidade

Perkins não irá escrever uma continuação de Lola e o garoto da casa ao lado, assim como também não lançou a de Anna e o beijo francês, o que me deixa triste e feliz ao mesmo tempo, mas quem curte suas histórias já pode começar a contagem regressiva para o seu novo livro: Islaandthehappilyeverafter será lançado em 2013!!!

Daniele Marques